InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Atenção deuses! Há um aviso no Staff Loungue para vocês, entrem e leiam.

Important: Seu avatar é registrado? Ainda não?! Evite levantes, corra aqui: [MENINOS | MENINAS].
EM REFORMA, AGUARDEM! Novidades virão, algo que já estava mais do que na hora, não acham?!

Compartilhe | 
 

 Treino de arquearia e armas à distância

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
Thanatos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 403
Data de inscrição : 03/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Treino de arquearia e armas à distância   Sab 08 Set 2012, 10:29

Relembrando a primeira mensagem :


Treino de arquearia


A arena é um local onde os campistas podem evoluir suas habilidades, treinarem com armas, lutarem entre si ou contra monstros. Assim como em todo lugar, a arena tem suas regras, as quais podem ser lidas aqui.

Não serão avaliados os treinos postados fora do horário permitido em on. Bom treino.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário

AutorMensagem
Diego Stark
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 83
Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 20
Localização : Colina meio sangue

Ficha do personagem
Vida:
140/140  (140/140)
Energia:
140/140  (140/140)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Qua 08 Maio 2013, 10:41

I am a world before I am a man. I was a creature before I could stand. I will remember before I forget.
Treinando


O sono ainda me dominava quando acordei. A luz do sol entrava por um espaço de minha cortina e batia diretamente no meu rosto. Coloquei minha mão esquerda para proteger meus olhos da claridade, me levantei e fechei completamente a cortina, mas quando fui voltar a dormir já não estava mais com sono. Decidi, então, ir tomar banho, comer algo no refeitório e praticar um pouco com arco e flecha, que aproposito eu já estava bem melhor do que da ultima vez.

Quando sai do refeitório percebi que quase nenhum campista estava acordado. Eram sete horas da manhã, ou melhor, da madrugada pra mim. Eu só acordei tão sedo por causa do sol, aquele maldito. Ajeitei minha camisa laranja do acampamento e comecei a caminhar até a arena. Apesar da maioria dos campistas estarem dormindo o acampamento não estava muito silencioso. De cima das arvores, pássaros cantavam alegres uns para os outros, formando uma verdadeira orquestra.

Ao longe, pude ver que alguns campistas já saiam de seus chalés com caras preguiçosas. Vi também um garoto correr atrás de um Pégaso que corria dele sem fazer nenhum esforço, ao contrario do garoto que parecia quase morto de cansaço. Depois de alguns minutos cheguei à arena e entrei nela empurrando sua porta dupla de madeira.

Ela estava vazia, e o único som que se ouvia era o crepitar das tochas. Estralando os dedos fui até o arsenal e peguei um arco e uma aljava com vinte flechas. Puxando a corda fui até um alvo, um mais distante do eu tinha treinado antes. Peguei uma flecha e em seguida a encachei na corda do arco puxando-a até o meio do queixo. Por um momento fiquei mirando no alvo, mas sem atirar a flecha, e levantei um pouco meu ombro do braço que puxava a flecha. Segurei mais firme o arco e atirei. Não errei o alvo, para minha surpresa, mas não tinha chegado nem perto do meio.

Olhei para o alvo frustrado e por um momento apreciei o silencio do lugar. Puxei outra flecha e desta vez mirei melhor, oque resultou em um acerto mais satisfatório, mas não melhor. Fiquei a tentar até minhas flechas abarem e quando enquanto eu apanhava as flechas do alvo os campistas estavam entrando na arena. Falei com alguns na saída e fui procurar Alicia para arretar ela um pouco.
Lugar- Humor- Com- Roupa- Arma- Poderes-
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mnemósine
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 384
Data de inscrição : 23/04/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Qua 08 Maio 2013, 19:50

Diego Stark

♦ Ortografia
- 8 pontos/ 10 - Alguns erros bobos, como aproposito - seria "a propósito" e sedo, que seria "cedo" - o que é um erro grave, mas de fácil correção com uso de corretor ortográfico/ revisão

♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 10/ 30 pontos - Não tem como dar mais do que isso por 3 linhas de treino.

♦ Organização da Postagem - 10/ 10 pontos

♦ Uso Adequado de Linguagem - 13/ 15 pontos - cuidado com repetições.

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 10/ 10 pontos

♦ Capacidade Descritiva - 5/ 25 pontos - entra na questão acima. Muito prólogo para pouco texto, apesar da escrita em si e organização sofrerem uma mudança drástica - e pra melhor! Continue se esforçando!

Total = 56

♦ Avaliado e atualizado ♦

____

A.k.a.:
 


“Um povo sem memória é um povo sem história. E um povo sem história está fadado a cometer, no presente e no futuro, os mesmos erros do passado”.
(Emília Viotti da Costa, historiadora)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Porthos R. Marshall
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo
avatar

Mensagens : 23
Data de inscrição : 17/10/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Dom 19 Maio 2013, 08:51

Treino de Arquearia: 10h às 13h

Bang bang shoot 'em up, the party never ends
You can't think of dying when the bottle's your best friend
♫ ♪



--------------------------------







Cara, há coisa melhor que ser noticiado que você é filho de um deus grego, e que vai passar suas ferias inteiras em um acampamento de treino para heróis semi-deuses? Estava sendo meio difícil me acostumar, mas só a ideia disso me dava um frio na barriga. Adrenalina. Filho de Apolo?! O cara do sol e do arco ?! Eu tinha um arco, e estava louco pra testar aquela belezinha.


Era manhã de um dia qualquer quando acordei cedo, e me veio a ideia de treinar. Levantei-me da cama, e fui me trocar. Peguei a primeira roupa que encontrara, a camisa laranja do acampamento meio sangue e uma calça jeans qualquer, coloquei meu all star de couro e fui até uma mesa em um canto do chalé, e lá estava meu arco. Só de encostar em meu arco, eu me sentia tranquilizado, sua aura era morna e fazia me sentir em casa. Depois de ter tudo que eu precisava em mãos, sai do chalé quase que correndo, animado, e me dirigi à arena.


A manhã estava calma e morna. A grama estava úmida por ação do sereno, e o acampamento ainda silencioso e calmo. Enquanto ia para a arena, observava os outros campistas que eu encontrava, todos estavam com cara de sono, o que fazia sentido já que tinham acabado de acordar. Alguns campistas me olhavam com cara de indignação, como se dissessem "esse cara é louco", outros pareciam nem me notar. Eu estava curioso pelo treino, nunca tinha segurado em um arco antes de entrar no acampamento, apesar de que se eu soubesse a tranquilidade que aquilo me passava, eu teria passado a vida toda até ali segurando um.


Finalmente, na arena!
A arena era um lugar curioso, haviam vários artefatos usados para treinos jogados pelos cantos, como se alguém tivesse colocado eles lá e então pensado "quem quiser usar que se vire". Peguei um alvo que estava deitado no chão, e coloquei-o de pé e então tomei distancia.
O meu arco não tinha corda, e eu nem tinha flechas, ou quase isso. Ganhara esse arco de presente de reclamação, e a primeira impressão que tive foi "que diabos de arco não tem corda?", mas Quiron me explicara como ele funcionava. Bastava eu passar a mão onde devia-se estar a corda, e então imediatamente, ela aparecia, feita completamente de energia. Junto com a corda, de brinde, aparecia uma flecha, também feita de energia de energia. E foi exatamente isso que eu fiz.


Posicionei-me afastado do alvo e respirei fundo. Por um momento, me achei idiota, por lembrar de todos aqueles programas de tv sobre o esporte, falando sobre postura, respiração e concentração, que eu tinha assistido em casa, porem voltei a me concentrar. Levantei o arco... Já sabia como funcionava na teoria, porem nunca tinha realmente usado ele, nem lançado nenhuma flecha. A ansiedade me tomava, quando levantei minha mão direita e então coloquei-a junto ao arco, e devagar comecei a aproxima-la à mim. Quando a corda de energia apareceu, me assustei, e então soltei-a por impulso, uma flecha de energia foi lançada com tanta pouca força, que não chegou nem avançar, simplesmente saiu do arco e desapareceu no ar, como se fosse consumida. Respirei fundo novamente. Puxei a corda, e uma nova flecha se formou, minhas mãos tremiam, e eu me sentia como se uma carga elétrica passasse pela minha coluna, então lancei-a. Apesar de ser filho de Apolo, custei me acostumar a usar aquilo. A primeira flecha acertou na grama, porque em um ato de imbecilidade, me concentrei na flecha, e não na direção, a pontei-a para baixo, sem perceber, e à alguns metros, ela se fincou na grama, e logo desapareceu. Lancei mais uma flecha, mais uma, e outra... A segunda acertou a "borda" do alvo, abrindo um pequeno buraco na madeira. A terceira passou ao lado do alvo, e a quarta foi alta demais. A cada flecha que eu lançava, tentava me concentrar, e arrumar minha postura. Postura defeituosa, por alguns minutos me senti ridículo como filho de Apolo. A quinta flecha acertou um pouco mais próxima ao centro, à esquerda, e finalmente comecei a entender como funcionada. Apesar de entender a teoria, era difícil controlar a ansiedade e parar de tremer, pelo menos na primeira hora de treino.


Havia passado uma hora de treino, finalmente eu conseguira me tranquilizar. Agora, uma a uma, as flechas fincavam se ao alvo. A mira não era perfeita, porem eu já tinha alguma aptidão natural com a arma. Poderia ficar a vida toda ali, me sentia como se tivesse nascido para fazer aquilo. Eu não era perfeito, ainda.
As flechas acertavam pontos quase que aleatórios do alvo. O objetivo era o centro claro... Nesse momento me lembrei de um jogo de celular que meu amigo me deixara jogar na entediante aula de física, onde o objetivo era apertar o "x" quando o marcador alcançasse a área verde da barra.
Estava mais seguro que antes, porem ainda um pouco tenso. Pouco a pouco, ia aprimorando minha postura. Lembrara sobre coisas que eu havia lido sobre arquearia há algum tempo, quando fizera um trabalho para escola. Quanto mais perfeita postura, mais precisão no tiro. A cada flecha eu conferia a postura... Peso distribuído igualmente às duas pernas, ombros relaxados, olho dominante, postura confortável, corpo reto... Tudo certo? Bang! Uma nova flecha ia em direção ao alvo, e algum tempo depois, se dissipava, deixando um furo na madeira


Já haviam se passado 3 horas. Agora o alvo estava cheio de marcas... E eu? Bem... Lembra quando disse que poderia fazer isso a vida toda?... Continuava atirando flechas contra o alvo, como se nada mais existisse à volta, até que por um momento me distrai... O vento bateu forte, e folhas velhas caiam das arvores, até que olhei para uma arvore que estava a metros atrás do alvo.
Eu estava à dez metros do alvo, e a arvore à mais dez. Olhei para um galho e avistei uma folha solitária em uma ponta, apontei o arco, tomando aquela como meu alvo. Era um desafio a mim mesmo, tinha treinado a tarde toda, afinal. Porque não um pequeno desafio pessoal...?
Novamente: "Postura... Relaxe... Respire fundo e..." BANG!
A flecha cortou o ar e avançou rapidamente, porem, passou à uns 4 centímetros a esquerda da folha... que pena! Mas não podia desanimar nem me martirizar por ter errado... Era meu primeiro dia!


Então, desabei na grama, sentado e relaxei... Já era de tarde... Devia ser mais ou menos uma hora da tarde e o sol batia em meu rosto e iluminava todo o acampamento... Eu estava satisfeito com o dia... Obrigado, pai.
Me levantei depois de alguns minutos de descanso... Mas agora eu iria voltar ao chalé. Virei as costas ao alvo, e me dirigi ao chalé.
Agora o acampamento já estava agitado... Ou pelo menos mais agitado do que antes. Semi-deuses passavam por mim e me davam boa tarde, eu sorria e respondia, estava feliz...Havia encontrado uma casa.


Armas::
 

Poderes:
 

CODED BY: IG de SA



____

Porthos R. Marshall
T H A N K S ▲
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ártemis
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos
avatar

Mensagens : 48
Data de inscrição : 17/12/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Dom 19 Maio 2013, 16:32

♦ Hora da avaliação - Porthos♦




♦ Ortografia: 9/10 pontos: Nenhum erro grave, a não ser "semi-deuses", que é algo razoávelmente grave. Nenhum outro erro berrante além disso. Muito bom.

♦ Coerência, Coesão, Organização, Conteúdo e Ideias: 30/30 pontos: Sem problemas aqui. A narrativa foi adequada e coerente ao level, sem peripécias extravagantes ou coisa do tipo. Apesar de ser filho de Apolo, o deus arqueiro, não houve exageros. Não houve virgulas ou pontos mal colocados, parabéns!

♦ Organização da Postagem: 8/10 pontos: Alguns paragrafos foram mal colocados, mas nada demais.

♦ Uso Adequado de Linguagem: 15/15 pontos: Não houveram repetição de palavras excessivas ou coisa do tipo. Tudo certo por aqui também.

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes: 10/10 pontos: Excelente.

♦ Capacidade Descritiva: 24/25 pontos: Houveram bastante detalhes, porém a narrativa não ficou chata de se ler.

Experiência obtida em missão: 96xp


[center]Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics


♦ Atualizado ♦



____


Goddess Artemis
GIRL!:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luna G. Weasley
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo
avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 28/01/2013
Idade : 22
Localização : Paradise City

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Ter 21 Maio 2013, 14:45




Primeiro Treino

"Mas é claro que o sol vai voltar amanhã".


Realmente não é nada fácil ser um semideus, principalmente quando um monstro invade sua casa e você não sabe o que fazer, porque até em tão você era um simples mortal. Desde então, comecei a viver junto com outros semi-deuses no Acampamento Meio Sangue, deixando a privacidade do meu quarto para dormir em um chalé junto com outros filhos de Apolo, meu pai, deixando para trás as minhas coisas de mortal e passando a usar armas para batalhas. No inicio é muito estranho ter que conviver com todas essas mudanças, mas com o tempo a gente se acostuma.
Enfim, hoje é o meu primeiro treino, admito que não dormi muito bem, pois estava nervosa com o fato que na primeira vez na vida eu ia pegar em uma arma de combate. O dia começo meio lento para mim e o acampamento estava tão agitado que eu ficava deslocada no meio dos outros campistas. Por sorte, ou não, o treino era de arquearia, uma das especialidades dos filhos de Apolo, mas acho que eu não levo jeito para a coisa, talvez porque eu nunca tinha pego em um arco e flecha, ou em qualquer outra arma, ou eu realmente não levo jeito, sempre fui tão estabanada.
Os treinos eram realizados na arena, que para os mortais pode parecer um ginásio para as aulas de educação física, mas a arena era muito maior e mais bonito que um ginásio Entrei, e sem saber o que fazer, fiquei parada perto da entrada, meio nervosa, pus a mão em meu pescoço para massageá lo, e percebi que estava com meu colar. O colar tinha um pingente em forma de sol, ganhei ele no meu primeiro dia no acampamento, até então achava que era um colar normal, mas quando eu segurei com força o pingente ele magicamente se transformou em um arco. O arco era feito de carvalho, o estranho era que o arco não tinha corda, e eu não tinha as flechas.- Venha até aqui filha de Apolo! Admito que levei um susto, pois estava muito interessada no arco, e meio atordoada fiquei olhando para os lados procurando quem tinha falado comigo, e logo vi o instrutor acenando para mim.
Segui para o centro da arena, onde se encontrava o instrutor.-Seja bem-vinda minha querida. Apenas sorri para ele, pelo jeito ia ser meu instrutor, e assim, ele me disse que o arco não precisava de corda e nem de flecha, pois a corda se geraria com meu movimento e a flecha é feita de energia, mas podia ser usada uma flecha comum caso eu quisesse.
O instrutor pediu que eu me posicionasse logo acima de um X demarcado no chão, e assim eu fiz. De fronte a mim havia um alvo, como aqueles dos desenhos animados com o centro vermelho, o instrutor disse que tinha seis tentativas para acertar o centro do alvo, três com as flechas de energia e três com flechas físicas. Fique ali, com o arco já apontado para o alvo e esperando a ordem de atirar.-Vai! E assim, atirei a primeira flecha de energia, a primeira da minha vida, e digamos que eu não seja tão ruim quanto eu imaginava. A flecha quase atingiu o centro do alvo, e assim foi com a próxima flecha, mas a partir da terceira o meu tiro começou a ficar muito mais preciso, e a sexta flecha foi com muita perfeição ao centro do alvo.-Muito bem Luna, perfeito para uma novata.


credits @
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://suacartaparahogwarts.tumblr.com/
Thanatos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 403
Data de inscrição : 03/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Dom 26 Maio 2013, 22:41


N Avaliação N


Ortografia - 8/10

Coerência , coesão e organização e conteúdo e idéias - 15/30

Organização do post - 10/10

Uso adequado de linguagem - 15/15

Estratégia e Uso de Armas, Habilidades e Poderes - 5/10

Capacidade descritiva 15/25


TOTAL=68xp


Código:
Luna, sua narração está ótima! Entretanto você precisa desenvolver mais as suas batalhas. Você descreveu todo o seu treino em menos de um parágrafo... Eu sei que você consegue fazer mais ^^

ATUALIZADO.

Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diego Stark
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 83
Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 20
Localização : Colina meio sangue

Ficha do personagem
Vida:
140/140  (140/140)
Energia:
140/140  (140/140)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Qua 05 Jun 2013, 18:46

I am a world before I am a man. I was a creature before I could stand. I will remember before I forget.
Que frioooooooo

O céu tinha estado nublado o dia inteiro, mas não havia caído se quer uma gota de chuva. Fazia um friozinho agradável e que a proposito eu adorava. Olhei por a janela do meu quarto e vi que parecia que a qualquer momento ia chover, mas decidi ir treinar mesmo assim. A noite fora do meu quarto estava mais gelada do que esperava então voltei para o quarto e vesti um casaco azul escuro, o mais quente que eu tinha, cobri minha cabeça com o capuz e sair para a noite fria.

Alguns campistas estavam voltando da arena com os braços cruzados e com fumaças saindo de suas bocas quando falavam ou pelo nariz quando respiravam. Dentro da arena não fazia frio. Havia no centro dela uma grande fogueira que era bastante quente para aquecer a sala inteira. Fui até o arsenal e peguei um arco e uma aljava contendo vinte flechas, fui até um dos alvos e comecei a puxar a corda dele como para prepara-lo para o treino.

O alvo que eu havia escolhido era um desafio pra mim e eu, provavelmente, erraria todas as flechas, mas como não havia mais ninguém na arena resolvi arriscar, afinal eu não era estranho ao arco. Peguei uma flecha e a encachei na corda do arco, puxei a corda e mirei no alvo. Demorei algum tempo para libertar a flecha e fiquei surpreendido quando ela atingiu o canto mais distante do centro. Já era um bom começo e eu certamente não erraria a próxima... Mas errei. As próximas três flechas que atirei se alojaram na pilastra de madeira que ficava do lado direito do alvo, mas eu estava decidido que a próxima seria diferente. Puxei outra flecha e a encachei na corda. Segurei-a firmemente e puxei ela ate meu queixo. Segurei mas firme a mão do arco e mirei melhor no alvo e o resultado foi bem melhor que os três anteriores. A flecha tinha fincado a uns dez centímetros mais perto do centro do que a primeira que eu havia atirado fazendo eu me sentir extremamente mais confiante.

Das flechas que ainda faltava eu não errei nenhuma, mas todas elas nem chegaram perto do centro. Ao terminar de guardar todas as flechas fui diretamente ate o refeitório encher minha barriga que roncava incrivelmente alto e assim que eu cheguei lá a chuva que ameaçava tanto cair finalmente caiu e eu fiquei me perguntando se se eu saísse corre até meu chalé eu me molharia muito.
Lugar- Humor- Com- Roupa- Arma- Poderes-
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Derek C. Snow
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 11
Data de inscrição : 21/06/2013
Idade : 20
Localização : Entre o céu e o inferno

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Seg 24 Jun 2013, 09:46

Cold Boy  O Inverno se aproxima...

---------------------------------------------------------- -------------------------------------------------------------------


Acordei cedo aquele dia, queria treinar com o meu arco e melhorar minhas habilidades, pois bem sabia que era isso ou morte para mim então antes mesmo que o sol nascesse eu estava  na arena de arquearia, usando meu manto branco e com o arco firme em minhas mãos enquanto eu observava os bonecos que se encontravam a minha frente.  Haviam em todo quarenta e oito  bonecos, divididos em  quatro fileiras de doze bonecos, sendo que em cada fileira  havia três bonecos com alvos pintados em seus corpos.  Olhei mais atentamente para os bonecos e notei  que cada um deles estavam em cima de uma pequena plataforma móvel que permitia que os bonecos fossem facilmente movidos entre as fileiras.
— Interessante – Murmurei ficando em posição com o meu arco e mirando em um dos bonecos com alvo desenhados neles, mas antes que eu pudesse atirar todos os bonecos começaram a se mover em uma velocidade que eu não julgaria que eles fossem capazes.  Respirei fundo e puxando a corda do meu arco fiz a flecha se materializar enquanto eu tentava mirar em um dos bonecos com alvo, respirei fundo duas vezes e soltei a flecha que foi em direção a um dos bonecos com alvo, sorri vitorioso, mas foi cedo demais.   No ultimo segundo o boneco se moveu desviando da flecha  que acertou um boneco sem alvo desenhado que estava atrás do boneco e antes que eu pudesse  puxar outra flecha uma dor aguda atingiu todo o meu corpo me fazendo cair de joelhos no chão, arfando por ar.  
    Levantei-me lentamente meu corpo ainda dolorido  enquanto eu tentava entender o que tinha acontecido, pelo visto  a não ser que eu acertasse os alvos certo eu seria punido cada vez mais, a dor do erro,bela forma de se ensinar  a usar um arco.  Respirei fundo novamente e puxei a corda de meu arco, fazendo outra flecha se materializar e novamente voltei a mirar.
— Calmo como água parada, silencioso como uma sombra, frio como o gelo -  Sussurrei para mim mesmo mantendo o arco  firme em minha mão e então soltei a flecha  vendo ela formar um arco enquanto  descia e acertava outro boneco sem alvo desenhado.  Novamente a dor invadiu o meu corpo me fazendo cair de joelhos arfando  de dor enquanto sentia que era uma péssima ideia continuar treinando daquele modo, eram doze alvos  que se mexiam  entre outros trinta e seis bonecos em uma velocidade insana, como eu iria acertar um alvo que  fosse?  Olhei para os bonecos e respirei fundo, eu não podia ter medo de errar, pois assim eu realmente acabaria errando.
— O medo golpeia mais fundo que as espadas –  Murmurei me levantando novamente com o arco em minhas mãos, respirei fundo e novamente me coloquei na posição para atirar e então parei para observar.  Os bonecos se mexiam em um tipo de padrão que eu tinha que aprender se quisesse ter a chance de  acertar um alvo que fosse.  Permaneci parado em posição de repouso enquanto com os meus olhos ia seguindo  os  bonecos, anotando mentalmente seus padrões e quando tempo demorava para um boneco se mover para outro lugar,  depois de meia hora observando finalmente entendi o padrão e puxei a corda do arco.  Permaneci parado por um momento, a flecha firme no arco e um segundo antes do alvo se mover, soltei a corda, deixando a flecha encontrar o seu caminho até o centro do alvo.
 
   Sorri vitorioso com o meu acerto e continuei treinando com os alvos,  diminuindo o intervalo entre um tiro e outro enquanto cada vez mais conseguia fazer as flechas se gravarem mais fundo nos alvos, o que queria dizer que seria um golpe fatal para quem fosse atingido por elas.  No final do treino o sol  estava na posição que me dizia que já eram dez da manhã e eu decidi que aquele seria o fim do treino. Puxei  uma ultima flecha e a atirei, acertando pela segunda vê o 12° alvo.

 
Legenda

ActionsMeOthers


Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aaron Zhang
Filhos de Hécate
Filhos de Hécate
avatar

Mensagens : 31
Data de inscrição : 20/06/2013
Idade : 22

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Sex 28 Jun 2013, 15:31






Treinando...

Lança.

14:30 - 16:00

Depois de ter conseguido vencer os cães infernais na arena, no dia anterior fiquei muito mais confiante com minhas habilidades de combate e comprei uma lança, agora estava ansioso para começar a treinar com ela. No meu pescoço uma corrente negra descansava, e em meus dedos estava o meu anel, no meu bolso o alfinete. Meus presentes de reclamação. Fui à arena, que parecia vazia, mas um movimento no canto da arena, que percebi pelo canto do olho, me fez perceber que eu não estava sozinho.
           Havia um garoto, alto, cabelo loiro liso, e mesmo a distância consegui perceber seus olhos azuis. Mas nada disso foi o que me chamou a atenção: Ele se movia como o melhor lutador que eu já havia visto. Ele se movia de forma calculada e segura, cada golpe seu era perfeitamente calculado e se ele estivesse lutando contra alguém, pela minha percepção, ele teria rapidamente vencido, e agora eu conseguira arranjar um bom treinador, possivelmente.
Entro na arena e ando em direção a ele, tomando o cuidado de enquanto não entrava em seu campo de visão permanecer longe da ponta da lança com qual treinava.
-Oi - falo assim que entro em seu campo de visão, mas ainda sim permaneço longe de sua lança, me dando conta de que por minha empolgação esqueci a lança no chalé. Ele me olha meio desconfiado e meio me avaliando, provavelmente pensando se eu seria um bom adversário, mas levanto as mãos acima da cabeça, como se me rendendo.
-Olá - responde-me - o que você quer?
                 -Aaron Zhang, filho de Hécate, novo campista e - dou uma ênfase especial ao "e" - Gostaria de saber se poderia ser meu treinador com lanças.
-Desculpe, mas não tenho tempo para treinar outros - Diz ele se virando.
-Mas não vai ter que começar do começo comigo, posso dizer que não sou ruim com lanças.
               Digo fazendo o parar e voltar o rosto para mim.
                -Hum... Quero ver o quanto você não é bom... - Ele diz olhando para minhas mãos vazias
               -Ah! Sim... Eu me empolguei, esqueci a lança - digo comum sorriso constrangido.
                -Primeira lição. Nunca esqueça suas armas em lugar algum, anão ser que seja estritamente necessário. Os monstros não têm pena por você estar desarmado. Vá buscar sua lança!

                "OK, talvez não tivesse sido boa ideia arrumar um treinador." Virei-me e corri para o chalé pegar minha lança, ouvindo os zunidos da lança dele cortando o ar. Entro no chalé ofegante pela corrida, vou até minha cama levemente bagunçada por cima, o restante do chalé estava quase completamente arrumado, só alguns meios irmãos deitados haviam deixado os tênis perto da cama caídos. Pego a lança em baixo da cama e volto correndo para a arena, alguns campistas que passavam reclamaram quando quase os atropelei ou furei "Tenho que tomar mais cuidado" pensei comigo, enquanto entrava novamente na arena.
                 Agora ele estava parado encostado na parede, com a lança também encostada na parede.
                -Finalmente - diz ele me lançando um olhar de desaprovação, eu já não o estava achando tão bom assim - Pode começar...
               Diz agora com um sorriso desdenhoso.
               Com raiva eu não penso na hora em que ataco, simplesmente ataco com toda minha força em um golpe horizontal do lado direito, perto de sua cabeça, mas ele abaixa e usa sua lança para dar mais impulso a minha, me fazendo girar a lança em vão.
               - Desviar-se de golpes, ou desviar os golpes pode ser mais fácil e menos cansativo. Minha vez.
               Ele se posiciona, seu rosto se volta em uma mascara de emoções. Sua lança estava em riste, pronta para atacar-me, mas de algum modo pressinto seu movimento. Ele gira o corpo, e tenta acertar minha cabeça com a lança, mas quando me abaixo ele faz um meia-volta e tenta acertar meu tornozelo. Giro minha lança nas mãos, e quando a sua se aproxima a minha lança girando bate na dele, e a repele. Em um segundo, seu rosto passa de surpresa, para raiva, para um falso controle e finalmente fica neutro e volta a mascara. Sem avisar pego minha lança e finjo atacar sua cabeça novamente, mas quando a lança chega perto o suficiente, faço-a subir e gira por cima da minha cabeça e a lança dele faz um movimento em vão para o lado, enquanto a minha vai numa curva em direção ao seu tornozelo, mas ele consegue bloqueá-la, fincando a própria lança no chão com muita força. Quando as lanças se tocam elas zunem com a força do impacto. Seu rosto novamente se transforma em quanto ele ofega.
               -Deixa ver se adivinho... Sempre adivinhe os movimentos do seu adversário... Mas... Você não previu direito o que eu ia fazer... Certo?
Contra sua própria vontade ele afirma balançando a cabeça positivamente.
                -Muito bom - aprovo batendo palmas silenciosas, pelo que eu percebi, ele tinha um sério problema de orgulho - Vamos voltar ao treino. Duelo agora.
                 Ele novamente confirma com a cabeça.
                -Prepare-se - Digo eu me posicionando com uma perna para trás a lança em riste e os joelhos levemente flexionados. Ele ataca agora deixando transparecer toda sua raiva. Desvio de seu ataque, e giro o corpo para poder lhe dar um golpe com mais força, mas quando estou prestes a lhe dar o golpe, ele levanta a lança, de modo que bloqueia a minha arma e a faz sair voando. Ele investe uma estocada contra mim, mas desvio. Talvez fosse desnecessário, mas faço uma prece silenciosa a Hécate, pedindo que me auxilie e me mostre minha força, no mesmo instante, a corrente negra em meu pescoço esquentou, e me lembrei de sua existência, ativando-a, ele virou uma corda, que prendia uma grande capa negra nas minhas costas, mas o estranho foi que ela não pesava, e nem parecia estar ali. Jogo as mãos ao bolso e dentro encontro o alfinete. Ele ainda tentava investir estocadas contra mim, mas eu estava desviando rapidamente, e quando a ponta da lança batia na capa fazia-se um barulho de metal retinindo. Tirei o alfinete do bolso, mas antes de conseguir ativá-lo ele cai ao chão. Isso me deixa irritado e desejo que tudo venha voando para minha mão. A lança balança no chão, e um movimento muito leve perto de mim revelam o alfinete. O meu treinador não mais prestava atenção em mim, mas sim na lança que tremia e girava no chão. Aproveitei a deixa, para dar lhe uma rasteira, e novamente ele foi rápido em me impedir, segurando minha perna. Agora eu tinha que pensar, bolar alguma estratégia, e infelizmente eu não era muito bom nisso. Começo a pensar... Lança? Longe demais. Cajado? Acho que não. Ele vai continuar me segurando por quanto tempo? Uma ideia me passa pela cabeça, era tola e muito simples, mas talvez funcionasse, embora eu duvidasse, tentaria.
                -Lanceae! - Grito, mas percebo que falei em outra língua, que reconheço vagamente, era para ter saído à palavra lança. No mesmo instante em que gritei, ela parou de se retorcer no chão e voou para minha mão. O garoto assustado larga minha perna apontando sua lança para mim. Com calma, me arrasto um pouco para trás me apoiando nos cotovelos, e levanto calmamente, limpando a poeira da roupa com uma mão, a outra segurava a lança apoiada no chão.
               -Por hoje já chega – digo olhando-o nos olhos, esperando ele me desafiar para mais uma, mas ele simplesmente vira-se e vai embora, e eu logo o sigo.



tagged: SUAS TAGS ✖ listening: MUSICA by ARTISTA ✖ tks, clumsy!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thanatos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 403
Data de inscrição : 03/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Sex 28 Jun 2013, 19:11

undefined escreveu:
N Avaliação N  




Diego Stark


Ortografia - 7/10 - Alguns erros básicos, mas preste atenção as virgulas e aos artigos.

Coerência , coesão e organização e conteúdo e idéias - 20/30 - Peguei a flecha- armei o arco- puxei a flecha- soltei. Um treino de arco e flecha não se resume a isso, há muitas ações que podem ser descritas entre as etapas citadas acima. Como filho de Hades, você não possui pericia com arco e flecha, então fico feliz em saber que você narrou os erros, até mesmo os filhos de Apolo erram. Um treino básico.

Organização do post - 8/10- Apenas um detalhe: coloque em spoiler ou code as armas e poderes utilizados.

Uso adequado de linguagem - 14/15 - Nada de mais, apenas um ou duas palavras que poderiam ser substituídas por sinônimos.

Estratégia e Uso de Armas, Habilidades e Poderes - 8/10 - Você pode melhorar sua técnica no arco e flecha. Bom, você não utilizou nenhum poder ou habilidade especial, mas ao ver deveria. Lembre-se que a arena é ao ar livre, mesmo com a sua fogueira iluminando o local, ainda é escuro. A visão noturna dos filhos de Hades é automática, mas não significa que não deva ser coloca em spoiler. Dessa vez, vou fingir que a habilidade foi citada.

Capacidade descritiva 17/25 - Como falei anteriormente, há muito mais em um treino de arco e flecha, procure narrar mais as emoções do personagem, seus pensamentos. Descrever o local e as armas.





TOTAL=54 xp - Continue evoluindo O/



 Derek C. Snow

Ortografia- 9/10 - Nada de mais, apenas algumas virgulas e palavras que poderiam ser substituídas por sinônimos.

Coerência , coesão e organização e conteúdo e idéias- 25/30 - Uma ideia original, um treino bem desenvolvido e envolvente. Você, obviamente possui experiencia em rpg, mas lembre-se que esse é o primeiro treino de arquearia do seu personagem. Não seja 'ninja' demais.

Organização do post - 8/10- Apenas um detalhe: coloque em spoiler ou code as armas e poderes utilizados.

Uso adequado de linguagem - 14/15 - Nada de mais, apenas uma ou duas palavras que poderiam ser substituídas por sinônimos.

Estratégia e Uso de Armas, Habilidades e Poderes - 9/10 - Devo admitir, me surpreendi. 30 minutos apenas observando, para então agir, ganhou meu respeito. sqn  Nenhuma habilidade ou poder foi citado, mas os filhos de Quione possuem perícia com o arco, então vou fingir que você colocou a perícia. 

Capacidade descritiva 23/25 - Lembre-se que as emoções existem.

Total= 88 xp

Aaron Zhang

Ortografia - 9/ 10 - Você escreve bem, mas existem os errinhos básicos, nada que um corretor não resolva.  

Coerência , coesão e organização e conteúdo e idéias - 22/30- Gostei do seu treino, mas na hora do pvp, algumas partes ficaram confusas. Você mesmo disse que o seu adversário era experiente, você ainda é um novato, cuidado com isso.

Organização do post - 8/10- Poderes, habilidades e armas. Sempre os cite em spoiler ou code no final do treino. Sou um deus, não um ninja para adivinhar seus poderes e armas. e.e 

Uso adequado de linguagem - 15/15

Estratégia e Uso de Armas, Habilidades e Poderes -8 /10 - Francamente, eu não sei o que o tal alfinete faz.

Capacidade descritiva 24/30- Apenas pela 'confusão' na parte da luta.


Total= 86 xp



ATUALIZADO.


Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aaron Zhang
Filhos de Hécate
Filhos de Hécate
avatar

Mensagens : 31
Data de inscrição : 20/06/2013
Idade : 22

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Seg 05 Ago 2013, 13:51



 
Treino de Arquearia
  Aaron ф Domingo - 07:30 ф Arena de Treino de arquearia e armas a distância


 
Every time we lie awake after every hit we take. Every feeling that I get but I haven't missed you yet. Every roommate kept awake by every sigh and scream we make. All the feelings that I get, but I still don't miss you yet. Only when I stop to think about it. I hate everything about you, Why do I love you?


 
A Manhã de domingo estava morna e tranquila Quando Aaron Zhang saiu de seu chalé, para treinar. Não se viam muitos campistas pelo acampamento, de longe, se ouviam poucas risadas, o garoto foi ao arsenla do acampamento, para emprestar um arco longo, e uma aljava cheia de setas. Saindo do arsenal, foi para a Arena de arquearia, e arrumou alguns alvos. Pondo se a uma distânia de mais ou menos quatro metros dos alvos, tirou uma seta da aljava e acoplou-a ao arco, fechando o olho esquerdo, e tentando manter o braço firme, solto a primeira flecha, meu braço treme e a flecha voa para longe do alvo. Novamente, pego outra flecha, e junto-a à corda do arco, puxado ambas, com força, e tentando manter meu braço estável. Desa vez, quando solto a flecha, ela acerta a bera do arco, arrancando-lhe um pequeno pedaço. "Mais um, e invoco magia" Pensou o garoto, ja começando a se frustrar. Tirou outra flecha da aljava e prendeu-a a corde, Mirando o centro do arco, com um olho fechado, a mão quase completamente estável, soltou, e miraculosamente, a flecha acertou o segundo circulo de dentro para fora. Ee deu um salto de alegria, e ouviu uma risadinha atrás de si, virando-se viu uma garoto rindo, ao deparar-se com seu olhar, ela ficou subitamente quieta, mas ainda tinha um sorriso irônico no rosto.
-Porque está rindo?
Perguntou-lhe Aaron sério, mas isso só serviu para provocar-lhe mais gargalhadas. o garoto resolveu deixar quieto, pegou mais uma flecha e juntou-a a corda do arco e atirou novamente, a flecha acertou um dos últimos círculos, a está altura, o garoto estava completamente frustrado, e a garota ainda ria lá, agora caída no chão, com mais uma onda de gargalhada. AAron correu pela arena, pegar as flechas que haviam errado o alvo, e depois as que estavam presas ao alvo, vendo se não estavam quebradas e guardando as novamente na aljava, voltou para o portão, e passou sem olhar para a garota caída no chão rindo, e foi ao Arsenal guardar as armas, depois voltou ao seu chalé, para descansar.

 





Armas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hipnos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 18
Data de inscrição : 05/01/2013

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Sab 10 Ago 2013, 11:04

♦Avaliação♦



Aaron Zhang





♦ Ortografia
- 9/10 pontos

♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 22/30 pontos

♦ Organização da Postagem - 10/10 pontos


♦ Uso Adequado de Linguagem - 12/15 pontos

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 10/10 pontos  

♦ Capacidade Descritiva - 18/25 pontos


Total = 81 xp


Atualizado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Violet A. Rumancek
Filhos de Éolo
Filhos de Éolo
avatar

Mensagens : 17
Data de inscrição : 28/07/2013
Idade : 20
Localização : Desconhecida.

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Sab 10 Ago 2013, 17:11


Manhã
de
Domingo
Violet S.
Arena

Havia pouco tempo que eu estava no acampamento, alguns dias atrás tudo era tão confuso, eu sentia tanta raiva que parecia arder em meu peito, por meus pais terem escondido a verdade de mim, por eu ter que lidar com aquilo sozinha, por ter que deixar tudo àquilo que eu havia conseguido, minha família, meus amigos, minha casa, a partir daquele momento eu estaria por conta própria. Com poucos dias no acampamento percebi que as coisas eram um pouco diferentes do que eu esperava, conheci meus irmãos, me acomodei no chalé de meu pai, eu havia acabado de descobrir ser filha de Éolo o senhor dos ventos, eu já estava me adaptando a essa nova realidade, as coisas pareciam menos estressantes, a raiva, a dúvida e o sentimento de traição já havia passado, me senti um pouco infantil por um momento, eu já havia percebido que os segredos de meus pais eram apenas uma forma de proteção, embora fosse algo com que eu podia lidar.
 
Acordei em uma manhã de domingo, encarando a parte de baixo da cama acima de mim no beliche, era cedo por volta das 7 horas, meu rosto estava aquecido pela luz do sol que entrava por uma janela na lateral do quarto. Eu me arrumei de forma usual, fui ao banheiro escovar meus dentes e vestir minhas roupas, escovei meu cabelo e fiz uma trança de raiz em meu cabelo escuro, calcei meus tênis e peguei meu Arco de Ouro branco, ele era um pouco chamativo e a última coisa que eu gostaria era chamar a atenção, mas precisava admitir eu estava ansiosa para usa-lo. Coloquei minha aljava nas costas e sai com cuidado do chalé para não acordar meus irmãos, passei direto pelo refeitório já que não estava com fome, havia alguns campistas passando por lá com suas camisetas laranja e sorrindo enquanto conversavam com um Sátiro de cabelos enrolados e castanhos.
 
Eu havia finalmente chegado à arena que por sorte estava vazia e fiquei grata por não passar vergonha já que eu era extremamente desastrada e não tinha muito ideia de como me sairia com o arco mágico, meu irmão Sam havia me explicado como usar, mas ainda me sentia insegura para tentar. Posicionei o alvo com um desenho circular no canto da arena e me afastei uns 10 metros, corrigi minha postura, ficando de lado para o alvo estiquei meu braço esquerdo segurando meu arco com firmeza, toquei a corda com meus dedos da mão direita e uma flecha prateada se materializou entre meus dedos, seu toque era frio como o metal, era leve e se mantinha de forma agradável em meus dedos, ela surgiu de uma forma bizarra, mas me senti um pouco mais confiante para tentar o tiro, respirei fundo o ar fresco daquela manhã, estiquei a corda até ficar próxima a minha boca, com os olhos semicerrados, mirando no centro do alvo, soltei a corda. Quase imediatamente senti uma dor rápida e agonizante, minha pele ardia, meus dedos ficaram rígidos por um breve momento, ao olhar para meu braço esquerdo, ele estava vermelho e latejava, eu havia me esquecido de colocar o protetor de braço, me senti estúpida.
 
Passado alguns minutos minha pele ardia levemente, coloquei o protetor dessa vez, estava disposta a não sair de lá ate acertar o centro do alvo, repeti meus movimentos, dessa vez respirei com calma, semicerrei os olhos e soltei a corda, eu havia acertado o terceiro circulo de dentro para fora, bufei de decepção, preparei outra flecha, repeti meus movimentos, respirei calmamente, quando tive certeza da mira soltei meus dedos da corda, eu havia acertado dois centímetros mais perto do centro dessa vez.
 
Isso é Ridículo! Filhos de Éolo tem Pericia natural com armas a distância, eu pensei.
 
Então algo me chama a atenção pelo canto do olho, há um garoto no canto da arena, em uma parte escura, ele é tão alto quanto Violet, seu cabelo é castanho, liso e bagunçado, ela não podia ver a cor de seus olhos, mas pareciam ser escuros, ele possui uma pele clara, usando um peitoral de couro e segurando uma lança negra ele está sorrindo, um sorriso tão sarcástico quanto o que ela costuma ter.
 
Você está pensando demais, só acerte o alvo, ele disse.
 
Fiquei parada por um momento, há quanto tempo ele estava lá? E o que dava direito de se intrometer em seu treino? Eu lhe daria uma resposta grossa normalmente, mas apenas o ignorei e voltei a me concentrar em meu treino.
 
Você é filha de Éolo? Ele perguntou.
 
O que disse?
 
Seu arco, você é filha de Éolo?
 
Sim.
 
Nossa você é ruim, para uma filha de Éolo.
 
Agora ele conseguiu me irritar, eu resisti ao impulso de acerta-lo com a flecha, eu o encarei com uma expressão séria como quem não esta de brincadeira e então ele sorriu como se estivesse satisfeito com sua provocação.
 
Você não deveria provocar uma garota armada. O alertei.
 
Tenho tendências suicidas. Ele sorriu mais uma vez.
 
Violet precisava admitir que ele era mais parecido com ela do que qualquer um de seus irmãos, o que era perturbador.
 
O que sabe sobre Arcos? Eu perguntei.
 
Não muito, mais sei sobre instinto, não pense muito, só atire e não tenha pressa você tem todo o tempo do mundo.
 
Aquilo fazia sentido, por mais que eu estivesse irritada com aquele garoto, eu ficaria ainda mais irritada comigo mesma se não tentasse.
Repeti meus movimentos, respirando calmamente, relaxei e olhei para o alvo, o mundo pareceu vazio, era como se nada mais existisse, somente eu e o alvo, soltei a corda de forma natural, tão quanto piscar os olhos, ao olhar o alvo percebi que acertei exatamente no centro do alvo e segurei um sorriso como se tentasse dizer que não era grande coisa, o fato do garoto irritante ter razão me deixava ainda mais irritada. Olhei para o garoto, ele estava com seu sorriso lateral habitual. 
 
 
 De nada. Ele disse e se virou para um alvo para treinar com sua lança negra. Alguns campistas começaram a chegar à arena com suas espadas, arcos e escudos.
 
Eu não pude evitar um sorriso tímido, após um breve momento em silêncio, caminhei até a saída.
 
Violet o olhou novamente e saiu sem perguntar seu nome, com a certeza que ela o encontraria novamente. Agora com sua barriga roncando ela se dirigiu para o refeitório para devorar algumas panquecas e ouvir sobre a manhã de seu irmão Adam.
 
 
 
Notas:
 
 
Armas Usadas: “Arco de Ouro Branco [Se transforma num cordão de prata. Lança flechas infinitas com a ponta de Ouro Branco. A flecha se materializa na corda, quando esta é puxada (O dano é o mesmo de uma flecha normal). Inteiramente feito de Ouro Branco com desenhos de nuvens que se mexem pela arma.] {Presente de Reclamação - Éolo}”
Poderes: “Perícia com Armas à distância: A maioria das armas utilizadas pelo espírito dos ventos é o Ouro Branco, portanto os filhos de Éolo manejarão tais armas com maestria. Além disso, possuem uma perícia básica em arcos, já que pode o ganhar como presentes de reclamação.”
 
 
Legenda: Negrito e Itálico: Ponto de vista, Narração.
 
 
Azul: Violet
 
 
Vermelho: “Garoto Irritante”
 
High ▲

CREDITS @
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Guilherme Antonius
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/08/2013
Idade : 19
Localização : Chalé XIX, Quione, Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Dom 11 Ago 2013, 12:09

Treino de Arquearia♦

 
Diário de Guilherme, 11 de Agosto, 12:10 hs,

 
Ok, diário. Hoje, realizei o meu primeiro treino de arquearia.
Levantei cedo, apesar de uma noite mal dormida pesar sobre meus olhos. Eu ainda conseguia recordar do símbolo, brilhante e anil, brilhando sobre a minha cabeça. Era o sinal de Quione, a deusa da neve, me reclamando. Depois disso, minhas roupas se transformaram: No lugar de minha jaqueta jeans, um manto de seda branco surgiu com sua glória, no lugar do meu IPod  que tocava "Hey Judy" dos Beatles, um arco cristalino materializou-se, justo na mão em que eu segurava o aparelho eletrônico, e presa à uma bainha, uma espada ameaçadora. Mais tarde, descobri que o arco se transforma em um colar, que o manto muda para um moletom branco e que a espada, fora de uso, adquire a forma de uma caneta. E, falando em tarde, por volta das 2 horas da madrugada, eu ainda estava acordado, pois descobrir uma origem divina, alcançar o acampamento e ser instalado em um chalé com muitas pessoas desconhecidas até então, eram muitas informações para processar. 
Decidir acalmar os ânimos indo praticar a pontaria. Fiquei curioso com o uso do arco, afinal, não havia recebido uma aljava com flechas.
Com o capuz do manto sobre a cabeça, entrei silenciosamente na arena. 
Vazia. Os campistas deviam estar preparando o almoço naquele momento. Perfeito.
Procurei, primeiramente, por flechas. Não encontrei nada. Nem aljava, nem flecha, nada.
Olhei frustado, ao arco. Uma leve névoa fria cercava sua estrutura. Uma idéia me ocorreu: E se o arco produzisse os seus próprios armamentos? Não custava tentar.
Puxei a corda fina, e, instantaneamente, uma massa de gelo começou a se agrupar, formando uma flecha. 
-Incrível- Consegui dizer, com um leve sorriso entre os lábios.
Mirei no primeiro alvo. Senti uma sensação revigorante. A flecha se alojou no ponto central, rápida e certeira. Ouvira falar que os filhos de Quione tinham uma perícia especial com arquearia, mas ter a chance de comprovar isso... Era gratificante.
Repeti o mesmo processo umas cinquenta vezes: Puxar a corda, esperar a flecha se materializar, e atirar. Novamente, os resultados foram animadores. Tive um acerto de 80% em questão de mira. 
Dei meu último tiro, até retirar o meu IPod do bolso e consultar a hora em sua tela: 13:00 am.
A mim, o treino havia oficialmente acabado.
Levei a arma ao pescoço. Assim que aproximei minha pele do arco cristalino, este voltou a se transformar em um color com o símbolo de Quione. 
Escolhi uma música em minha Playlist: Hey Judy, afinal, eu nem terminara de escutar a canção. Da mesma maneira em que entrei, saí: Silencioso. 
Concluindo: Foi um bom treino.
Bem, isso é tudo. 
Até a próxima.

LEGENDA:
 
Poderes e Armamentos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thanatos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 403
Data de inscrição : 03/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Seg 19 Ago 2013, 10:19

Avaliação



Violet


♦ Ortografia - 9/10 pontos- Erros básicos, nada que um corretor ortográfico não resolva.


♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 20/30 pontos- Os filhos de Éolo  possuem sim perícia com arco, isso significa que você consegue usa-lo, não vai espetar o olho com uma flecha. Sua personagem é novata, não iria conseguir acertar o centro do alvo no primeiro treino.

♦ Organização da Postagem - 10/10 pontos

♦ Uso Adequado de Linguagem - 14/15 pontos

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 9/10 pontos  

♦ Capacidade Descritiva - 20/25 pontos- Violet, você narra muito bem, porém mesclar 1º  e 3º pessoa na narrativa acaba por confundir e prejudicar o entendimento do texto, por serem poucas as vezes que isso ocorre não irei descontar mais. Esse é o primeiro post seu que leio, devo admitir que espero muito de você, vire ceifadora cof cof  u-u


Total = 82 xp






Guilherme 


♦ Ortografia - 9/10 pontos- Erros básicos, nada que um corretor ortográfico não resolva.

♦ Coerência , Coesão,Organização, Conteúdo e Ideias - 13/30 pontos- Guilherme, você é um campista novato, nem os filhos de Apolo acertam o centro do alvo de primeira. Segundo, você narrou apenas um tiro, e os 51? Alias, em 30 minutos o máximo de flechas 

que você irá conseguir atirar varia de 10 a 20. Seu treino foi fraco, se resume em  um paragrafo, descreva mais o lugar onde está, suas emoções, o ato de armar o arco e atirar.  Por ser seu primeiro treino, não posso lhe exigir muito, mas sugiro que leia alguns treino de outros campistas para ter uma base. 


♦ Uso Adequado de Linguagem - 12/15 pontos

♦ Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 7/10 pontos  - Os filhos de Quione  possuem sim perícia com arco, isso significa que você consegue usa-lo, não vai espetar o olho com uma flecha, mas você não é um ninja. Todos erram, inclusive o seu personagem, pense nisso ^^


♦ Capacidade Descritiva - 13/25 pontos-  Observações feitas acima. Esse mês será realizado o treino dos filhos de Quione, sugiro que participe, se precisar de ajuda ou algo do gênero, a conselheira ou qualquer ADM ou MOD poderá ajuda-lo.  Duvidas MP para mim ou Kira M. Winstead



Total =  54 xp

ATUALIZADO






Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lou Léon Leblanc
Filhos de Afrodite
Filhos de Afrodite
avatar

Mensagens : 12
Data de inscrição : 19/03/2013
Idade : 20
Localização : Paris || Camp Half Blood

Ficha do personagem
Vida:
110/110  (110/110)
Energia:
110/110  (110/110)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Seg 14 Out 2013, 22:28







starships...


Local: Arena de arquearia e armas à distância
Poderes usados: -x-
Armas usadas:Cupido



Beautiful, dirty, dirty rich, rich, dirty, dirty
Beautiful, dirty rich
Dirty, dirty rich, dirty, dirty rich, beautiful
Beautiful and dirty, dirty rich, rich dirty

We got a redlight pornographic, dance fight
Systematic, honey, but we go no money
Our hair is perfect while we're all getting shit-wrecked
It's automatic, honey, but we got no money...


Foram as primeiras palavras que eu ouvi naquele dia. Era como um hino, uma espécie de tributo a mim mesmo. Com um fresta de luz que passou por uma pequena fenda nas cortinas dos quartos do chalé, fui obrigado a levantar.
Olhei ao redor, vários de meus irmãos ainda dormiam, perfeitos sobre as camas brancas, imóveis, como estátuas sem defeito. Mas também haviam camas vazias, arrumadas com delicadeza e perfeição, que significa que outros filhos de Afrodite já haviam levantados também.
Me espreguicei e retirei os fones. O murmúrio baixo das conversas pelo camp e o som da floresta chegavam baixo através das paredes, o que concebia uma aura com certo toque misterioso para o quarto.
Saltando da cama, levantei e fui direto me banhar e me arrumar. Como sempre, havíamos ganhado a inspeção de chalés, o que deixara nosso dia bem livre para fazermos atividades diversas pelo camp, ou simplesmente fazer nada o dia todo.
Após um banho rápido, fui até o enorme closet que havia ao fundo, onde escolhi uma calça jeans justa, e uma camisa verde musgo, em decote V, e como sempre uma boina para me lembrar de minha vida em Marseille, e também para me proteger do infernal sol Americano. Como de costume, coloquei os dois acessórios indispensáveis para a sobrevivência de um semideus: meu bracelete vermelho chamado "Heartbreaker", um relógio prata o qual carinhosamente o chamava de "Enchanted" e o broche dourado em forma de um bebe com arco e flecha, o "Cupido".
— Bonjuor, bonjuor...
Falei enquanto sai do chalé, para meus irmãos que haviam acabado de acordar.
Ao abrir uma das portas do chalé, fui recebido por um baforada de ar abafado e quente de Long Island. Como as paredes de mármore do chalé criavam um clima gelado e sedutor na parte de dentro do chalé, lá fora o mar próximo junto ao vento litorânea espalhavam o calor por todo o camp.
Resmunguei irritado, droga de América quente... E droga de Apol...
Chacoalhei minha mão a frente da cabeça para afastar certos pensamentos que poderiam me matar.
Ainda resmungando, caminhei tranquilamente até a arena, onde vários campistas praticavam combate a espadas, e suponho que os rugidos que eu ouvia ao fundo, misturados a gritos, não era um bom sinal.
Ajustei a boina para mais perto de meus olhos, para bloquear o sol, e caminhei discretamente até a área de armas a distância.
Por sorte, essa a área com menos campistas. Haviam alguns filhos de Apolo atirando repetidas flechas contra um único arco, e filhos de outros deuses, que não tinha uma mira tão aprimorada quantos os filhos de Apolo.
Admito que nunca fui muito chegado à arco e flecha, mas entre aprender isso e aprender a lutar com espadas... Desfilei até um dos estandes livres, com um soldado ridículo de pano ajustado sobre um suporte de madeira. Já havia dito algumas aulas de arco em flecha na França e, que ironia, em um acampamento de verão, por isso já tinha certa ideia da coisa.
Olhei para o céu límpido que estava acima do Camp, e como as paredes altas e circulares da arena impediam qu eo vento chegasse realmente forte, então não precisava me preocupar com as condições atmosféricas.
Tirei de minha camisa o broche dourado. A forma de anjo sorria de uma maneira melosa para mim. Respirei fundo e apertei o mesmo.
Com um flash de luz, em apenas um segundo, um arco dourado fino e delicado estava em minha mão. O cheiro de rosas tomou conta do estande, seguindo para as áreas mais distantes da arena, atraindo telespectadores indesejáveis.
O arco era leve, sem corda, o que me deixou certamente confuso e desconfortável. Havia tido aulas para saber se o arco tinha a envergadura certa, o tamanho e o peso correto, mas esse arco era simplesmente estranho.
Tomei postura e com o pé mesmo estabeleci uma linha de tiro. Uma linha simples, vertical, feita na própria terra. E... se não em engano pé esquerdo atrás do direito, pé esquerdo em paralelo... E agora vinha a parte mais difícil, o posicionamento das mão. Eu não tinha uma base de onde colocar as mãos, não havia corda...
— Quando não temos corda as coisas complicam um pouco não é?
Falou uma voz feminina atrás de mim.
Olhei para trás rapidamente, onde se encontrava uma garota loira de olhos azuis intensos e pele de cor clara, mas bronzeada pelo sol.
— Pardon? Oui oui, esse arc meio que alterrrou o que mua sabia de arrtilharria com arcs e flèches.
Comentei para a garota de olhar animado e bochechas rosadas.
— Cabelos loiros, olhos azuis, corpo sarado, bumbum perfeito — disse ela, dando um tapa em minhas nádegas — Você deve ser filho de Afrodite. Anny, filha de Apolo.
Assustado com o gesto olhei um pouco confuso para ela.
— Plaisir, Lou, Lou Leblanc Filho d'Aphrrodite.
Sorri a ela, um pouco incomodado com tanta animação para uma garota só.
— Eu também demorei para me acostumar, mas sabe como é, dom natural.
Dizendo isso, ela soltou seu pingente e o jogou alguns centímetros para cima. Ao cair, não era mais um pingente e forma de sol e sim um grande arco de carvalho, sem corda como o meu.
Sem dizer nada, ela foi até a linha de tiro e se posicionou. Três alvos, três movimentos, três flechas. As flechas feitas de energia atravessavam como um raio a distância entre nós e o alvo, e se chocavam contra os alvos, explodindo em milhares de fagulhas, chamuscando os alvos que eram atingidos.
Assim que ela terminou se virou para mim e piscou.
— Só precisa de pratica, Croassaint. Venha, vou lhe mostrar.
Aquela garota realmente me intrigava, mas eu não podia negar: ela era um bailarina com o arco.
— Vamos, postura de arqueiro, arrume seus pés, os dois dedos que puxa a corda. Tem uma corda aí, só que você não vê, mentalize a corda, vamos...
Aquilo era mais fácil falar do que fazer. levei meus dedos até onde deveria estar a corda, a carruagem de Apolo já havia avançado mais desde que comecei a treinar... E lentamente fui puxando o espaço vazio entre o arco e meu corpo, e uma sensação estranha tomou conta da minha mão. Era como se eu puxasse algo mole, mais firme que agua, mas não sólido, nem liquido. A flecha já se materializava no meu arco, podia ouvir um leve zumbido que vinha da flecha.
— Isso, agora é só mirar...
A voz rápida dela ficava para trás, enquanto eu me concentrava em um dos alvos intactos, naquele pequeno circulo vermelho.
"Zuuum", e logo em seguida uma mini explosão elétrica... A flecha havia a parte superior do alvo, não muito bom, mas também nem tão mal.
— Isso Croassaint! Foi bom, bom, nota 7!
Disse Anny, pulando e aplaudindo. Ri junto com ela e começando a gostar da companhia daquela garota disse.
— Mass, 300 tírros e consigó acertár o allvo.
E o treino seguiu até 10:30, quando a arena começou a encher.
No total foram 5 tiros no alvo, 15 muitos próximos e 24 nas bordas dos alvos, além de 6 flechas que foram disparadas sabe Zeus onde.
— Basta prática Cro, você tem futuro o rosinha.
Brincou Anny.
Havia sido uma manhã proveitosa, me despedi de Anny na saída da arena, cansado, mas sempre impecavelmente bonito, e segui para a margens do rio, afim de relaxar um pouco.


Esse post tem 1241 palavras, com Anny, filha de Apolo [NPC]. Ouvindo Beautiful, dirty, rich
NOTES: As falas do personagens estão com o sotaque francês do mesmo, peço que relevem os erros de grafia, já que o mesmo é francês.

By: @Mr. Wonka!


____

Lou { Léon } Leblanc

Aphodite son ♥️|| Solteiro por enquanto || Francês

Nath McCain Thanks TPO!.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos
avatar

Mensagens : 81
Data de inscrição : 27/04/2012
Localização : No seu quarto.

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Ter 15 Out 2013, 14:34

Ortografia - 8/10 pontos
Coerência, Coesão, Organização, Conteúdo e Ideias - 20/30 pontos
Organização da Postagem - 8/10 pontos
Uso Adequado de Linguagem - 12/15 pontos
Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 9/10 pontos
Capacidade Descritiva - 18/25 pontos

TOTAL= 75 XP

Atualização Realizada
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lyra Daiamonts
Filhos de Quione
Filhos de Quione
avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 25/06/2014
Idade : 19
Localização : Chegando em Vancouver

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Qui 26 Jun 2014, 10:55

Esses dias estão sendo os mais confusos da minha vida (que já é bem confusa).Tudo começou assim:
  Eu esta em um trabalho de campo com a escola em um museu de mitologia grega,eu não estava prestando muita atenção, a professora  me fez uma pergunta mas eu não ouvi :
-Senhorita Daiamonts!
-An? A senhora me perguntou algo?
-Sim, eu lhe pergunte qual foi o presente que Hermes deu a Apolo após ter roubado algumas de suas vacas ainda pequeno. Vocês tem algo em comum.
-O que eu teria em comum com um objeto?
-Pense.
- Ahhhhh... A lira?
-Sim, mas mais atenção a partir de agora.
-Vou tentar...
  Eu sai andando para fora e fui atacada por um leão (que depois descobri que era um Leão de Nemeia),eu roubei um arco e flecha da exposição, havia apenas 3 flechas e eu estava apavorada, e eu nunca tinha usado um arco. Eu atirei a primeira flecha, bateu na cabeça mas nem fez diferença isso só o deixou mais furioso e saiu correndo atrás de mim, ele conseguiu me arranhar no ombro, não foi nada legal sabe...Então eu resolvi pegar o cheeseburguer de um carinha que estava correndo de um lado pro outro, e eu joguei a coisa gordurosa no leão(acho que ele gostou de cheeseburguer),mas voltou a corre atrás de mim, eu deixei uma flecha cair e não dava tempo de pegar, então eu preparei o arco, eu me virei pro leão ele rugiu e isso me assustou, então eu disparei a flecha sem querer, por sorte eu acabei acertando o céu de sua boca e a fera se dissolveu em pó dourado.
  Depois acho que desmaiei  pois acordei em um lugar diferente com varias pessoas me olhando, dentre ela estava me amigo Charlie mas agora ele tinha pernas de bode.
-Charlie suas pernas...
-Fique tranquila Lyra depois você vai entender!
-Como posso ficar tranquila se meu amigo tem pernas de bode e tem um homem cavalo me olhando?
-Prazer-disse o homem cavalo- eu me chamo Quiron sou  um centauro, e diretor das atividades no acampamento.
-Acampamento? Tipo acampamento de verão?
-Rss, não criança, acampamento do tipo acampamento meio sangue. Bem vinda ao acampamento meio sangue!


Depois eles me explicaram tudo acho que eu comecei a entender, mas ainda estava chocada pelo fato de deuses existirem.
A recepção foi bem legal, lá pelas quatro horas eu fui treinar, Quiron disse que eu poderia pegar uma arma da arena, eu escolhi um arco e flecha, quando me virei me deparei com um campista do chalé de Apolo, ele me ajudou a treinar, disse que eu levava jeito pra coisa, acho que corei quando ele disse isso, foi bem legal, eu fiquei sozinha na arena quando percebi já era noite e eu havia treinado a tarde inteira, decidi não ir para o chalé fiquei andando por ai enganando as harpias, no final adormeci encostada em um pinheiro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thanatos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 403
Data de inscrição : 03/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   Qui 26 Jun 2014, 12:14

Ortografia - 4/10 pontos
Coerência, Coesão, Organização, Conteúdo e Ideias - 8/30 pontos
Organização da Postagem - 3/10 pontos
Uso Adequado de Linguagem - 4/15 pontos
Estratégia e Uso de Armas/Habilidades e Poderes - 3/10 pontos
Capacidade Descritiva - 5/25 pontos

TOTAL= 27 XP

Atualização Realizada
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Treino de arquearia e armas à distância   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Treino de arquearia e armas à distância
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3
 Tópicos similares
-
» Abertura da nova Loja de Armas - Promoção de 50%
» Vendo armas.
» [Tutorial] Como por novas armas no xas hero 3.91
» Sistema De Level Para Equipar Armas e Armaduras Por Eventos M.C.O
» Hora do treino. A Rota 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Acampamento Meio-Sangue :: Arenas :: Treino de Arquearia e Armas à Distância-
Ir para: