InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Atenção deuses! Há um aviso no Staff Loungue para vocês, entrem e leiam.

Important: Seu avatar é registrado? Ainda não?! Evite levantes, corra aqui: [MENINOS | MENINAS].
EM REFORMA, AGUARDEM! Novidades virão, algo que já estava mais do que na hora, não acham?!

Compartilhe | 
 

 An escape, many consequences! [Missão One post interna]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Dionísio
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos
avatar

Mensagens : 187
Data de inscrição : 04/01/2013
Idade : 20
Localização : Casa Grande

Ficha do personagem
Vida:
99999/99999  (99999/99999)
Energia:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: An escape, many consequences! [Missão One post interna]   Ter 29 Jan 2013, 10:43

♦An escape, many consequences!♦




Tarde de sábado, campistas andavam pra lá e pra cá, conversando, brincando, e até alguns namorando. Não havia muitos treinos no sábado, já que todos aproveitavam o fim de semana para descansar, um descanso mais que justo.

Aproveitou o descanso para ir ao bosque. Depois de muito caminhar, se encostou em uma árvore mediana, ela dava como fruto a laranja. Parecia linda esbelta, e quando viu aquelas laranjas lindas e rechonchudas não hesitou para pegar uma para experimentar. Se esticou uma, duas e por fim na terceira vez conseguiu arrancar a laranja,

Antes mesmo de tentar morder algo o fez tropeçar. A árvore balançou e então tomou vida, ou melhor... A árvore era um Ent ! O Ent avançou no campista em um urro de fúria e então, ali, iniciava uma batalha onde a vitória seria improvável.



Diretrizes da missão:

Código:
Imagem do monstro que você enfrentará >
Spoiler:
 
Código:
> Terá que sentir a dor novamente em batalha duas vezes, tente achar um jeito da Ent não lhe pegar desprevinida.
> Você elizmente levava consigo as armas desativadas. Use-as com conciência
> Prazo da missão: 20 dias para postar
> Não mate o monstro;
> Caso o monstro seja derrotado,terá que voltar para a enfermaria  e narrar a conclusão da história, retornando ao seu chalé.
> Boa sorte,

Semideus ou espírito da natureza reclamado, sem nível mínimo

Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics

____

Dionísio
Senhor para você • Deus do Vinho • Deus da Loucura • Deus da orgia e prazeres carnais •Thanks Larissa Sant @ Sugar Avatars


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aaron Zhang
Filhos de Hécate
Filhos de Hécate
avatar

Mensagens : 31
Data de inscrição : 20/06/2013
Idade : 22

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: An escape, many consequences! [Missão One post interna]   Qui 04 Jul 2013, 10:58





The Ent (OMG)!!!



             
             Eram duas da tarde de sábado, quando Aaron Zhang saiu do chalé XV portando seus presentes de reclamação desativados: Uma corrente negra (Capa mágica) presa ao seu pescoço, descansando sobre sua camiseta xadrez, Um anel de prateado (Anel de Repulsão), com runas e uma pedra roxo presa a ele. E em seu bolso, um alfinete (Cajado de Mago). Usava uma calça Jeans, All stars Jeans e sua camisa xadrez verde marinho, azul escuro e branco.
              Como era sábado, poucos dos semideuses ia a Arena, o que seria bom se ele fosse treinar, mas hoje não estava com disposição para tal. Já havia decidido anteriormente ir para a floresta. Aaron caminhava para lá, cumprimentando outros campistas que passavam por ele. Quando a prole de Hécate chegou à borda da floresta, se lembrou de que não era bom entrar lá sem uma arma afiada. Olhou em seu cinto, e se lembrou de que havia deixado sua adaga em cima da cama. O garoto voltou correndo até seu chalé, pegou a adaga embainhada e prendeu-a no cinto. Em três minutos já estava entrando na floresta. Ele caminhava tranquilamente, por dentre os longos espaços ente as arvores. Havia diversos tipos, desde pinheiro alto a pequenos arbustos. Nas contas de Aaron já se deviam ter passado mais ou menos de dez a quinze minutos, com longas passadas, que o levaram floresta adentro. Ele já estava cansado, e logo a sua frente, havia uma mediana e nodosa arvore, com raízes grossas, projetadas para fora da terra. Havia um lugar dentre tais raízes que parecia excepcionalmente bom para um descanso, a terra debaixo parecia bem fofa, o que com toda certeza sujaria a roupa do semideus, mas ele não estava nem se importando. Sentou-se entre duas raízes, e ao olhar para cima viu grandes e saborosas laranjas, Aaron procurou, até achar um galho suficientemente baixo, que com um pulo ele conseguiria pegar uma das laranjas mais apetitosas. Foi até ele, e tirando a adaga da bainha deu o primeiro pulo, mas estranhamente, o galho pareceu se afastar um pouco e voltar ao lugar normal. O pobre garoto, que nem imaginava o que estava prestes a acontecer, julgou ser só o vento.
              No segundo pulo aconteceu o mesmo, e no terceiro, ele conseguiu pegar a grande laranja, se afastando e voltando para o lugar onde estava não viu os grandes olhos e a enorme boca que surgiram na árvore. Assim que levou a laranja aos lábios para a primeira mordida, sentiu uma forte pancada nas costas, e a laranja voou de suas mãos. Aaron bateu o joelho esquerdo numa pedra que estava no chão, à dor se espalhou como água quente por sua perna, e gritou, junto com seu grito de dor, veio um urro de ira detrás do semideus. Aaron enfiou a mão dentro do bolso de sua calça Jeans e tirou o alfinete que esquentou e começou a se transformar imediatamente, enquanto isso Aaron se virava para a árvore com dificuldade. A olhá-la, percebeu os grandes olhos amarronzados, a boca com dente de madeira amarela, grandes e grossos braços, feito dos galhos, e as pernas de raízes. Ao lado de sua cabeça, algo bateu com um barulho molhado, e algo espirrou em seu rosto, ao olhar, viu uma laranja, esmagada pelo impacto contra o chão. Ele vê de relance a árvore se mexer. Tenta levantar, mas uma laranja o acerta no ponto em que as costelas se conectam, fazendo-o cair de novo no chão, perdendo totalmente o fôlego, enquanto o gás do estomago subia, fazendo-o quase vomitar. Num flash de memória, ele consegue se lembrar do nome da criatura: Uma Ent. Em um breve momento, o pobre semideus, teve seu rosto iluminado, mas se lembrou de que saber qual era a espécie do monstro, podia não ajudar muito.
              Aaron estava com o cajado em mãos, e tenta se levantar, mas o joelho dói. Uma dor quente e agonizante, ele olha para joelho esquerdo, a calça está rasgada e cheia de sangue, e ele nem imaginava como uma pedra normal podia fazer isso.
              -Droga – diz ele ativando sua corrente, que se transforma numa capa negra, e colocando o capuz, desapareceu num truque. Ele está invisível e a Ent solta outro berro de ira, enquanto o garoto a inda invisível aos olhos de madeira do monstro, se arrasta para trás de outra arvore. O cajado ainda em mãos, ele o desativa e guarda-o de volta, imaginando se poderia tentar fazer algum feitiço, que sabe com o tempo, ou a terra. A terra e o céu, também eram elementos de sua mãe. A Ent gira os braços, batendo em outras arvores, e jogando laranjas para todas as direções, procurando a prole de Hécate que o deixou irado. E Aaron se concentra, com a mão aberta, tentando atrair algum tipo de conselho mágico, ou algo do tipo, e miraculosamente, sua mão se transforma numa espécie de imã, atraindo partículas roxas de energia mágica. Essa energia forma três dardos, que Aaron teria que usar com sabedoria. Os Dardos flutuavam no ar a sua frente, esperando um comando. Ele remove a adaga da bainha, e tira o capuz, permanecendo vestido com a capa ativada, torna-se novamente visível a todos. Ele parou por algum tempo, se concentrando, imaginando duas paredes de energia ao seu lado, se encontrando a sua frente, formando uma espécie de fenda de modo que desviasse tudo o que viesse em sua direção, Depois de mais ou menos uns cinco minutos, cheio de gritos e urros de raiva por parte da Ent, ele se senti preparado, se seus poderes funcionassem, ele teria pouco com que se preocupar, a não ser o braços longos da Ent. Assim ele se levantou e andou com dificuldade até o lado da arvore, entrando no campo de visão da Ent. Que começa a tentar jogar laranjas contra ele, algumas são desviadas por uma espécie de campo energia branca, que aparece somente quando é atingido, mas muitas ainda passaram pelo tal campo, e o garoto teve de se desviar como pode.
              Aaron conseguiu uma brecha de tempo, dentre as saraivadas de laranjas, e mirou a cabeça da Ent, mas uma laranja o acertou e El novamente caiu, os dados permanceram parados no ar, sua cabeça latejava pela nova pancada contra o  chão, o joelho estava igualmente dolorido, assim como o pâncreas. Ele novamente se levantou e mirou, agora com muito mais dificuldade do que teve antes e atirou os dardos, que a acertaram logo acima dos olhos, o que fez a Ent cair, com uma pequena explosão, que não a fez muito mal, apenas a derrubou. O garoto deixou tudo voltar ao normal, agora parecia que sua energia estava parada, ele não havia percebido, mas o que ele estava fazendo sugou grande parte de sua energia. Sua visão começou a escurecer e rodar, sua pernas pareciam não tocar-mais o chão, e num susto que o fez ficar alerta percebeu que estava desmaiando e caindo no chão. Mas logo se levantou, pois o susto o tinha despertado. Mancando e arrastando as pernas, ele começou a voltar pelo mesmo caminho, mas a Ent começou a fazer barulhos. O garoto se arrastou o mais rápido que pode para traz de uma árvore qualquer e vestiu novamente o capuz, sua respiração estava rápida e o coração acelerado. Ele temeu que isso chamasse a atenção e levou a mão à boca, tapando-a. Seu coração martelava nos ouvidos, ele tinha ainda mais meio de que isso também chamasse atenção, mas logo os barulhos param. Substituídos por urros e passos muito pesado na direção contrária a que Aaron ia. Ele caminhou mancando, e quase desmaiando diversas vezes, mas sempre conseguia continuar em frente, Ao estar perto suficiente do fim da floresta, ele sentiu que ia desmaiar de vez, não conseguia mais aguentar, já estava cansado demais, então pulando e gemendo de dor chegou à borda, onde viu o sol no horizonte, se pondo vermelhado por causa da hora. Aaron cambaleou e caiu, sua visão girava e tudo escureceu de uma vez. Na queda,  um vento bateu nele, fazendo o capuz sair de sua cabeça, revelando-o para os campistas que por ali passavam.
              Dois dias, fora o tempo que o garoto demorou a acordar na enfermaria. Estavam dando-lhe ambrosia e ele engasgou, quase vomitando. A semideusa que cuidava dele o avisou de quanto tempo ele ficou desacordado, e como o encontraram caído na borda da floresta e o trouxeram para a enfermaria, dois semideuses, um filho de Hefesto e um de Hermes que passavam lá por perto. Além do confronto com a Ent, ele não conseguia lembrar o que havia acontecido depois. Em uma hora, ele estava voltando para o chalé, com todos perguntando que havia acontecido. Só agora ele se lembrava do Joelho, e olhando-o, viu que estava com um short jeans, que ficava logo acima dos pontos que foram dados nele. Ao entrar no chalé, não viu ninguém, Ele agradeceu silenciosamente a Hécate por isso, e foi para sua cama, onde se encontravam sua capa, sua adaga e seu anel. Ele não havia se lembrado das armas que estava carregando, e num gesto violento, levou a mão ao bolso, e se espetou com algo, e sorriu ao ver que estava ali seu cajado.
Armas e poderes:
 

tagged: SUAS TAGS ✖ listening: música by Artista ✖ tks, clumsy!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hipnos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 18
Data de inscrição : 05/01/2013

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: An escape, many consequences! [Missão One post interna]   Dom 04 Ago 2013, 17:55

Quanto a narração: Você descreve bem suas ações, fala bem dos acontecimentos, tem uma boa estrutura textual, escolhe as palavras, tem coerência. Olhando por esse lado,sua narração foi boa. Mas ao vemos algumas palavras de seu texto, vemos que estão escritas de forma errada ou em má colocação.

105xp.

Quanto ao desenvolvimento: Em si o desenvolvimento foi bom, realizou o que tinha de realizar e fez o que fora pedido. Seguiu toda uma ordem cronológica mas pecou no momento em que passou mais tempo descrevendo suas ações antes e depois do acontecimento.

120xp

Total: 225xp.


Atualizado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: An escape, many consequences! [Missão One post interna]   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
An escape, many consequences! [Missão One post interna]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Correio – missão one-post mediana externa [Drake Stark]
» • Ficha para Missões One-Post •
» • Ficha para Missões One-Post •
» • Ficha para Missões One-Post
» • Ficha para Missões One-Post Contínuas

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Tártaro :: Missões Canceladas/Concluídas-
Ir para: