InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Atenção deuses! Há um aviso no Staff Loungue para vocês, entrem e leiam.

Important: Seu avatar é registrado? Ainda não?! Evite levantes, corra aqui: [MENINOS | MENINAS].
EM REFORMA, AGUARDEM! Novidades virão, algo que já estava mais do que na hora, não acham?!

Compartilhe | 
 

 Chalé de Quione

Ir em baixo 
AutorMensagem
Quione
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 35
Data de inscrição : 23/04/2012

MensagemAssunto: Chalé de Quione   Sex 01 Jun 2012, 22:26

Uma cor neutra e aura fria envolve o chalé de Quione. Passa quase despercebido pelos campistas, apenas causando-lhes um calafrio. A parede é totalmente branca, mas parece ser transparente, simplesmente não reflete luz e cria sombras sutis demais para serem percebidas. Dentro, as paredes são feitas de gelo, e a temperatura é muito baixa para qualquer campista, com exceção dos filhos de Quione, sobreviverem muito tempo dentro do chalé. Os móveis são em tons de branco, cinza e ciano claro. Muitos vasos com flores brancas são encontradas no local.

Entrando na casa, se vê uma sala monótona, quase sem cores. Se seguir por um corredor extenso, se depara com duas portas, uma à esquerda e outra no fim do corredor. A porta à esquerda dá em um quarto extenso, com várias camas com tons alternados em cinza, branco e ciano claro. A porta no fim do corredor dá lugar à um jardim de inverno. Muitas árvores secas e algumas flores em alguns lugares, a neve caindo lentamente e dois bancos largados no local pequeno.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kira L. K. Schramm
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 174
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 20
Localização : Chalé da Quiqui -qn

Ficha do personagem
Vida:
190/190  (190/190)
Energia:
180/180  (180/180)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Qua 25 Jul 2012, 14:40



Eu e Maddie havíamos chegado no acampamento havia alguns dias, durante esse tempo ficamos no chalé 11, de Hermes, nenhuma de nós estava feliz naquele lugar. Havia muita gente, muito barulho e confusão, crianças corriam de um lado para o outro, campistas gritavam e não tínhamos paciência para aturar isso. Então, finalmente, fomos reclamada por Quione a deusa da neve. Arrumamos nossas coisas rapidamente, eu fui na frente, Maddie ainda tinha algumas coisas para fazer.

O chalé era branco, e uma aura fria o envolvia, encarei-o por alguns minutos, então arrumei coragem e adentrei no chalé. A temperatura dentro dele ,sem duvidas, estava abaixo de zero, para mim era muito agradável, mas imagino que para outro campista não. Os moveis da sala eram brancos, praticamente se fundiam ao próprio chalé, havia alguns vasos de flores espalhados pelo recinto.

Caminhei um pouco hesitante pelo corredor, abri a porta a esquerda, e entrei no quarto, havia inúmeras camas espalhadas ali, todas vazias. Aliviada percebi que o chalé estava vazio. Havia duas camas mais afastadas, no fundo do quarto, escolhi a que estava colada na parede e joguei a minha mochila em cima da mesma.
Não sei quanto tempo fiquei ali parada, sem fazer nada, apenas escutando o silencio, observando o quarto, percebi depois de um tempo que aquele era o meu lar, as camas vazias pertenciam aos meus meios-irmãos, e futuramente seriamos todos uma grande família feliz. Bufei, eles seriam apenas colegas de quarto, minha família é Maddie.Abri a mochila e peguei uma barra de chocolate,chocolate sempre me deixou feliz, mas hoje eu precisava de Madie, era muita coisa para assimilar, sentia a insegurança crescendo e o medo também, suspirei e guardei o chocolate.

Joguei-me na cama de olhos fechados, as noites mal dormidas agora pesavam, o sono que antes não sentia, tomou conta de mim, puxei o lençol de seda ciano, e deixei-me dominar pelo cansaço e adormeci.
.
additional information
Tagged: nop • Notes: nop • Words: 281 • WEARING: ISSO
Credits: baby doll @ oops!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maddie M. Winstead
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 19
Data de inscrição : 14/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
115/115  (115/115)
Energia:
115/115  (115/115)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Dom 29 Jul 2012, 20:10

[dohtml]








Cruel, Cruel Summer.

I woke the other day.And saw my world has changed.The past is over but tomorrow's wishful thinking.I can't hold onto what's been done. I can't grab onto what's to come.And I'm just wishing I could stop, but

Life goes on
Come of age
Can't hold on
Turn the page

Time rolls on
Wipe these eyes
Yesterday laughs
Tomorrow cries !









Muitas das tentativas foram em vão.O calor do Acampamento Meio-Sangue - hoje, a casa mais nova para mim e minha irmã caçula, Kira - era insuportável.Era difícil de se habituar com seu clima morno, o que me fazia ficar com falta de ar com poucos minutos de exposição ao sol, cômodos a fora.Me lembrava agora, vagamente, dos conselhos que meu pai me dera antes de partir do Canadá até aqui;eles martelavam em meu subconsciente.Chacoalho a cabeça, tentando os expulsar, eu deveria seguir em frente.

Enquanto caminha pelo acampamento, percebo olhos me perseguindo onde quer que eu fosse, soltando murmúrios a respeito de qualquer coisa que fizesse de incomum.Me sentia como um ser indesejado por ali.O que eles diziam, eu não entendia, como se me importasse também.Tentava sorrir, com esperança de expulsar o mau agouro de meu lado.Era inútil, já que o calor dreneva todas as minhas energias.

Corro para o chalé XIX, o chalé de minha mãe.Era estranho de imaginar que após 17 anos de minha vida, um dia me daria por filha de uma Deusa, abandonada junto da irmã gêmea em nascença, sendo adotada pelo irmão de meu pai biológico.Pensava se a vida de todos os outros seriam tão fodidas como a minha...Provavelmente não.Seriam piores.Kira e eu demos a sorte de ter sido adotadas por uma família com estabilidade financeira, juízo mental e responsibilidade e dever acima de tudo, tendo um pai militar e uma mãe neurocirugiã.Pois é, seria até injusto comparar.Uma leve brisa bate em meu rosto ao subir os degraus de nossa nova casa, me dando uma sensação de frescor e renovação, motivando a continuar e seguir em frente.

"Levante-se Mad ! Você já lutou e ganhou contra garotos com a metade da minha idade, ande !"
Flashbacks iam e voltavam, lembrando dos treinos e lutas que tinha com meu pai;General Liam E. Marston, nunca derrotado em combate.Nem mesmo por mim.
Suspiro profudamente.Esse não era uma lembrança que eu - geralmente - não gostava de ter, após ele ter feito o que fez comigo.
Ao chegar no quarto, sinto como se todas as minhas preocupações tivessem ido embora.Me sentia mais leve, serena e feliz.Avisto Kira enrolada nos cobertures, já dormindo.Não hesito em esboçar um sorriso;ela era a única pessoa que tinha esse dom.Me sento ao seu lado na cama e lhe dou um beijo em sua testa, afagando seus cabelos.








wearing: .; tagged: Kira; notes: aqui;





THANKS WIWI @OOPS!



[/dohtml]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kira L. K. Schramm
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 174
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 20
Localização : Chalé da Quiqui -qn

Ficha do personagem
Vida:
190/190  (190/190)
Energia:
180/180  (180/180)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Dom 29 Jul 2012, 21:34

]


'Cause you were born this way, baby
Meus sonhos como sempre, são confusos, e dessa vez não é diferente.
Eu estava sozinha, no meio do nada, e quando digo nada, é nada mesmo. Um espaço vazio totalmente branco, uma musica desconhecida vinha de algum lugar, a musica irritante, poderia ser considerada barulho em vez de musica. Então o branco se quebrou, dando lugar a uma floresta, onde a luminosidade era pouca, a musica ainda estava presente, olhei em volta tentado distinguir as coisas, mas não foi possível. Sorri ao ver uma barra de chocolate gigante vindo em minha direção. Passaros feitos de goma de mascar voaram ao meu redor, tentei inutilmente pegar um deles, por fim desisti e observei o chocolate parar, e cair sem vida no chão, corri para acudi-lo, mas antes que eu chegasse até ele,Fred Krueger surgiu sorrindo. Suas garras de metal rasgaram a floresta ao meio, as paredes brancas surgiram novamente e a musica ficou mais alta, Fred fez sinal para eu me aproximar, e eu obedeci, meus passos ecoavam ao longe e eu não sentia medo do homem em minha frente.
As garras de Krueger cortaram o chocolate ao meio, revelando um cadáver em decomposição, Fred se abaixou e pegou um pedaço, depois o colocou na boca e engoliu, seus dentes ficaram manchados de escarlate. Curiosa peguei um pedaço também, o gosto não era tão ruim chegava a ser bom, o ruim é que o sangue do cadáver pingava dele. Quando estava prestes a pegar outro pedaço, alguém me acordou. E esse algum, tinha o meu rosto, meus cabelos e a minha altura. Era Maddie, minha gêmea.
- Pensei que nunca ia chegar.- disse em tom debochado.- E não chegue assim de fininho, facilmente eu te esfaquearia.
Pare com isso! Ela é a sua irmã, lembra? Sua família! Disse a voz em minha mente. Pode ser minha irmã, mas eu a esfaquearia igual...Respondi a voz. Peça desculpas! Peça! E me deixe voltar! Ela gritava.
Franzi a testa, eu raramente podia me divertir, raramente podia sair, não iria obedece-la. Encarei a loura ao meu lado, a mesma tinha uma expressão de preocupação, que provavelmente era para mim.
- O que?
Joguei as cobertas para o lado, fiquei de pé rapidamente e dei as costas para a garota. A voz em minha mente gritava comigo, exigia atenção e espaço, queria o controle de volta. Faz anos que não a vejo, não quero que você a receba! Por favor!
Sorri, ela estava implorando, mas eu não sentia pena, não sentia nada. A voz agora chorava, era irritante, ela é fraca, frágil, delicada. INSUPORTAVÉL. Quando minha cabeça começou a latejar, fechei os olhos, o tempo havia acabado. Aos poucos sentia ela voltando, retomando o poder e eu estava voltando para a minha prisão.
Abri os olhos, corri para Maddie e a abracei, tentando me aninhar ali, sentir a segurança que apenas ela me transmitia.
- Desculpa, desculpa, desculpa. Ela escapou...
Maddie assentiu e afagou meus cabelos, ela entedia, sabia que ‘ela’ é a outra Kira. Um tempo depois, eu já havia voltado ao normal e dividia a barra de chocolate com minha irmã, eu estava estranhamente carente e não havia saído do lado dela por um segundo.
.
additional information
Tagged: Maddie • Notes: here • Words: 531 • WEARING: lala
Credits: baby doll @ oops!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kira L. K. Schramm
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 174
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 20
Localização : Chalé da Quiqui -qn

Ficha do personagem
Vida:
190/190  (190/190)
Energia:
180/180  (180/180)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Qua 03 Out 2012, 22:58




TAG: Maninhos lindos :3 ; WEARING:ISSO; NOTES:Nop
Primeira inspeção do chalé !

Como quatro pessoas conseguiam fazer tanta bagunça? Certo, Alex havia chegado há poucos dias atrás. Quem realmente bagunçou o chalé, fomos nós três: Maddie, Aindan e eu.
Muitas camas do chalé estavam desarrumadas, lençóis espalhados pelo chão, travesseiros jogados em um canto, armas e roupas deixadas em qualquer lugar. O banheiro masculino não estava tão ruim, mas o feminino parecia ser ocupado por uma dúzia de garotas; maquiagens espalhadas pelas bancadas, shampoos e condicionadores derramados no chão e ainda havia algumas roupas ali. Cutuquei a pilha de roupas sujas e logo as reconheci, ali estava a blusa que eu estava procurando desde a semana passada!

Era inacreditável, algo que eu jurara ser impossível de acontecer, mas acontecera. Quíron me nomeou monitora do chalé. Logo eu, a mais bagunceira de todas...
Sai do banheiro e fui para sala. Os móveis de cores claras estavam fora do lugar, as flores que haviam nos vasos estavam murchas, o chão precisava ser varrido, principalmente a parte do hall de entrada, esse estava particularmente sujo.

Por incrível que pareça, até o jardim de inverno estava sujo. Embalagens de salgadinhos- que foram comprados ilegalmente- estavam jogados no chão e alguns presos nas arvores, cartas de baralho haviam sido esquecidas em um banco. Novamente, reconheci as cartas, na noite anterior eu e Alex jogamos um pouco, e novamente eu, esqueci as cartas.

Sério mesmo, Quiron? Pensei um pouco irritada, eu teria que mudar e muito para conseguir manter a ordem naquele lugar.

Voltei ao quarto e acordei meus irmãos. Nenhum deles parecia animado, na verdade, pareciam um pouco irritadiços.

- Bom dia, irmãos! Hoje é a primeira inspeção do chalé. – sorri tentando anima-los. - Enquanto eu pego o material de limpeza e a minha prancheta, vocês podem trocar de roupa.

Voltei para sala e abri a porta do chalé. Instantaneamente senti a onda de calor, o Sol brilhava forte no céu e poucos campistas caminhavam em direção ao refeitório. Deixei escapar um suspiro, hoje o dia seria horrivelmente quente.

Encostados na parede de gelo estavam cinco vassouras, baldes, materiais de limpeza, espanadores e uma prancheta. Recolhi todos e os coloquei para dentro, olhei a prancheta, haviam algumas instruções básicas; Reúna TODOS os seus meios-irmãos. Divida-os em grupos. Cada grupo irá limpar um local do chalé. Supervisione tudo e mantenha a ordem.

Fiz uma careta para as instruções. Aquele planejamento iria funcionar com um grupo maior, mas somos apenas quatro e parecia uma idiotice seguir as ‘regras’. Supervisionar. Eu também baguncei, eu sujei então eu também irei limpar.

Chamei os meus irmãos para a sala, agora todos sorriam e até pareciam um pouco animados, mostrei a eles as instruções da prancheta e todos concordaram em fazer apenas um grupo.

Cada um pegou um balde e uma vassoura, e começamos a varrer a sala, jogamos agua no chão pra tirar a sujeira com mais facilidade e aos poucas as camadas de pó e terra iam sumindo.

Os móveis foram reorganizados e limpos, Maddie jogou fora as flores murchas e colheu novas no jardim de inverno, cerca de meia hora depois a sala estava como era. Sua beleza impecável voltava a aparecer.

Passamos para o jardim de inverno. Recolhi as cartas do banco e as guardei no bolso, Aindan então sugeriu que eu limpasse o corredor enquanto eles limpavam o jardim. Assenti e peguei a vassoura e o balde e comecei a varrer, quando terminei essa parte a agua tirou o resto da sujeira.

O quarto realmente deu mais trabalho, pois não havia apenas quatro camas para arrumar e sim inúmeras camas. Apesar de a maioria estar desocupada elas precisavam estar limpas, afinal a qualquer momento poderia chegar um novo irmão.

Tiramos os lençóis ‘usados’ e colocamos novos, trocamos as capas dos travesseiros, armas foram guardadas em seus devidos lugares, roupas sujas deixadas em um cesto que depois seria levado para a lavanderia. A essa altura, todos estavam cansados e suados, mas nosso trabalho não havia acabado. Duplas foram feitas, e os banheiros limpos, apesar de que os garotos terminaram boa meia hora antes que nós.

- Terminamos! O nosso chalé está limpo, bonito e é assim que deve ficar. - disse rindo – Alex, agora você está conhecendo de fato o chalé XIX. Ah, quase me esqueci, tenho uma recompensa para vocês.

Caminhei em direção a minha cama e abri o baú aos pés da mesma, procurei por alguns instantes até achar o que estava procurando, então sorrindo voltei para os meus irmãos. Abri a embalagem e dividi o chocolate igualmente.

- CHOCOLATE É FELICIDADE!

Gritei para eles e joguei um pedaço para cada. Parei um segundo e os observei rindo, todos haviam contribuído para a limpeza e o chalé realmente brilhava, e nesse momento senti orgulho dos meus irmãos.


p-l-e-a-s-e!

TANKS BEECKY, AT OOPS!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kawashima Sakura
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 16/11/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Dom 18 Nov 2012, 10:44

A garota de cabelos róseos andava calmamente pelas áreas do acampamento, teve um bom tempo para fazer um passeio de reconhecimento de local, juntamente de seu sátiro, que conhecia pelo nome de Zakuro. Chegando ao final do passeio, ele lhe mostrou o caminho para o chalé de Quione, a menina seguiu pelo caminho se despedindo do sátiro e seguiu até dar de frente com o local, olhando-o próxima ao mesmo via o quão belo ele era, com um sorriso adentrou o local e seguiu até dar de frente com duas portas seguindo pela da esquerda, adentrou o quarto e escolhendo sua cama em um lugar bem afastado e próximo a uma janela, arrumou suas coisas calmamente e foi tomar um banho, saindo de lá já vestida e com os cabelos rosados soltos e penteados, pegou seu violão e o guardou, colocando sua tiara de rosas de inverno e indo até o jardim, que ficava na porta da direita da porta do quarto, se demorando por lá algum tempo.

____



Lula rosa-Otome-15 anos-Rock star-doidinha-amada....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maxy Parks
Filhos de Quione
Filhos de Quione


Mensagens : 3
Data de inscrição : 23/02/2013
Idade : 16
Localização : Algum lugar

Ficha do personagem
Vida:
50/100  (50/100)
Energia:
50/100  (50/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Dom 24 Fev 2013, 09:39

Estava finalmente la no chale da minha mãe um lugar apesar de bem sombrio bastante bonito o chale era de Uma cor neutra e aura fria era bastante frio mas eu quase não sentia eu abri a porta e gritei:
-Oi maninhos!!!!!!! hmm... que lugar vazio...
Quando eu vi que ninguém estava la peguei munha guitarra e comecei a tocar im alone e cantando:
na na na na na nesse mundo sozinho estou não a ninguém pra mim sozinho nesse mundo yeah na na na na na na na tenho que achar alguém para mim não vou continuar assim! yeah
E sentei nos sofa do chale para pensar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kira L. K. Schramm
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 174
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 20
Localização : Chalé da Quiqui -qn

Ficha do personagem
Vida:
190/190  (190/190)
Energia:
180/180  (180/180)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Ter 30 Abr 2013, 23:04

Inspeção do chalé :3
Tagged: Everybody Wearing: This! Notes: none Thank you Lari @ CG


Abril. Trinta dias. Setecentas e vinte horas. Com todo esse tempo, eu tive a capacidade de deixar a Inspeção para os últimos minutos. Talvez, só talvez, eu seja um pouco preguiçosa.

O Chalé 19 realmente precisava de organização. Na primeira Inspeção éramos em apenas cinco, sendo assim, o chalé permanecia organizado e limpo na grande maioria do tempo. Agora, com um numero maior de habitantes- o dobro-, inevitavelmente a bagunça começou a surgir. Roupas espalhadas pelo quarto e banheiros, lençóis jogados nos cantos, moveis fora do lugar entre outras coisas, além da camada de poeira que começava a se alojar pelo local.

Certo. Hora da limpeza.

Abri o baú aos pés da cama, peguei a prancheta e uma caneta, na ultima vez não fora necessário o uso, mas agora as tarefas precisavam ser dividas. Tentei sorrir, mas não deu muito certo, então com um suspiro levei dois dedos aos lábios, o assobio que se seguiu foi alto e agudo. Agora eu tinha a atenção de todos.

- Boa noite, queridos irmãos. Hora da limpeza.- instantaneamente caretas surgiram, mas ignorei e continuei falando- Vamos nos dividir em grupos de três, cada grupo vai limpar uma área. A organização da cama e objetos pessoais é individual, quem não arrumar a cama não vai ganhar chocolate. Começar.

Sem muita animação, começaram a juntar os lençóis sujos e a joga-los na cesta de roupa suja, pegando os limpos na despensa e os estendendo nas camas. As roupas e calçados espalhados ao redor da maioria das camas foi devidamente guardado. Não demorou muito e o quarto já estava ‘apresentável’. Deixei-os terminarem o trabalho e fui até a despensa, de onde tirei o material de limpeza e o distribui entre meus irmãos. Rapidamente eles se organizaram e começaram a limpar, dei uma espiada em cada grupo e voltei para o quarto, afinal eu também preciso arrumar minha cama. Assim que terminei de guardar minhas roupas, peguei uma vassoura e comecei a varrer o chão, felizmente não havia objetos atrapalhando, o que facilitou o trabalho.

O grupo do banheiro – Aidan e as gêmeas- já haviam limpado os espelhos e o chão, agora se concentravam na limpeza dos boxes e pias. Peguei um pano úmido e passei pelo mármore das pias, tirando resíduos de maquiagem. Era estranho ver essa pia sem escovas, maquiagens, cremes, enfim tudo aquilo que minhas irmãs e eu usamos. Passei então aos boxes, esfregando as portas de vidro. A limpeza do banheiro masculino seria exclusivamente deles.

Os moveis em tons pasteis da sala foram afastados, um pano úmido estava sendo passado no chão, as janelas estavam tão limpas que me perguntei se havia vidro ali. Não havia muito a ser feito, então passei para o jardim de inverno, onde eu era mais necessária.

A neve se acumulava no chão, ao redor do banco havia pacotes de salgadinhos e garrafas de refrigerantes, folhas secas estavam por todos os lados. Alex pegou um saco plástico e começou a recolher o lixo, Elizabeth limpava a porta de vidro que separava o jardim do resto do chalé, sendo assim, a única tarefa que me restou foi recolher as folhas.

Depois de tudo limpo, devidamente arrumado e ajeitado, o chalé estava brilhando. Não, não estou exagerando. A luz da lua transpassava as janelas e ao se encontrar com o gelo, um leve brilho surgia. Havia também aquele cheirinho de limpeza. Se não ganhássemos uma nota máxima, eu iria arrancar a cabeça do tal monitor...

Sorri ao olhar para os meus irmãos, nenhum deles estava suado, graças ao nosso clima polar, mas deveriam estar cansados depois de um dia de treinamento e mais a limpeza.

- Fizemos um bom trabalho, nosso chalé está perfeito. Eu devia fazer um discurso inspirador e tudo mais, mas eu sei que estão cansados e querem uma boa noite de sono, então vou apenas agradecer a vocês. – fui obrigada a rir da cara de alivio deles – Obrigada, crianças.

- Argh. Meus braços doem, não quero mais ver uma vassoura por um bom tempo. – disse Aidan.

- Relaxe. Faltam vinte e nove dias para isso.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alycya Angely Zerebest
Caçadoras de Ártemis
Caçadoras de Ártemis
avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 19/05/2013
Idade : 22

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Ter 21 Maio 2013, 15:44


Minha nova casa
O acampamento era bem agradável, porém os outros campistas pareciam não gostar muito dos novatos. Por um bom tempo permanesci no chalé de Hermes, porem pela grande quantidade de semideuses não reclamados, o chalé acabava ficando cheio demais. Depois de alguns dias descobri que minha mae era Quione e fui remanejada para o chalé 19; Quando o vi pela primeira vez o chalé 19 parecia um pouco triste e sem vida, porém quando entrei vi que já haviam outros campistas lá dentro. O ar era frio entretanto agradável e logo me senti confortável lá dentro. Fui entrando no chalé como se já o conhecesse , mas estava mais perdida do que numca; olhei para um grande corredor omde só tinham duas portas, tive de escolher uma delas e optei pela porta do final do corredor. Caminhei na direção da porta e quando a abri fiquei maravilhada com o jardim de inverno que havia lá, então fiquei alguns minutos lá dentro . Passados esse minutos , sai do jardim e olhai a outra porta e quando a abri vi o enorme quarto dos filhos de Quione, a maioria das camas estava ocupada, então escolhi a que estivesse mais afastada de todos , pus meu fone nos ouvidos joguei a mochila na cama e sentei nela me acostumando com a minha nova casa.
Com quem está? Com meus meio irmãosX Que música está escutando? i'm the bestX Onde está? no chalé 19 X Que roupa está vestindo? sobre tudo marrom com capuz, calça preta e bota pretaX Algo a acrescentar?Não

@ Wonderland Editions



____

Alycya Angely Zerebest//Solteira/ Filha de Quione
- Sou como a rosa, Bela porém posso ser mortal
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elizabeth W. Miller
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 57
Data de inscrição : 20/03/2013
Idade : 20

Ficha do personagem
Vida:
110/110  (110/110)
Energia:
110/110  (110/110)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Sab 29 Jun 2013, 11:33


Provavelmente já passava do meio dia quando acordei no chalé de Quione, em uma posição estranha na cama e com o sol batendo na minha cara. Droga! Alguém deixara o chalé e deixara também a porta aberta, e para um filho de Quione, acordar com o sol batendo na sua cara era horrível. Mas não era só isso. Ao me despreguiçar, notei que cada parte do meu corpo doía como se meus ossos estivessem estilhaçados dentro de mim, e minha cabeça latejava. Como era o nome disso mesmo? Ah sim, ressaca!

Automaticamente me lembrei da noite anterior, quando ouve o tal Luau de Ártemis. As lembranças me fizeram cobrir a cara com o travesseiro de vergonha, embora não houvesse ninguém ali além de mim. Percebi que meu cabelo louro ainda estava molhado pelo mergulho adoidado com Chuck e não me lembro de como sai de lá ao certo. Ainda dolorida, deixei a cama e parti para o chuveiro. Joguei as roupas molhadas no chão e tomei um banho quente - irônico, não é? Cenas da noite anterior passavam pela minha cabeça como um filme e cada vez mais tinha vergonha de meus atos. Se eu bem me lembrava, havia brigado com Paulo, dado em cima de Porthos, dançado em cima de uma mesa com Louise e bebido adoidado com Chuck. O que havia de errado comigo? Já que não era forte o suficiente para beber socialmente sem perder a cabeça e me divertir sã, não me permitiria uma só gota de álcool novamente sequer. E muito menos um pedaço de flor de lótus também. Desliguei o chuveiro, vesti roupas secas e limpas e deixei o chalé, a fim de me desculpar com algumas pessoas.

____

MILADY ELIZABETH WOLSTENHOLME MILLER

destroy the spineless, show me it's real
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zoë Ackard D'Luchin
Indefinidos
Indefinidos
avatar

Mensagens : 3
Data de inscrição : 17/06/2013

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Ter 30 Jul 2013, 14:08



I'm deafened by the silence ♠

Can anybody hear me? Or am I talking to myself? My mind is running empty, In this search for someone else Who doesn't look right through me. It's all just static in my head Can anybody tell me why I'm lonely like a satellite?


Eu sempre soube que não era normal, dislexia, transtorno do déficit de atenção, inúmeros problemas atraídos por mim, no momento em que eu finalmente descobri o que me fazia ser diferente dos outros, por incrível que pareça, eu me senti feliz. Porque veja bem, pelo menos eu tinha um motivo para ser estranha. Ser um meio sangue, por mais inacreditável que isso soe, não era tão ruim assim, alem é claro do fato de você ser completamente abandonada por seu pai ou mãe divino, ter que lutar com monstros horripilantes e outras coisinhas a mais que vem no pacote.

A noite estava estonteante, as estrelas brilhavam como nunca e a lua mais parecia ter pegado um pouco do brilho de todas elas. Tia Ártemis caprichou hoje. Mas eu ainda preferia o ar gelado do Canadá, sim, porque eu era filha de Quione e isso soa muito mais estranho do que ser um meio sangue, primeiro porque era como se eu a conhecesse bastante e ao mesmo tempo tão pouco, sabia o básico, o que eu lutava para aprender nas aulas de história (porque ter dislexia e tdah não é pros fracos) mas eu nem ao menos sabia como era sua fisionomia, se eu parecia com ela ou não, as coisas que ela gostava e um outro punhado de outras coisas que filhas sabem sobre suas mães.

Engoli em seco, eu tinha os cabelos do meu pai e outros traços marcantes, mas o sorriso e os olhos eram muito similares ao dos meus novos “irmãos”. Meu pai era um homem doce e determinado e estava na lista de uma das mortes mais injustas do mundo, se é que isso existe. Ele foi morrendo aos poucos, um tumor na cabeça, era como se eu tivesse ganhado tempo para me despedi da pessoa mais incrível que eu já conheci e então um dia ele se foi, me deixando aos cuidados da minha avó, a segunda pessoa mais incrível que eu já conheci. Uma professora aposentada de história, fascinada por mitologia grega, ela me contou o que eu realmente era e quando as coisas começaram a ficar difíceis para mim e para ela, eu resolvi partir para deixa - lá segura.

E entre trancos e barrancos eu consegui chegar aqui, um milagre. Depois de uns minutos de nostalgia voltei ao presente, encostei as costas na parede e comecei a me concentrar na minha nova vida daqui pra frente, mas agora eu estava aqui e era como se os problemas não importassem mais.


____


PRINCESS ZOË ACKARD D'LUCHIN - SEXY DAUGHTER WHO? - MORENA MEIGA E PERFEITA - ONLY DREAMS, ONLY DESIRES
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elizabeth W. Miller
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 57
Data de inscrição : 20/03/2013
Idade : 20

Ficha do personagem
Vida:
110/110  (110/110)
Energia:
110/110  (110/110)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   Qui 17 Out 2013, 19:52

I'm back bitches

Deixar o Acampamento Meio-Sangue era triste, claro que era, mas motivos superiores me fizeram tomar tal atitude. Infelizmente meu recesso não durou muito, depois que uma simples ida à praia se tornou um pesadelo devido empousais. Desde então notei que meu lugar era no maldito acampamento cheio de pessoas as quais já conhecia, então decidi voltar divamente.

Adentrei o chalé onde nada mudara e me deparei com a minha beliche ocupada. Revirei os olhos e doida como sou, não pensei duas vezes antes de esvaziar a beliche que quem quer que fosse agora ocupava. Deixei as coisas do provável irmão ou irmã no chão e me reeinstalei. Sabia que tal ato renderia  uma bronca bem dadda do Sr D, mas eu não ligava. - I'm back bitches 'u' - disse a mim mesma antes de deixar o local.

____

MILADY ELIZABETH WOLSTENHOLME MILLER

destroy the spineless, show me it's real
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lyra Daiamonts
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 25/06/2014
Idade : 19
Localização : Chegando em Vancouver

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Preparando Para a Fuga   Dom 29 Jun 2014, 12:19

A alguns dias eu entrei no acampamento, no segundo fui reclamada como filha de Quione... Acho que isso foi legal, mas aqui eu só treino, como, engano as harpias e durmo to afim de alguma aventura, decidi fugir do acampamento por algum tempo, não é por um longo prazo (espero), mas quero dar emoção a minha vida, vou ir de noite pois eu acho mais fácil, enganar as harpias é moleza, estou arrumando minhas coisas, vou pegar a Jade ( uma Pégaso que me ama e me segue quando a chamo) e vou partir em busca de uma aventura, antes de ir pega-la vou pegar uma daquelas taças magicas e suprimentos, ate breve chalé de Quione, ate breve...
 Bom agora só vou pegar os suprimentos e esperar minhas malas estão prontas,peguei um arco da arena, minha adaga ainda esta suja por causa do surto por sangue que dei a dois dias...Mas ainda acho que sangue é gostoso... tenho que ir almoçar, não posso perder o almoço de novo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Chalé de Quione   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Chalé de Quione
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Chalé de Quione
» • Treino Coletivo para filhos de Afrodite, Atena, Quione, Zeus, Poseidon, Hipnos e Devotos de Hera •
» Chalé de Macária
» Treino Noturno em Trio para Kevin Frost, filho de Quione, Rebecca T. Hannagan, filha de Perséfone e Sierra Evans, filha de Apolo
» Chalé de Deméter

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Acampamento Meio-Sangue :: Chalés :: Chalés dos Deuses Menores :: Chalé XIX - Quione-
Ir para: