InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Atenção deuses! Há um aviso no Staff Loungue para vocês, entrem e leiam.

Important: Seu avatar é registrado? Ainda não?! Evite levantes, corra aqui: [MENINOS | MENINAS].
EM REFORMA, AGUARDEM! Novidades virão, algo que já estava mais do que na hora, não acham?!

Compartilhe | 
 

 Treino com armas brancas e escudos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4
AutorMensagem
Thanatos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 403
Data de inscrição : 03/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Treino com armas brancas e escudos   Sab 08 Set 2012, 09:38

Relembrando a primeira mensagem :


Treino com armas brancas e escudos


A arena é um local onde os campistas podem evoluir suas habilidades, treinarem com armas, lutarem entre si ou contra monstros. Assim como em todo lugar, a arena tem suas regras, as quais podem ser lidas aqui.

Não serão avaliados os treinos postados fora do horário permitido em on. Bom treino.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

AutorMensagem
Mnemósine
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 384
Data de inscrição : 23/04/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Qua 17 Abr 2013, 22:04

Ryan M. Loundyheart

♦ Ortografia
- 9/10 pontos: Erros de pontuação e algumas falhas no meio do texto - "e me veio ao meu encontro".

♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 25/30 pontos: Idéia desenvolvida, apesar de esperar mais do desfecho do treino. Poderia complementar, lembrando que seu inimigo também possui habilidades.

♦ Organização da Postagem - 10/10 pontos: Tente apenas separar os parágrafos, pulando linhas, e se possível, mude a fonte. O estilo dessa, inteiramente em caixa alta, deixa a leitura cansativa.

♦ Uso Adequado de Linguagem - 12/15 pontos: Sem erros graves, mas o texto peca um pouco na fluidez. Tente ligar melhor as frases, principalmente no combate, evitando "picotar" as ações.

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 10/10 pontos - Usou bem os poderes e armas.

♦ Capacidade Descritiva - 20/25 pontos: Os pontos já citados influenciam aqui. Desenvolver o oponente, descrever melhor o ambiente, ajudariam nesse ponto, apesar do bom desempenho apresentado..

Total = 86

♦ Avaliado e atualizado ♦

____

A.k.a.:
 


“Um povo sem memória é um povo sem história. E um povo sem história está fadado a cometer, no presente e no futuro, os mesmos erros do passado”.
(Emília Viotti da Costa, historiadora)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diego Stark
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 83
Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 20
Localização : Colina meio sangue

Ficha do personagem
Vida:
140/140  (140/140)
Energia:
140/140  (140/140)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Qui 18 Abr 2013, 20:13

Treino com armas brancas e escudo. 17h às 17h30min
O pôr do sol chegou e eu estava me dirigindo à arena para treinar com meu novo amigo, Alex. O entardecer estava perfeito. O céu estava meio avermelhado e o vento soprava as folhas das arvores. Entrei na arena e vi Alex perto do arsenal pegando suas armas.
-Você veio!- exclamou ele.
-Porque a surpresa? Eu disse que viria, não disse?- Falei pegando uma espada.
-É, mas depois da surra que você levou pensei que ia ficar uma semana sem mover o braço!
- Engraçado. Mas hoje é você que vai sair daqui machucado. – disse pegando um escudo e ajeitando ele no braço.
A sala estava vazia, exceto por três campistas que estavam já estavam saindo. Um profundo silencia encheu a arena depois da saída dos campistas. A única plateia que tínhamos presente eram os bonecos de treino que estavam perto do arsenal, do outro lado da sala estavam os alvos para arcos e flechas ainda com algumas flechas estavam alojadas em diferentes lugares, mas nenhum no centro. Olhei para Alex e fiz minha posição de batalha.
-Assim eu ganho com um único golpe-disse ele rindo- Você tem que levantar mais a espada e deixar o escudo na frente do corpo. Separe um pouco mais as pernas e deixe-as prontas para se mexerem.
Eu fiz oque ele disse e ele deu um sinal de aprovação. Fiquei esperando ele dar o primeiro golpe, mas sabia que ele não ia começar até eu o atacar. Foi oque eu fiz. Rapidamente dei um golpe no escudo dele com o meu e ele foi um pouco para trás, desferi um golpe no flanco esquerdo dele, mas ele desviou. Alex tentou me dar uma estocada no peito, mas sua espada encontrou meu escudo dele ter sucesso no golpe. Em seguida eu tentei golpeá-lo com a ponta da espada, mas foi inútil, ele saltou para trás e minha espada atingiu o vento. A batalha estava ficando cada vez mais empolgante. Eu nunca tinha me sentido tão vivo quanto eu estava me sentindo naquela luta.
Aço encontrava aço, e uma sala que antes estava silenciosa como uma cripta agora estava cheia de barulho. Não importava o quanto eu o golpeasse, ele sempre se saída do golpe. Foi neste momento que tive uma ideia. “Vou leva-lo para a parede do outro lado da arena e encurrala-lo” Pensei. Era um plano perfeito, e logo eu o coloquei em pratica. A cada golpe que eu dava andava dois passos para frente. A cada golpe desferido mais perto a parede ficava. As espadas se beijavam violentamente, eu quase não conseguia manter o ritmo. Alex bateu na parede e perdeu o equilíbrio, eu “voei” pra cima dele tão rápido que ele mal pode se levantar, mas mesmo de pé ele estava sem apoio nos pés, tudo que eu precisei fazer foi dar um chute eu seu pé direito e ele desabou no chão. Imediatamente chutei para longe sua espada e escudo e levantei minha espada contra seu peito.
-É você ganhou. Surpreendente!
- Surpreendente e você ter caído na minha armadilha. Pensei eu você iria perceber- Falei respirando fundo e estendendo a mão para ajuda-lo a se levantar.
-Te juro que não percebi nada- pegou a minha mão e se levantou meio desequilibrado.
- vamos, ainda tenho que comer, e contar para todos de como te venci.
Ele riu e me seguiu para fora da arena, para a noite que já havia caído sobre o acampamento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos
avatar

Mensagens : 81
Data de inscrição : 27/04/2012
Localização : No seu quarto.

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Qui 18 Abr 2013, 20:42

♦ Hora da avaliação - Diego Stark ♦




♦ Ortografia: 5/10 pontos: Você pecou na falta de acentuação de algumas palavras, tanto quanto na acentuação incorreta de outras. Os diálogos, algumas vezes, começaram com letra minúscula, e faltou um espaço entre a palavra e o travessão. Preste atenção na escrita e na pontuação correta das palavras, que, numa missão, pode custar a sua vida em algumas circunstâncias.

♦ Coerência, Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias: 20/30 pontos: Em alguns pontos você não foi muito coerente, deixando falhas confusas no turno, faltando algumas vírgulas e espaços nos diálogos como já citado anteriormente. Tente procurar algum template ou código para arrumar seu post, pois ficou meio desorganizado e isso dificulta ás vezes o entendimento do leitor. É bom fazer um prólogo antes de seu treino, não ir diretamente ao seu objetivo.

♦ Organização da Postagem: 05/10 pontos: Como já fora dito, o post ficou meio desorganizado e muito pequeno. Tente procurar certos códigos ou templates para a postagem, que ajuda muito.

♦ Uso Adequado de Linguagem: 12/15 pontos: Houve alguns errinhos, mas nada de perturbador. Continue assim!

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes: 06/10 pontos: A luta poderia ser mais bem feita, narrando mais algumas partes sobre você, a Arena e seu adversário.

♦ Capacidade Descritiva: 17/25 pontos: Apesar de alguns erros, pude ver que você tem bastante capacidade para escrever. Só precisa treinar mais suas postagens, para que fique tudo sem erros e perfeito.

Experiência obtida em post: 65xp


Aguardando atualização.

Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics


♦ Atualizado ♦


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diego Stark
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 83
Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 20
Localização : Colina meio sangue

Ficha do personagem
Vida:
140/140  (140/140)
Energia:
140/140  (140/140)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Qua 01 Maio 2013, 21:06

Treino de armas brancas e escudo. 16:45 às 17:13

Estava sentado no refeitório quando avistei Alex indo para a arena, como sempre no fim de tarde, e logo me levantei para segui-lo. Ele levava nas mãos sua espada solar e parecia um pouco chateado. Aproximei-me dele mais não perguntei o porquê da cara fechada. Ao me ver ele me deu um breve sorriso e tentou melhorar a cara.

-pronto pra levar uma surra?-perguntei tentando diverti-lo.
-vai sonhando- disse-me ele me dando um leve soco no ombro.

O acampamento estava calmo naquele fim de tarde, os campistas, em sua maioria, estavam em seus respectivos chalés, até parecia que alguma coisa havia acontecido e eu parecia ser o único que não sabia o que era. Alex empurrou a porta de madeira da arena e pude ver que a sala estava completamente vazia, não havia nem sequer sinal que alguém tivera ali antes de nós.

Rapidamente fui até o arsenal e peguei uma espada de uma mão e um escudo, como sempre, e me pus diante de Alex, mas ele mal fez uma posição de defesa e com um golpe acertei o nariz dele que ficou um pouco vermelho. Ele colocou a mão esquerda no nariz e eu lhe pedi desculpas, mas não pude deixar de perguntar oque havia acontecido.

-é a Helena, ela... – ele não terminou a frase, mas ele nem precisou eu sabia exatamente oque acontecera com Helena, mas a noticia não me deixou tão perturbado quanto parecia perturbar Alex.

Helena Stewart era uma filha de Afrodite, a campista mais popular do acampamento, muito simpática e amigável, ela foi provavelmente a primeira campista garota com quem peguei amizade primeiro e eu não a via desde que ela partiu em uma missão com Alex e Tom Mason, filho de Ares. Alex segurou a espada um pouco mais firme na mão para evitar que ela caísse no chão.

-olha Diego me perdoe mais não estou com muita vontade de treinar hoje- disse ele quase em um sussurro.
-você estra triste?
-claro que estou- disse ele elevando um pouco a voz. Pelo tom da voz dele parecia que ele havia pensado que eu estava duvidando de que ele realmente estava triste.
-então é uma hora excelente para treinar. Não podemos deixar a emoção nos dominar, uma simples distração e você morre- eu peguei minha espada e bati levemente em seu pescoço.
-como posso me concentrar na batalha com meus pensamentos nela?-neste momento percebi que ele gostava dela mais do que como amigo.
-parece que é hoje que vou ensinar né?-falei com um sorriso- o inimigo vai procurar de todas as formas te matar, e cabe a você se manter concentrado no combate para não deixar ele achar essa oportunidade. Helena não iria querer que ficasse tão triste assim e também não iria querer que você morresse em batalha por causa dela.

Alex pareceu convencido levantou sua espada brilhante e pareceu um pouco mais animado. Eu me preparei para a batalha colocando o escudo um pouco a frente de meu corpo. O silencio encheu a sala, que a proposito estava mais escura que o normal. Algumas tochas estavam apagadas na parte da arquearia e as que estavam acesas crepitavam lentamente em um fogo laranja, mas que não era suficiente para iluminar com eficiência a arena. Eu comecei a me mover lentamente para a direita e Alex para a esquerdar. Logo estávamos andando em circulo, mas ele brandiu a espada e me atacou de súbito,mas eu já esperava aquilo. Para me defender coloque na frente da espada dele meu escudo que parou o ataque com eficiência.

Alex realmente estava mais animado, mas não como ele costumava ficar. Desferi um golpe com a minha espada pela direita e quando ele desviou para a esquerda eu o acertei com o escudo na barriga. Por um momento ele ficou com a mão onde o escudo o havia machucado mais rapidamente tentou me acertar nos meus pés fazendo-me pular para trás. As nossas espadas se beijaram se separara e voltaram a se beijar. O som do metal batendo no metal rapidamente tomou toda a sala o que pareceu lhe dar mais vida. Varias vezes tentei acertar Alex, uma vez ou outra pensei que ia acerta-lo, mas falhei todas, sua espada emitia uma incomoda luz que às vezes, quando as espadas se encontravam, me fazia fechar os olhos.

A luta perdurou por vários minutos até que nós dois ficamos fadigados. Eu sabia que só deu empate porque ele ainda estava um pouco distraído e que da próxima vez provavelmente ele me venceria. Deixei a espada cair quando nós dois nos sentamos no chão> Com as costas da mão tirei as gotas de suor da testa e respirei fundo olhando para meu parceiro de treinamento.

-Já cansou? Pensei que você fosse mais resistente-disse rido e extremamente cansado.
-que nada. Só estou fingido pra não te deixar sem graça- ele falou com tanta graça que nós dois demos boas gargalhadas.
Na saído o sol já estava quase se escondendo no horizonte e o refeitório estava lotado de campistas e parecia que o jantar estava prestes a ser servido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos
avatar

Mensagens : 81
Data de inscrição : 27/04/2012
Localização : No seu quarto.

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Sab 04 Maio 2013, 11:29

♦ Hora da avaliação - Diego Stark ♦




♦ Ortografia: 5/10 pontos: Novamente, você pecou várias vezes nesse âmbito, não colocando espaço nas falas e acentuando mal as palavras. Percebi também o total descaso com letras minúsculas e maiúsculas. Preste atenção!


♦ Coerência, Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias: 19/30 pontos: Gostei das ideias propostas no texto, mas seu post ficou meio desorganizado e com pouquíssimo conteúdo. Preste bastante atenção na hora da escrita, pois isso influencia bastante.

♦ Organização da Postagem: 07/10 pontos: Ficou meio desorganizado, como já havia falado antes.

♦ Uso Adequado de Linguagem: 14/15 pontos: Houve alguns errinhos, mas nada de perturbador. Continue assim!

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes: 08/10 pontos: A luta poderia ser mais bem feita, narrando mais algumas partes sobre você, a Arena e seu adversário.

♦ Capacidade Descritiva: 18/25 pontos: Apesar de alguns erros, pude ver que você tem bastante capacidade para escrever e detalhar as coisas. Só precisa explorar mais isso.

Experiência obtida em post: 71xp




Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics


♦ Atualizado ♦


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diego Stark
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 83
Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 20
Localização : Colina meio sangue

Ficha do personagem
Vida:
140/140  (140/140)
Energia:
140/140  (140/140)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Sex 10 Maio 2013, 15:49

I am a world before I am a man. I was a creature before I could stand. I will remember before I forget.
Batalha com a menina dos cabelos de
fogo

-porque você não quer treinar comigo? Esta com medo?-disse Alicia em Tom de desafio e de deboche.

-não eu não estou com medo, eu treino com Alex no final da tarde. É por isso que eu não quero treinar com você-disse eu rindo.

Mal era três horas da tarde e Alicia já estava me aperreando. Ela vestia uma camisa de manga curta rosa e uma calça jeans preta. Seus cabelos ruivos estavam presos em um rabo de cavalo mostrando seu rosto com discretas sardas. Eu vestia uma camisa azul escuro e um short preto. Meus cabelos castanhos escuros estavam mal penteados, como sempre.

Depois depois que ela insistiu muito, eu decidir aceitar o desafio dela. Nós combinamos de nos encontrar na arena de três e meia e depois eu fui avisar Alex que eu não apareceria pro nosso treino no fim da tarde. Ele assentiu rindo quando lhe contei oque havia acontecido e em seguida fui até a arena, que estava relativamente vazia. Alicia já estava a minha espera, como eu imaginava. Ela tinha apenas seu Gládio de prata para atacar e defender, então decidi pegar apenas uma espada no arsenal da arena.

-fiquei me perguntando se você realmente viria- disse ela.

-logico que viria. Acha mesmo que eu ia perder a oportunidade de te derrotar-falei confiante de que ia ganhar.

-vamos ver!

Ela podia até falar como se fosse mais experiente do que eu, mas ela tinha chegado ao acampamento um mês antes que eu, e eu sabia que ela não treina muito com espadas. A arena estava mais clara do que o normal, mas eu não sabia explicar o porquê. A maioria dos campistas, ali presentes, estava trenando com arcos e apenas dois, tirando eu e Alicia, treinavam com espadas.

Alicia afastou os pés e levantou um pouco sua espada. Seu olhar era de determinação. Eu também afastei meus pés e levantei minha espada até meu peito deixando-a na horizontal, pois já sabia como ela ia começar a atacar. Alicia levantou a espada e rapidamente a baixou tentando me fazer um corte na vertical. Eu apenas precisei levantar minha espada à cima da cabeça e colocar força para parar o ataque dela. Em seguida ela deu um giro sobre si mesma e me atacou pela horizontal, mas eu não estava mais lá. Segundos antes eu havia pulado para trás e agora estava atacando ela com uma estocada pela lateral direita, mas ela também desviou. A batalha estava ficando mais tensa. Nossas espadas se encontravam sempre que qualquer um dos dois tentava atingir o outro. Depois de um momento me vi indo em direção a parede do arsenal, e deixei que ela pensasse que eu estava caindo em sua armadilha.

Estocada vinda pela esquerda e direita. Golpe por cima e por baixo. Eu quase não conseguia acompanhar o ritmo dela. Estocada central, em cima e em baixo... Eu procurava me proteger de todos esses ataques dela, até que olhei para trás de relance e vi que a parede estava apenas a um passo de distancia. Ela sorriu e deu um golpe de estoca. Desviem-me com dificuldade mais consegui. A espada dela fincou na madeira da parede e não queria sair. Botei minha espada na horizontal e ao mesmo tempo em que a colocava no pescoço dela eu tirei sua mão da espada, que ainda estava presa na parede.

Arquejando, olhei nos olhos dela que me olhavam também. Eu estava extremamente suado, e também devia estar fedendo. Ela soltou sua mão da minha e sorriu.

-é, eu te subestimei-disse ela puxando a espada da parede, mas ela ainda não saia.

-eu venho treinando a meses com Alex. Você achava mesmo que eu era tão fraco?

Ela não respondeu, apenas riu e voltou a tentar tirar a espada. Eu também tentei ajudar mais ela estava fincada muito profundamente. Chamamos um instrutor para nos ajudar a tirar a espada, e até ele teve dificuldade, mas conseguiu. Quando saímos da arena ela prendeu seus cabelos em um cocó e disse que ia tomar um banho. Eu disse o mesmo e me dirigi para o banheiro esperando que um urubu caísse morto do meu lado por causa de meu cheiro.

Lugar- Humor- Com- Roupa- Arma- Poderes-
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mnemósine
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 384
Data de inscrição : 23/04/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Sab 11 Maio 2013, 17:36

Diego Stark

♦ Ortografia
- 9/10 pontos: Cuidado principalmente com o uso de maiúsculas - principalmente nas falas, você praticamente não as usou no início das frases. Alguns outros erros bobos, provavelmente por falta de atenção. Utilize o word ou google chrome, que possuem corretor ortográfico - pode minimizar esses errinhos.

♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 26/30 pontos: Texto bem feito, sem exagerar na dose dos poderes, e lembrando de dar vida ao NPC - eu realmente consegui imaginar a luta, e isso foi muito bom!

♦ Organização da Postagem - 10/10 pontos: Texto bem organizado, o que deixou a leitura fácil.

♦ Uso Adequado de Linguagem - 12/15 pontos: Aqui teve alguns problemas - a repetição exc
essiva de alguns termos nas frases, por exemplo, o que acaba deixando o texto menos fluido, mais maçante. Procure usar sinônimos ou pronomes, deixando as coisas subentendidas ao invés de repetir.

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 10/10 pontos - Sem observações.

♦ Capacidade Descritiva - 23/25 pontos: Tanto o seu personagem quanto o oponente foram bem desenvolvidos, mas as falhas apontadas acima influenciam na descrição da cena. Apesar disso, muito bom texto.

Total = 90

Estou sempre me surpreendend com a evolução de seus textos Diego! Parabéns!

♦ Avaliado e atualizado ♦

____

A.k.a.:
 


“Um povo sem memória é um povo sem história. E um povo sem história está fadado a cometer, no presente e no futuro, os mesmos erros do passado”.
(Emília Viotti da Costa, historiadora)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diego Stark
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 83
Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 20
Localização : Colina meio sangue

Ficha do personagem
Vida:
140/140  (140/140)
Energia:
140/140  (140/140)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Qua 15 Maio 2013, 20:26

I am a world before I am a man. I was a creature before I could stand. I will remember before I forget.
O Chuck Norris Ninja

O acampamento estava envolto de uma nevoa densa naquele fim de tarde. Antes havia chovido por duas horas fazendo o chão de terra ficar lamacento e escorregadio. Mesmo com o fim da chuva o frio que veio com ela não partiu. Eu estava vestindo meu casaco preto, uma calça jeans azul escuro e uns tênis pretos bastante velhos, mas que eu gostava bastante. Eu não conseguia enxerga quase nada. De repente meu pé esquerdo escorrega na lama e eu abro escala. Apoiando-me com a mão direta me levantei irritado e feliz, pois naquela nevoa ninguém veria aquilo...

-Ei, Diego! Você esta bem?

Era a voz de Alex que vinha de trás de mim, e pelo visto ele me viu escorregar me deixando constrangido.

-Estou sim. Mas de onde você veio? Pensei que estivesse sozinho nesta área- perguntei tentado mudar de conversa.

-Você não sabia que eu sou ninja?-Ele falou com uma cara tão seria que foi impossível não rir.

Caminhamos até a arena para nosso treino diário de fim de tarde. Alex estava vestindo um casaco laranja escuro, calça jeans preta e uma touca preta que escondia a maior parte de seus cabelos também pretos, mas deixava mais a vista seu rosto cheio de cicatrizes. A arena estava vazia. Parecia que todos os campistas estavam trancados em seus chalés por causa do frio. A sala não estava mais só iluminada pelas tochas nas paredes e pilantras, mas também por uma fogueira que havia sido montada no meio da arena, que também ajudava a se esquentar.

Eu e Alex fomos buscar nossas armas no arsenal, uma espada e um escudo, e fomos um pouco para perto do fogo. Ele colocou o escudo à frente do seu corpo e levantou a espada mantendo-a um pouco atrás do escudo. Eu fiz o mesmo e comecei a encarar ele. A batalha começou comigo dando um golpe no meu inimigo pela lateral esquerda, mas ele facilmente colocou seu escudo entre o caminho de minha espada. Em seguida bati com meu escudo na barriga dele e lhe dei uma cabeçada, mas não foi uma boa ideia. O efeito tinha sido o mesmo pros dois. Zonzo olhei pra Alex com minha mão do escudo na cabeça e sem esperar minha visão melhorar dei outro golpe com a espada. Alex tentou desviar, mas não conseguiu, pois o golpe tinha lhe acertado no braço mesmo que de raspão.

Tentei acerta-lo outra vez, mas desta vez com o escudo e foi outro golpe perdido. O filho de Apolo era mais ágio do que eu esperava. Com apenas um pulo pro lado ele se desviou e ainda me deu uma rasteira quando tentei ataca-lo com uma estocada. Cai no chão, mas não pretendia me render e Alex sabia disto, pois rapidamente desceu com a ponta da espada em minha direção e eu rolei pra direita. A espada fincou no chão e quando Alex tentou puxa-la dei-lhe um chute na mão, me levantei pegando um pouco da terra do chão da arena e joguei nos olhos dele. Eu não devia ter feito isso, foi golpe baixo, então esperei até que ele estivesse bom pra recomeçar a luta e o empurrei com o escudo, mas não funcionou. Ele era grande demais para eu o empurrar, e ele, parecendo esta fazendo um esforço mínimo, me empurrou de volta me fazendo cair no chão.

Tentei chutar a mão dele novamente quando ele tentou puxa a espada do chão, mas ele já estava esperto e puxou meu pé tirando meu sapato. Sem a intenção eu afrouxei um pouco a minha mão da espada e ele, como eu imaginava, chutou-a para longe. Mas eu não queria desistir. Tentei levantar a penas com o escudo a proteger minha cabeça, mas ele começou a me bater violentamente me fazendo voltar para o chão.

- Esta bem você venceu- gritei para ele que parou no mesmo instante.

-pensei que ia continuar resistindo- disse ele arquejando.

-Você é pior do que o Chuck Norris. Olha só até amassou o escudo!-disse abismado mostrando o escudo.

-É, eu sou o Chuck Norris ninja- novamente não consegui segurar o riso. Era impossível não rir, pois falava de um jeito muito engraçado. Depois coloquei meu sapato e fui guardar as armas;

A noite já tinha tomado o acampamento quando saímos da arena. Alex foi para o Chalé de
Apolo e eu pro de Hermes, ambos para tomar um banho quente naquela noite fria.

Lugar- Humor- Com- Roupa- Arma- Poderes-
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mnemósine
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 384
Data de inscrição : 23/04/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Sab 18 Maio 2013, 15:35

Diego Stark

♦ Ortografia
- 9/10 pontos: Alguns erros que suponho serem de digitação, mas nada grave. Cuidado para não comer letras no fim das palavras, e com alguns errinhos bobos - pilantras em vez de pilastras, e ágio em vez de ágil.

♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 30/30 pontos: Nada a descontar aqui, sem manobras exageradas nem ações abusivas.

♦ Organização da Postagem - 10/10 pontos: Texto bem organizado, o que deixou a leitura fácil.

♦ Uso Adequado de Linguagem - 12/15 pontos: Cuidado com a mistura de tempo verbal. Por exemplo, neste trecho: "Eu não conseguia enxerga quase nada. De repente meu pé esquerdo escorrega na lama e eu abro escala. Apoiando-me com a mão direita me levantei irritado e feliz, pois naquela nevoa ninguém veria aquilo... " Você começa no passado (conseguia) vai para o presente (escorrega) e volta para o passado (levantei). Você deveria manter a consistência - usando o verbo "escorreguei", estaria tudo no mesmo tempo narrativo.

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 10/10 pontos - Sem observações.

♦ Capacidade Descritiva - 25/25 pontos: Realmente, dava pra imaginar a cena, com a batalha detalhada e bem descrita, com o desenvolvimento das ações mas sem ficar confuso. Parabéns!

Total = 96

♦ Avaliado e atualizado ♦

____

A.k.a.:
 


“Um povo sem memória é um povo sem história. E um povo sem história está fadado a cometer, no presente e no futuro, os mesmos erros do passado”.
(Emília Viotti da Costa, historiadora)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diego Stark
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 83
Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 20
Localização : Colina meio sangue

Ficha do personagem
Vida:
140/140  (140/140)
Energia:
140/140  (140/140)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Dom 16 Jun 2013, 19:35

Winter is coming
Eu quase perco a cabeça

Deitado na minha cama, no chalé de Hades, eu comecei a pensar na minha vida antes de chegar ao acampamento. Apesar de serem lembranças, na maioria, tristes elas me faziam sorrir. Um filme estava passado pela minha cabeça quando ouvi alguém gritar meu nome do lado de fora do chalé. Era Erick, um filho de Hefesto, meu novo amigo irritante. Ela era um novato e ainda não tinha nenhum amigo no acampamento, e um dia ele tinha irritado um filho de Ares que estava pronto pra arrebentar a cara dele, mas eu intervim salvando-o de uma morte certa. Deste esse dia ele não largava do meu pé.
 
-E ai Erick!- tentei parecer animado com a parecença dele ao sair do chalé- como vai?
 
-Bem e você?- ele não me deixou responder e continuou-Eu estava pensado se você poderia me ajudar a treinar. É que eu queria poder me defender sozinho sabe?
 
Olhei pra ele surpreso. Erick tinha mais ou menos nove anos e era bastante magricela. Tinha cabelos negros e olhos castanhos claros.
 
-Bem, eu posso tentar ajudar- ele pareceu contente em ouvir aquilo- quando você quiser treinar é só me...
 
-Bom, se você não estiver muito ocupado pode ser agora- ele  me olhou sorrindo e eu fiquei parado pensando no que eu havia me metido.
 
Disse a ele que precisava antes fazer umas coisas e dentro de dez minutos eu o encontraria na arena. Ele concordou e saiu saltitando de alegria.
 
Na verdade eu não ia fazer nada só tinha dito aquilo pra ele para poder assimilar a burrada que eu havia feito. O garoto, nos últimos três dias, tinha sido mais chato que uma pessoa podia ser. No café-da-manha ele esperava eu acabar de comer e me acompanhava até meu chalé, me contando historias de fantasmas e às vezes até me perguntava se era verdade. Ele pensava que por eu ser um filho de Hades eu sabia de todas as coisas sobrenaturais do mundo.
 
Quando cheguei à frente da arena ele já estava lá, e ao me ver saltou do tronco que estava sentado e esperou que eu abrisse a porta para entrar na arena. O interior da arena estava recheado de vários campistas, mais ou menos dez semideuses. A maioria treinava com arcos e flechas do outro lado da sala enquanto três pares trenavam com espadas. Indiquei um lugar mais distante dos outros pra Erick e fomos começar.
 
Ficamos parados um de frente para o outro até que Erick ativou sei anel que virou um machado e seu bracelete que virou um escudo.
 
-Legal não é? Ganhei como presente de reclamação. Você também ganhou um desses?
 
Revirei meus olhos e ativei minhas adagas gêmeas e pude ouvir Erick dizer “muito legal” quase sussurrando. Quando ia fazer minha posição de batalha ouvi alguém dizer atrás de mim:
 
-Olha se não é o caveirinha e o ferreiro- uma onda de risos se seguiu depois disto. Virei-me lentamente e me deparei com o filho de Ares que havia tentado bater em Erick. Desta vez ele estava seguido de seus irmãos- Me desculpe, acho que interrompi o treino de vocês!- Falou em tom sarcástico.

-O que é que você quer?-disse com desdém.
 
-Não posso mais ficar apreciando uma boa luta?- Falou ele outra vez sarcasticamente.
 
Eu simplesmente o ignorei e me voltei para Erick que estava com um olhar assustado. Fiz minha posição de batalha e quando Erick foi fazer a dele o filho de ares riu. Erick por um momento ficou parado olhando para mim, mas em seguida também fez sua posição. Desta vez eu quase ri com o filho do deus da guerra. A posição de Erick era quase ridícula. Eu me aproximei um pouco dele para lhe orientar, mas os risos já estavam me incomodando.
 
-Qual é o seu problema?- me virei irado.
 
-Vocês dois são simplesmente ridículos cara. Até parecem que são iniciantes!
 
A ira me dominou e eu gritei:
 
-A é? Então porque você não vem aqui me ensinar como lutar?
 
O silencio dominou a arena. Os outros campistas pararam de treinar e se aproximavam para ver oque estava acontecendo. Pude ver Alex, meu amigo filhos de Apolo, entre eles. O filho de Ares se aproximou de mim inflando o peito.
 
-Acho melhor você diminuir o tom pra falar com Leon, o filho do deus da guerra, fantasminha!-Disse ele falando deus da guerra como para enfatizar.
 
Eu gargalhei ao ouvir aquilo. Do jeito que ele falava até parecia que estava dizendo que Ares era mais importante e poderoso que Hades. Olhei para ele com desprezo e disse:
 
-E eu acho melhor você falar direito com o filho de Hades, o deus dos mortos- me demorei em dizer mortos- Cujo um dia você também vai estar. Talvez mais tarde ou mais cedo. Quem sabe né?
 
-Você esta me ameaçando?- falou ele com a voz meio esganiçada.
 
-Não. Só estou dizendo que um dia todo mundo precisa entrar no reino de Hades. É inevitável. E nunca se sabe quando isso pode acontecer.
 
Leon puxou um pequeno pedaço de ferro que se transformou em uma lança e de alguma parte da plateia veio um escudo, que ele rapidamente colocou no braço esquerdo. Seu rosto estava todo contraído de raiva e ele rapidamente fez uma posição de ataque. E ao pensar que tudo isso só estava acontecendo porque eu livrei a cara de Erick dos punhos de Leon só fez eu me arrepender mais ainda.
 
Girei minhas adagas nas mãos e encarei-o. De súbito ele me deu uma estocada rápida pelo meio. Eu desviei o ataque, agarrei o cabo e tentei parti-la coma adaga da mão direita. Inútil. Eu já ouvir falar dessa arma dos filhos de Ares mais na hora não me ocorreu que fosse a mesma arma. Também me veio a memoria o nome Leon. Ele só havia entrado no acampamento dois dias ante que eu e só ficava tirando onda com os outros campistas, então me senti mais confiante, já que ele era só um iniciante.
 
Girei minhas adagas para desviar outro golpe da lança dele. Era praticamente impossível me aproximar dele sem receber um ferimento da lança. Outro golpe efetivado por Leon e todos eles visavam atingir minha cabeça. A plateia estava silenciosa como um tumulo, os únicos sons eram os da lança de Leon encontrando minhas adagas. Quando ele deu-me outra estocada ao invés de desviar o ataque me desviei para a direita e o golpe passou direto. Em seguida agarrei a lança e dei um puxão fazendo-o cair de cara no chão. Mas sua reação foi mais rápida do que eu imaginava. Demorou apenas alguns segundos para ele rolar para o lado e se colocar em pé em um salto. “Ele não é tão ruim quanto eu imaginava” pensei. Rapidamente ele voltou à ativa me lançando estocadas incansavelmente, mas para minha alegria, os ataques excessivos estavam desequilibrando ele e eu achei minha oportunidade de atacar ele diretamente quando ele me lançou uma estocada muito baixo, para ser extado nas minhas pernas. Rapidamente pulei para o lado e empurrei com o pé a ponta da lança para o chão de terra batida onde ela se fincou profundamente.
 
Leon tentava inutilmente puxar sua arma enquanto eu me aproximava dele. Eu já me sentia vitorioso quando ele jogou o escudo na minha cabeça me fazendo cair. Ele se dirigiu rapidamente para sua lança e eu, mas rapidamente ainda, estiquei minha mão direita para controlar uma sombra, fazendo-a ficar esférica e a coloquei-a no caminho de Leon que pisou nela, escorregou e caio no chão com um baque surdo. Levantei-me o mais rápido que pude e me ajoelhei do lado do filho do deus da guerra colocando uma das adagas em seu pescoço.
 
-Isso não valeu!-protestou ele- Você usou seus poderes para criar uma pedra.
 
-Porque eu não faria isso? Você é tão estupido assim que não pensou que eu ia utilizar do meu poder?-disse com desdém e em seguida ri- Da próxima vez que você me lançar uma gracinha eu deixo você sem os dentes, me entendeu?- ele não respondeu e minha raiva cresceu então bati levemente em seu rosto como zombaria e repeti- me entendeu?- relutante, ele fez que sim com a cabeça.
 
Eu me levantei e sai sem olhar pra ninguém. Eu ainda sentia muita raiva e provavelmente sentiria durante certo tempo. Fui direto para o chuveiro tirar todo aquele suor e depois ir almoçar para recuperar minha energia. Já podia até ouvi os comentários de Erick sobre a luta.

Lugar- Humor- Com- Roupa- Arma- Poderes-
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Derek F. Fredrich
Filhos de Éolo
Filhos de Éolo
avatar

Mensagens : 10
Data de inscrição : 10/12/2012
Idade : 23
Localização : Nos seus sonhos

Ficha do personagem
Vida:
110/110  (110/110)
Energia:
110/110  (110/110)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Qui 20 Jun 2013, 19:10

Era Mas um dia chato e tranquilo no chalé de éolo os filhos de éolo costumavam acordar tarde contudo eu já estava disposto logo pela manha, Me sentei na porta do chalé e já conseguia ver o brilho do sol que sai  por  trás das montanhas tocando a densa massa de neblina que pairava sobre as árvores do acampamento a retirando em frações de segundos, também Podia observar as lindas Filhas de Afrodite e os horrendos filhos de Ares correndo de um lado para o outro sem saber pra onde iriam, já faziam algum tempo que eu não treinava então resolvi fazer isso Hoje  ...
Levantei Tranquilamente me espreguiçando deixando o sol Fazer seu trabalho que  no  momento era me esquentar, andando em direção a porta do chalé com passadas lentas podia ouvir o ranger das madeiras o que me incomodava um pouco então resolvi caminhar um pouco mas rápido para retirar o sono abrindo a porta de chalé, observei meus irmãos dormindo ,roncando e babando então resolvi acorda-los mas cedo hoje contudo não era  o  momento agora fui em direção ao banheiro e tomei um banho gelado, peguei minha toalha  azul e me enrolei nela e fui para meu armário vesti o traje de treinamento jogando meu arco e minha espada em minhas costas pois não sabia o que faria hoje só não queria enfrentar nenhum monstro pois estava enferrujado ...        
Chegando à arena podia ver alguns filhos dos deuses treinando coloquei meus armamentos  no banco que estava na arena e coloquei minha espada em mãos e comecei a esquentar o corpo a  balançando de um lado para o outro e fingindo alguns ataques ... Tornei a fazer os movimentos  mas fortes e mas Rápidos repetidamente , apos esse momento de aquecimento  resolvi treinar com fantoches, levemente balançando a espada de uma lado para o outro indo em direção ao fantoche o tocando de vagar apenas marcando o fantoche “esquerdo, direito lado esquerdo lado direito em cima em baixo no centro... repetidamente fazia os movimentos aumentando a força em cada golpe ate que em um momento de fúria destruí o fantoche e vi que o treinamento ja estava bom por hoje  então recolhi meus matérias e fui em direção ao chalé tomar um banho e  dormir um pouco ...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ivan S. Bergerhoff
Filhos de Ares
Filhos de Ares
avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 15/06/2013

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Sab 22 Jun 2013, 20:26








Era para ser um dia normal, usei as minhas roupas normais e sentei no meu lugar de sempre, na varanda do chalé, olhando as pessoas indo e vindo e eu ali sem fazer nada. Há alguns dias eu não ia treinar, eu tinha machucado a área da costela, não era nada grave mas eu não podia fazer um esforço abusivo. O médico disse que daqui a um mês eu poderia treinar, para isso ainda faltavam uma semana, mas não pude me conter em boa parte porque eu era hiperativo em outra parte porque como um bom filho de Ares eu não conseguia ficar muito tempo sem ter uma boa briga. Adentro ao chalé, somente para pegar o meu Elmo de javali, meu Estardante que ao meu toque se transforma em uma jaqueta de couro e meu anel prateado. Coloco o anel e a jaqueta, mas deixo o meu elmo abaixo do meu braço. Na teoria eu iria na arena somente para ver o treinamento, ver meus irmãos brigando com outros campistas, mas somente ao ver os semideuses treinando eu ficava extremamente inquieto, meu sentido de batalha não parava nem por um segundo e não descansaria até eu gastar essa energia. Não conseguindo me conter, aciono o meu anel que se transforma em uma espada bárbara feita totalmente de prata. Como era um treino para novatos, treinei com o instrutor o que foi bom para que ele me contasse alguns erros de posicionamento e algumas novas manobras, mas é claro sempre tomando cuidado com a costela. Treinamos arduamente, sem muito tempo de intervalo para descansar,o que confesso me desgastou muito. Confesso que o instrutor tinha muito mais domínio com a espada do que eu, mas também eu não deixava a desejar consegui acertar algumas fintas com corte contra o instrutor, mas quando ele queria ele conseguia me desarmar com extrema facilidade, com isso notei que estava em um nível muito abaixo dos espadachins do acampamento, e se eu quisesse me destacar teria que treinar mais. Voltei do intervalo a todo o gás, que rapidamente acabou quando o instrutor me desarmou novamente me pedindo mais calma. Após alguns minutos sendo surrado pelo instrutor na esgrima, o treino acabou confesso que poderia ficar mais uma hora ali treinando, mas além da costela estar doendo um pouco, minha inquietude conseguiu-se conter por um tempo. O treino acabou sem nenhuma confusão, para a minha decepção, mas pelo visto alguns estavam com os nervos a flor da pele apenas observo até quando percebo que o instrutor não estava ali, portanto não tinha ninguém tomando conta dos semideuses. Dei de ombros, não ligava até que ouço gargalhadas e vejo um garoto indefeso somente com uma espada e outro que deveria ter uns 20 centímetros a mais. O garoto maior desferiu um golpe que iria fazer um corte fatal no peito do menino, mas que felizmente ele defendeu com a própria espada que deslizou pela areia até o meu pé. Pelo nariz empinado, deduzi que era filho de algum dos Três Grandes, e pelo visto novato nesse instante pego a espada do garoto. Era uma espada com a lâmina de mais ou menos 90 centímetros, feita de metade bronze celestial e metade prata e tinha algo escrito, a qual não prestei atenção. Após pegar a espada saio do lugar onde eu estava e vou na direção do grupo. Sorrio amistosamente para os garotos e percebo que o maior era poucos centímetros menor que eu e provavelmente tinha quase a minha idade, ao contrário do garoto.

▬ Vamos parar com isso, o treino já acabou. Acalmem-se cabeças quentes, sou Ivan filho de Ares. ▬ digo ao garoto maior, desarrumando o seu cabelo.

Ele olha para mim com um olhar furioso e com a expressão facial esnobe. Suspiro fundo e prevejo que teria problemas.

▬ Quem é você para falar assim comigo ? Sabe quem eu sou ? Claro que não deve saber, como um filho de Ares deve ser tão burro quanto uma porta. Sou Bensen, filho de Hades. Então não ouse dizer o que eu devo fazer, se eu devo me acalmar ou não ▬ diz Bensen, usando o dedo para me cutucar ofensivamente e ao mesmo tempo, os garotos ao seu lado riam do comentário.

Não sabia se eu ria ou ficava ofendido com aquele, mas fiz uma decisão diferente. Pedi perdão a Hades, respeitosamente e em seguida empurro o peito do garoto tão forte que o fez cair atônito com a minha ação.

▬ Cala a boca.

▬ Pagará por isso, Ivan ▬  disse Bensen, se levantando furioso do chão e empunhando a sua espada, que pela cor deduzi que era ferro estígio e que eu deveria ter cuidado.

Ele investiu primeiro, tive de admitir que ele até que era bom. Fez uma ótima finta ofensiva para cima de mim, mas de esgrima eu sabia muito mais que ele. Bloquei a espada dele e tentei fazer um corte na sua costela, mas não consegui ele foi mais rápido e bloqueou e com um movimento rápido contra-atacou fazendo um pequeno corte no meu braço. Ele mesmo ficou atônito com o acerto, mas depois deu um sorriso confiante mostrando aos colegas o que ele tinha feito. Com um rápido movimento faço um corte horizontal na barriga dele, e tento fazer uma finta na costela mas ele consegue defender habilmente. Tento desferir uma finta na outra costela, mas cometi um erro me deixando praticamente vulnerável do meu outro lado, tanto é que ele aproveitou bem esse descuido fazendo um corte um pouco fundo. Me afasto, meio que cambaleando e coloco a mão no ferimento e percebo que estava sangrando um pouco mais do que o normal. Eu não tinha uma boa relação com o meu sangue, desde as minhas primeiras lembranças e experiências, sempre quando eu via o meu próprio sangue eu entrava em um momento de histeria, naquele momento infelizmente esqueci de ignorar o ferimento e não foi diferente naquele momento. Me lembro de atacar tão ferozmente que depois de alguns segundos eu estava suspendendo ele pelo colarinho a mais ou menos 20 centímetros do chão e com a ponta da espada na garganta dele, seu nariz estava sangrando e inchado como uma batata, por um momento tive pena que pelo jeito que vi, o garoto estava muito apavorado. Felizmente, tomei controle antes de que algo pior acontecesse. Desfiro meu último olhar de ódio e o jogo no chão em seguida me afasto dele e devolvo a espada pro garoto, e saio da arena indo para o chalé. Foi melhor antes que eu acabasse fazendo algum tipo de besteira.






SHINJI @ OOPS!



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Derek C. Snow
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 21/06/2013
Idade : 20
Localização : Entre o céu e o inferno

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Seg 24 Jun 2013, 10:57

Cold Boy 

O Invernoestá chegando...

---------------------------------------------------------- -------------------------------------------------------------------


Cheguei à arena de espadas para treinar com algo além d meu arco, pois sabia que nem sempre eu poderia contar com ele, então peguei uma espada emprestada da arena  e fui treinar.   Andei pela arena por dez minutos a procura de alguém para que pudesse treinar comigo até que encontrei um filho de Apolo chamado Jon.  Cumprimentei o garoto com um sorriso falso e pedi para que ele me ajudasse a treinar com a espada, coisa que ele pareceu alegre em fazer.

— Primeiro a forma como segurar a sua espada, você está muito tenso, relaxe a mão que segure a espada, você tem que ser firme, mas não quebrar o cabo -  Instruiu o filho de Apolo me mostrando como se fazia, copiei o modo como ele segurava a espada e me posicionei em modo de batalha.

— Isso, muito bem, agora vai começar a  prática – Falou ele me atacando com a sua espada  em um movimento  diagonal  que teria acertado meu ombro se eu não tivesse  colocado a espada no meio do caminho parando o seu golpe.  Senti meu braço tremer devido a força do golpe, mas mesmo assim avancei contra ele, minha espada fazendo um arco enquanto  eu tentava acertar o ombro direito dele.
—  Movimentos menos largos! – Gritou ele defendendo o golpe da minha espada e avançando contra mim me fazendo recuar enquanto cada vez mais, sentia a espada ficando cada vez mais pesada enquanto defendia golpe atrás de golpe.   Quando ele  aplicou um golpe horizontal  em direção ao meu abdômen pulei  para  trás deixando a espada passar a centímetros do seu alvo e avancei dando uma estocada  que foi defendida com um movimento ágil da espada de meu oponente.   Recuei com a espada parecendo pesar uma tonelada em minha mão.

— Bom, bom,  aprenda que desviar os golpes cansa menos do que  defendê-los e  não se deve tremer o oponente...
— Por que o medo golpeia mais fundo que as espadas -  Completei  sorrindo para ele enquanto voltava a avançar, brandindo a minha espada com as duas mãos em um golpe vertical  que teria cortado o filho de Apolo ao meio se o mesmo não tivesse saído do caminho  me fazendo perder o equilíbrio e cair de cara no chão.
— Você está morto, fim de treino – Anunciou o garoto colocando a espada levemente encostada no meu pescoço. Sorri agradecendo a ele pela ajuda e fui em direção ao refeitório, comer alguma coisa depois de ser espancado de forma tão clara.
 

 
Legenda

ActionsMe Others


Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hefesto
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos
avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 06/04/2013

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Seg 15 Jul 2013, 11:55

♦Avaliação♦










Diego Stark
 


♦ Ortografia - 8/10 pontos: Fique atento com alguns deslizes com algumas palavras, dê lida bem calma em seu texto antes de postar.

♦ Coerência, Coesão, Organização, Conteúdo e Ideias - 24/30 pontos: Tenha cuidado com a palavra que você escolherá, ela pode enriquecer seu texto, porém ela será realmente coesiva para o contexto? “ele me lançou uma estocada muito baixo, para ser extado nas minhas pernas”. Seja coerente em algumas situações: “ele jogou o escudo na minha cabeça me fazendo cair.” Isto poderia ter causado um desmaio em seu personagem.

♦ Organização da Postagem - 9/10 pontos: A estrutura em si foi bem organiza, mas cuidado com a escolha de algumas cores chamativas. Elas podem tirar a concentração em alguns pontos.

♦ Uso Adequado de Linguagem - 12/15 pontos: Você sou usar bem a linguagem, porém em alguns aspectos deixou vaco o entendimento.

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 9/10 pontos – Por favor, na próxima vez que usar um poder, cite-o em spoiler ou code.

♦ Capacidade Descritiva - 22/25 pontos: Atentar no tempo passado e presente da escrita.
 
Total = 84


 
 
 
 
Derek F. Fredrich




♦ Ortografia - 7/10 pontos: Observe bem onde deve recorrer ao auxílio de pontos parágrafos e vírgulas.

♦ Coerência, Coesão, Organização, Conteúdo e Ideias – 19/30 pontos: Em alguns pontos você deixou a desejar em aspectos de conteúdo e ideias.

♦ Organização da Postagem - 10/10 pontos: Texto bem organizado.

♦ Uso Adequado de Linguagem - 10/15 pontos: Você foi bem ajustado ao uso.

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 5/10 pontos – Descreva mais seus ataques. Quatro linhas de descrição deixam um espaço aberto que poderia ser preenchido mais.

♦ Capacidade Descritiva - 14/25 pontos: Você soube descrever, porém poderia ter colocar um pouco mais de detalhes para enriquecer seu post.




Total = 46


 






 
Ivan S. Bergerhoff



♦ Ortografia - 8/10 pontos: Sem erros graves, porém uma lida com atenção sempre é bom.

♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 27/30 pontos: Tudo excelente, porém ficar atento em algum deslize de coesão é fundamental.

♦ Organização da Postagem - 9/10 pontos: Texto bem organizado, mas o tamanho das letras dificultaram pouco e dê espaço aos parágrafos.

♦ Uso Adequado de Linguagem - 12/15 pontos: Cuidado com a mistura de tempo verbal. Isso pode confundir um pouco o leitor.

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 10/10 pontos.

♦ Capacidade Descritiva - 25/25 pontos: Bom desempenho, continue assim.




Total = 91


 




 
Derek C. Snow




♦ Ortografia - 7/10 pontos: Mim não conjuga verbo, fique atento e cuidado com o sumiço de algumas letras.

♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 26/30 pontos: Em algumas partes você deixou coisas confusas, além de fazer-me pensar o que queria passar em algumas passagens do texto.

♦ Organização da Postagem - 10/10 pontos: Texto bem organizado, o que deixou a leitura fácil.

♦ Uso Adequado de Linguagem - 15/15 pontos: Você foi bem adequado ao uso.
 
♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 10/10 pontos - Sem observações.

♦ Capacidade Descritiva - 23/25 pontos: Uma ótima descritiva, mas como disse anteriormente, algumas passagens confusas.
 
Total = 91


 


Atualizado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Emily S. Grey
Filhos de Nêmesis
Filhos de Nêmesis
avatar

Mensagens : 13
Data de inscrição : 16/07/2013
Idade : 22
Localização : Chalé de Nêmesis

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Qua 17 Jul 2013, 22:00

The injustice that is done to one is a threat to all that is done.

O fim da tarde era um pouco frio no Acampamento Meio-Sangue e o clima nem ao menos incomodava Emily, que residia em sua nova casa. O relógio marcava 18:32Min quando a garota finalmente conseguiu deixar sua cama. O chalé era organizado e bem limpo, contendo beliches e cortinas no quarto um pouco aquecido e em tom vermelho escuro nas paredes. Cada cama possuía um baú antigo - usado para guardar utensílios e algumas armas - e uma cabeceira. Emily ainda não entendia o por quê de sua mãe ser uma deusa, mas gostava da idéia de ferir algo para descontar sua raiva e frustração. Perdera o pai nas últimas cinco horas no ataque ao American Museu of History, tendo sorte de ser salva por seu tio que a vigiava a pedido do acampamento e a guiou logo após o incidente ao acampamento. Algumas questões ainda martelavam na cabeça da garota, que acabou precisando tomar um ar e levou consigo sua espada, mesmo exitando em utiliza-la no acampamento, mas levando o item assim mesmo. Ajeitei suas botas e as malditas roupas berrantes do acampamento, colocando a lâmina na bainha da cintura e uma jaqueta militar por cima da blusa laranja. Assim, Emily deixou o chalé de Nêmesis e seguiu pelo acampamento, encontrando acidentalmente a Arena de treinamentos para semideuses.

O local aparentava ser uma espécie de coliseu antigo, com uma arquibancada feita de pedras e extensa em forma oval. O chão era arenoso e algumas armas estavam ao chão. Emily caminhou pela arena, observando os detalhes de bonecos sem-rasgados e derrubados - os quais ela deduziu terem sidos utilizados pelos semideuses em treinamentos e afins. A filha de Nêmesis se aproximou de um dos bonecos ao fundo da arena, o estudando vagarosamente. Era feito de algodão e uma fina camada de couro amordaçada para segurar o miolo fofo. Seria fácil começar a treinar, afinal, o velho com traseiro de cavalo dissera mais cedo que cedo ou tarde, Emily seria exposta ao perigo. Era melhor se prevenir, ou ela sabia que teria o mesmo futuro do pai. Quem dera Emily soubesse utilizar tal arma ou fazer qualquer coisa para poder salvar seu pai... Talvez ele ainda estivesse vivo e pudesse ajuda-la. Mas não adiantava se lamentar agora, mas sim se focar para não deixar qualquer um padecer durante sua busca por vingança. Emily retirou sua espada da bainha vagarosamente, a segurando firmemente entre os dedos envoltos no cume da mesma. A lâmina era um pouco leve, mas nem tanto a ponto de ser fácil de manusear. Seria um pouco difícil controlar a arma a inicio, mas para isso ela estava ali - não exatamente, mas enfim. Ela firmou seus pés, os flexionando em seguida em posição ofensiva. Encarou o boneco fixo ao chão e segurou com menos firmeza na lâmina, avançando rapidamente até o mesmo e desferindo um corte leve da direita para esquerda de leve, arranhando desajeitadamente o peito do boneco. Ela não parou, se esquivando para a esquerda e levantando a espada com um pouco de esforço para desferir um golpe em arco no ombro do mesmo, cravando a lâmina na diagonal e raspando contra o corpo de couro do mesmo. Em seguida, Emily saltou para alguns centímetros do boneco e respirou fundo, encarando o corte semi-profundo desferido no ombro do boneco. A respiração da prole de Nêmesis era ainda instável, o que a permitiu a realizar mais um ataque.

Emily saltou primeiramente contra o boneco, já um pouco mais solta e livre em seus movimentos. A lâmina ainda era pesada, o que a levou a segurar o cume com ambas as mãos e estocar a ponta da lâmina afiada na altura das costas do boneco, o empalando até a metade da espada que acabou ase prender. Emily forçou a arma para trás, apoiando um pé ao traseiro do boneco até deslinhificar a mesma e cair ao chão de costas. A garota não conteve um breve riso antes de se por de pé e voltar ao ataque, desferindo golpes levemente sobre a couraça do boneco e lhe ferindo com cortes leves. Ela se movimentava de um lado para o outro, se esquivando de tempos em tempos e tentando desferir golpes mais ágeis. Quando finalmente se cansou, segurou o cume da lâmina novamente com as duas mãos e gritou, empalando o boneco na altura do abdômen do boneco, derrubando-o assim e caindo por cima do mesmo em seguida. A semideusa estava exausta, suando frio e com a respiração pesada quando levantou-se e levou a espada novamente a bainha, retornando ao chalé para tomar uma ducha e descansar. Talvez seria bom estar no acampamento para distrair um pouco e aprender a lidar com certos monstros. Talvez... Mas isso, só o tempo diria a Emily Agora.


Arma Utilizada:
 
Habilidade Utilizada:
 

____

Emily S. Grey

Filha de Nêmesis | 17 Anos | Sexy Sem Ser Vulgar -q

credits @
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hefesto
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos
avatar

Mensagens : 33
Data de inscrição : 06/04/2013

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Sab 20 Jul 2013, 13:52

♦Avaliação♦



Emily S. Grey





♦ Ortografia
 - 10/10 pontos

♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 26/30 pontos

♦ Organização da Postagem - 10/10 pontos


♦ Uso Adequado de Linguagem - 15/15 pontos
 
♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 10/10 pontos  

♦ Capacidade Descritiva - 25/25 pontos
 

Total = 96


 Atualizado.


 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jaime. A. Lancaster
Filhos de Nêmesis
Filhos de Nêmesis
avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 21/08/2013
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio Sangue

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Sex 23 Ago 2013, 10:52

Treinamento com armas brancas
Com: Campistas; humor: Feliz; vestindo:Camisa laranja do acampamento e jeans;[url=A URL DO TEU LOOK AQUI] NOME DO TEU LOOK AQUI[/url] Thanks Maay; From TPO


Após uma boa noite de sono, e após o braço ter sido curado, me levanto e me dirijo às arenas em busca de aprender a usar uma daquelas armas. O sol está quente, e o clima levemente seco, muitos campistas se encontram em treinamento. Não sei por onde começar, então resolvo pedir ajuda.
Ando pela arena, me esquivando de flechas errantes, até encontrar um garoto que estava sentado na grama, fitando o nada "Com licença" digo com receio "Que foi?" responde o garoto mau humorado, ele me lembra a mim mesmo "Por onde começo o treinamento?" ele me olha como se eu fosse um completo idiota "Primeiro pegue sua arma e armadura no arsenal" diz ele apontando para um galpão no fim da arena "Obrigado" digo, e saio.
Abro a porta e me surpreendo com a quantidade de armas e armaduras diversas, não consigo evitar o sorriso. Com tanta variedade, confesso que foi difícil escolher uma, mas peguei um elmo, uma armadura dourada com escritos em vermelho e uma espada de bronze comum. Quando saio do local, me pergunto com que é que eu irei treinar, aposto que farão fila para derrotar o novato, então vou à procura. Vejo muito "pretendentes" interessantes, mas resolvo escolher uma garota (não que eu seja machista ou algo o gênero) "Com licença" digo para a garota que se encontrava de costas "Olá! Nunca te vi por aqui, novato?" assinto "A procura de alguém para treinar?" ela pergunta "Exatamente' digo sorrindo "Acabou de encontrar, moleque" sorrio, a vida de semideus é realmente emocionante.
Nos dirigimos para o meio da arena, a garota me dá algumas instruções rápidas, e eu absorvo tudo como uma esponja. Nos posicionamos e fico parado sem reação,a garota parte para ataque inesperadamente, sou pego de surpresa, mas consigo desviar, me abaixo rapidamente e ataco suas pernas, ela pula e me ataca por cima, em direção à minha cabeça, posiciono a espada em posição de proteção, a espada da garota se choca contra a minha, evitando que ela me atinja. Me levanto irritado e corro em direção à garota a ataco no peito mas ela desvia o ataque com a sua arma, continuo a atacar, e ela continua à defender. Os dois já pareciam exaustos "Poxa, você é boa" digo ofegante "Para um novato, dá para o gasto" diz a garota rudemente. Após recuperar o fôlego,a pego desprevenida e ataco suas pernas coma lateral da espada, como não esperava pelo ataque, a garota é atingida e cai xingando palavrões, sorrio, mas não por muito tempo. A garota logo se levanta e parte para o ataque, corro em sua direção, com o intuito de  também atacá-la, nossas espadas se chocam, meu punho doe no mesmo instante, recuo um pouco e ataco a lateral de seu corpo, atinjo o braço da campista, provocando um leve corte "Seu filho da..." diz ela me atacando na panturrilha, recuo, mas a ponta de sua espada acaba atingindo a base de minha canela e rasgando meu jeans, um fino rastro de sangue saía de minha perna.
Ela me olhava com um olhar demoníaco, o que me assustou um pouco, já estava um tanto quanto cansado daquilo, corro em sua direção, por algum motivo, a garota parecia mais exausta do que eu, ela pensava que eu a atacaria por cima, então já se preparou para se defender, mas para sua surpresa,eu ataco suas pernas, lhe dou uma rasteiras, fazendo-a cair assim que seu corpo se choca contra o solo, posiciono meu joelho no peitoral de sua armadura, evitando de que ela se levante e encosto minha espada em sua garganta "Acho que acabou" digo sorrindo, a garota espuma de raiva, mas a ajudo a se levantar e aperto sua mão "Bom trabalho, baixinho" diz ela ainda mau humorada "Obrigado" digo olhando à minha volta e percebendo que nós éramos o centro das atenções, nunca fui muito perceptível, o que me faz corar instantaneamente.
Devolvo minhas armas e volto para o chalé.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Louise V. Williams
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon
avatar

Mensagens : 726
Data de inscrição : 24/09/2012
Idade : 21
Localização : Um Williams sempre paga suas dívidas.

Ficha do personagem
Vida:
130/130  (130/130)
Energia:
130/130  (130/130)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   Dom 29 Jun 2014, 23:37


❝ Training with swords! ❞

Zeus encontrava-se em seus piores dias. Ao horizonte, era possível acompanhar a aproximação da chuva. Sem contar com os raios e relâmpagos que ameaçavam dificultar nossas tarefas diárias. Discutia comigo mesma mentalmente pela minha disposição em treinar em tão mal tempo. Também, minha costumeira solidão insistia em passar no chalé de Poseidon e encarar o frio daquela tarde. De manhã comei uma única maça ao sair do refeitório. Antes, tratei de fazer uma oferenda ao deus dos mares e meu pai, Poseidon. 

Acompanhada de minha espada de prata sagrada, marchava em direção à arena ao fechar o zíper de minha jaqueta de couro – e não estava disposta em ameaçar seu perfeito estado surrado. Desde minha missão suicida, desprezava a presença de monstros em meus treinos. Mesmo que não pudesse evitá-los, naquela noite sádica e perigosa, deu-me uma boa dose do que o destino me guardava como semideusa. Enquanto isso me contentaria com os experientes e temperamentais filhos do deus da guerra ou os inteligentes e surpreendentes filhos da deusa da sabedoria. Não fora difícil localizar um dos instrutores. Nada melhor que estrear minha espada recém-limpa nessa manhã nebulosa. 

Licença. – chamei a atenção da figura alta e de costas. Assim que se virou, encarei uma garota de quase um metro e setenta, cabelos escuros e expressão presunçosa. Sem dúvida, uma filha do deus da guerra. A Arena encontrava-se repleta deles, eram conhecidos como briguentos e, contudo, bons de briga. Ninguém se metia com eles se não quisesse apanhar feio, mas eu precisava treinar. E não seria uma prole de Ares que me intimidaria. – Treinar? – perguntei curta e direta. Não estava afim de diálogos demasiados compridos. Minha oponente desembainhou sua espada de bronze e prata. Parecia ainda mais afiada e letal que a minha. Não a via como um perigo, e sim um desafio que sorria maliciosamente para mim.

Saquei minha espada, deixando-a a frente de meu corpo. Posicionei-me em pose de batalha, com minha perna direita para trás. Antes que pudesse atacá-la, a garota me lançou um escudo. Estava tentando poupar meu rosto. Sem sucesso. Armei-me com o escudo, deixando-o cobrindo meu busto. A prole de Ares parecia ainda mais perigosa armada de tal maneira, sua vantagem encontrava-se em sua couraça no busto, protegendo-lhe o peitoral e barriga. Soltei um grunhido como um animal e avancei em sua direção. Sua defesa foi simples e admirável. Ela girou para minha esquerda, desviando da lâmina de minha espada e me atingindo com seu escudo em minhas costas. Mordi o lábio inferior para não gemer de dor e pisei forte no chão para não desabar no chão terroso. 

Mostre-me do que é capaz. – desafiou a garota, soltando uma risadinha debochada logo em seguida. Desta vez, foi ela que me atacou. Protegi-me de sua espada com meu escudo, empurrando-a para trás. Em seguida, ataquei-a novamente com meu escuto protetor, atingindo-a no rosto. Qualquer prole de Afrodite teria dado um ataque e provavelmente desfigurando minha face com suas unhas compridas se tivesse feito o mesmo. Minha adversária teve o lábio cortado, que inchava a cada segundo que se passava. Ela me fuzilou com o olhar, e cuspiu o sangue que havia se agravado em sua boca. Merda, eu estava ferrada. 

Foi seu grito que me anunciou seu ataque. Antes que pudesse reagir, ela me deu uma rasteira que me jogou no chão arenoso. Minha cabeça bateu com força no chão, e tal fato não a impediu de suas ações seguintes. Nossas espadas se encontraram assim que tentou atingir meu rosto, tentei desarma-la ao usar de meu escudo. Dei-lhe um chute em sua barriga e uma cambalhota para trás. Dei um pulo e voltei no mesmo instante que minha adversária avançava em minha direção furiosamente. Nossos escudos se encontraram em um som estrondoso metálico, por serem ambos de prata. A lâmina de sua espada roçou em minha cintura, causando um corte vertical em minha jaqueta de couro. Por pouco, teria causado o mesmo corte em minha pele. Droga, minha jaqueta favorita! E novamente, grunhi como uma fera para a garota, deixando parte de meus dentes expostos. 

Minha fúria deu inicio a uma série de golpes consecutivos em seu escudo. A prole de Ares não parecia tão experiente como eu, ou já teria acabado com a luta como qualquer outro. Estávamos lutando como iguais. Com isso, atingi-a com meu escudo em um ataque surpresa, e em seguida, golpeei sua mão que segurava sua espada, finalmente desarmando-a. Pude ouvir um palavreado escapar de seus lábios, e então não pude conter o sorriso que alargou em meus lábios. Neste meio tempo, a mesma atingiu minha face com seu escudo, batendo contra a lateral de meu rosto. Nenhum osso quebrado, no entanto, provavelmente teria um rosto inchado e com hematomas nas próximas horas. E o fato só aumentou minha sede vingativa. 

Assim que minha adversária afastou-se para mais um golpe, abaixei-me rapidamente e lhe dei uma rasteira. Seu corpo tombou no chão em um ruído abafado. Antes que pudesse agir, levante-me e coloquei meu pé direito sobre seu escudo, apertando-a contra o chão terroso ao leste da Arena. Pude perceber a atenção de outros campistas em nossa luta, e minha ignorância me poupou de seus olhares. – Xeque-mate, querida. – apontei a lâmina de minha espada em seu pescoço. 

Foram os respingos de chuva que me alertaram do tempo que havia se passado. Recuperei o fôlego e deu as costas para a filha de Ares que jazia ainda deitada. Larguei meu escudo na Arena, apenas guardando minha espada na couraça em minha cintura. Não havia sangue nesta e jamais teria. Os verdadeiros monstros não sangravam, dissiparam-se em pó dourado. Com um sorriso vitorioso e controlado em meus lábios, marchei em direção a Enfermaria, antes que meu rosto desse indício de inchaço. Enquanto marchava, a fina garoa limpava os vestígios de minha batalha. 

Armas utilizadas:
 

____

I am confused, fighting myself Wanting to give in, needing your help. Outside I don't know you, but inside I'm fucked.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Treino com armas brancas e escudos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Treino com armas brancas e escudos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4
 Tópicos similares
-
» Abertura da nova Loja de Armas - Promoção de 50%
» Vendo armas.
» [Tutorial] Como por novas armas no xas hero 3.91
» Sistema De Level Para Equipar Armas e Armaduras Por Eventos M.C.O
» Hora do treino. A Rota 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Acampamento Meio-Sangue :: Arenas :: Treino Com Armas Brancas e Escudos-
Ir para: