InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Atenção deuses! Há um aviso no Staff Loungue para vocês, entrem e leiam.

Important: Seu avatar é registrado? Ainda não?! Evite levantes, corra aqui: [MENINOS | MENINAS].
EM REFORMA, AGUARDEM! Novidades virão, algo que já estava mais do que na hora, não acham?!

Compartilhe | 
 

 Saihate | One-shot/short fic (?)

Ir em baixo 
AutorMensagem
Arya W. Lewins
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 105
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 19
Localização : Ali, aqui, lá, em todo lugar. Faz alguma diferença?

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Saihate | One-shot/short fic (?)   Qui 07 Fev 2013, 08:35

AVISO: HEY, HEY! Mais uma one-shot pois quero ver meus fãs nem se acha caindo em desespero! Ela está relacionada com as duas últimas que eu postei e fará parte do novo projeto que estou querendo desenvolver, ainda sem nome.
Ela acontece em algum momento entre aquelas duas. Para ser mais exata, alguns dias depois de Upside down Eden e cerca de dois anos antes de I'm with you, you're with me and we're all together. Talvez eu poste uma continuação dela, pois é a história de como o Garoto A, presente em "Eden" vira o Sora presente em "Together". O mesmo vale para a Garota B e Shiina-chan!
A narradora é a Garota B.
As palavras-chave são "confins da terra".
Uma capa para vocês dessa vez:


Apenas eu e minha sombra continuavam no corredor ao por-do-sol.

Mais cedo, eu poderia escutar música sendo transmitida da rádio a partir dos fones de ouvido ao redor de meu pescoço.
Porém agora, tudo o que eu ouvia era o barulho da interferência e o que parecia a voz de uma pessoa.
A atmosfera era obviamente diferente, então eu coloquei os fones, curiosa.

A voz interminável gradualmente começou a formar palavras.
Parecia a entrevista com o presidente de algum país do mundo.
Era como uma performance ou um show, com uma voz exagerada e uma tradução simultânea que vinha com um pequeno atraso.
Havia muita interferência e barulho, mas de alguma forma eu conseguia distinguir e entender algumas partes.
"...... é uma coisa muito triste ...... ...... mas ...... hoje ...... o mundo vai ....... acabar"

Uma vez que essa frase foi dita, eu consegui ouvir vários gritos e um número sem fim de palavras que eu não conseguia entender.
Mesmo se eu removesse os fones de ouvido, o surgimento do pandemônio havia sido transmitido de forma tão clara que doía.
Fora da janela manchado de vermelho, uma lua crescente estava flutuando no céu de um roxo profundo, obscurecida por tantos pássaros; era quase como um conjunto de formigas pretas.
Removendo meus fones de ouvido, eu voltei para o comodo e olhei em volta; um jogo quase terminado não salvo e uma montanha de livros que refletia o por-do-sol, brilhando laranja.

Eu me pergunto o que eu estava fazendo até agora.
Eu tinha um vago sentimento que estava conversando com alguém agora a pouco, mas eu não conseguia me lembrar de mais nada.

"…… Isso certamente é algum tipo de piada", eu sussurrei, em uma tentativa de me convencer, abrindo uma das janelas que revestiam o corredor. Uma vez que eu fiz isso, consegui escutar uma sirene alta que nunca tinha ouvido até hoje junto com o grito das pessoas.

Aquele barulho começou a ficar mais alto e mais alto, até que engolisse toda a cidade.

Meus lábios estavam tremendo, meus dentes estavam batendo.
Eu estava sozinha.

Não há mais ninguém aqui.
E logo, eu também não existirei mais.
Meus batimentos cardíacos se aceleraram e lágrimas escorreram por minhas bochechas.
——————Eu odeio estar sozinha. Estar sozinha é assustador.
Então eu posso fugir de um mundo que está sendo engolido por um turbilhão de desespero. Para que eu possa fugir, eu uso os fones de ouvido com isolante acústico mais uma vez.

O som do rádio havia parado e eu não podia escutar nada além do barulho naquele instante.

"......Eu deveria desistir de tudo...... não é......?"
No instante que eu murmurei aquilo, senti como se pudesse escutar alguma coisa.
Ouvindo cuidadosamente, parecia ser uma voz que falava especificamente comigo.
——————E então, eu percebi.
Aquela voz não era outra senão a minha própria.

"Ei, você consegue me ouvir? Você ainda tem um lugar para o qual você gostaria de ir, e uma coisa que você quer dizer, não é?"

Eu não conseguia mais me lembrar o que essas coisas eram.
Mas, por algum motivo, eu entendi o significado de suas palavras.

"Está tudo bem, confie em mim. Se você conseguir alcançar aquela montanha, você irá aprender o significado disso, mesmo que não queira. Se você ficar aqui, simplesmente desaparecerá. Ei——————"
Enxugando as lágrimas que ameaçam começar a cair de novo, eu respirei fundo.
"Você quer sobreviver, não é?"
Aquele dia, quando o mundo acabou.
Com a minha própria voz como guia, eu corri com todas as minhas forças no chão que tremulava.

____


Long time ago

I had a beautiful long black hair
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://4hana.tumblr.com/
Alicia C. Hills
Filhos de Afrodite
Filhos de Afrodite
avatar

Mensagens : 338
Data de inscrição : 03/09/2012
Idade : 20
Localização : Me pegue pela mão e me diga que você me levaria para qualquer lugar.

Ficha do personagem
Vida:
75/115  (75/115)
Energia:
115/115  (115/115)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Saihate | One-shot/short fic (?)   Qui 07 Fev 2013, 12:38

ARYA *U*
Adorei a sua One-Shot, ficou muito boa mesmo 'u'
Continue escrevendo, já que, claramente, você tem um dom muito importante, então use-o e abuse q

Ok, sendo mais séria agora -q

Tua escrita ser ótima, assim como o português. Eu não acompanhei a fic, mas li o breve começo dela, e posso dizer que simplesmente amei. Por favor, continue a escrever, que eu vou tentar voltar a acompanhar a sua fic 'u'

____

Alicia Lewis-Patel Ward Carolline Hills
i was an angel living on the garden of evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thanatos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 403
Data de inscrição : 03/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Saihate | One-shot/short fic (?)   Qui 07 Fev 2013, 12:52

Muito boa a one-shot Arya xDD

Continue escrevendo e se dedicando ao máximo xDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tobias B. Scherer
Ceifadores de Thanatos
Ceifadores de Thanatos
avatar

Mensagens : 61
Data de inscrição : 08/12/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Vida:
168/183  (168/183)
Energia:
158/183  (158/183)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Saihate | One-shot/short fic (?)   Qui 07 Fev 2013, 16:40

Arya, você quer me matar de suspense não é?

Eu sou seu fã, pode se achar u.u

Bem... Acho que eu entendi o que pode ter acontecido enton vão algumas teorias:

Teoria Complexa Relativa 1: A troca de memórias.

Bem, nesta teoria eu apresento à você, escritora que me deixa confuso pra caramba, a teoria de que, quando o mundo supostamente acabou, ele na verdade tenha se tornado um caos mental e algumas pessoas trocaram de memórias, enquanto outras apenas se esqueceram das coisas acontecidas e viveram o dia como todos os outros. Então, Sora teria continuado com as memórias de sempre e pego às do Garoto A, já a Shiina herdou tudo da B [like a Aozora]. Enton, Sora não conhece a Shiina porque as suas memórias não constam, já Shiina se lembra de B e assim de Sora.... Nada a ver, vamos para a próxima.

Teoria Complexa Relativa 2: Reencarnação

Essa é bem simples, a garota B morreu e virou Shiina, simples assim.... Mas Tobby, as histórias da Arya não são "simples assim", calma, calma, eu sei. Vamos por partes ok? Bem, quando ela subiu alegremente pela montanha, ela encontrou a dona da tal voz, ou melhor, a pessoa que fez com que ela ouvisse a própria voz na gravação, essa entidade super ownada disse pra ela: "Minha jovem aprendiz, eu dou-te este destino para que no próximo mundo você libere os macacos da tirania dos humanos.

Que merda foi essa que eu escrevi? e.e

Ok ok, ela disse algo como que ela devia ter algum tipo de missão no próximo mundo, mas como é muito legal, não falou o que.


Teoria Complexa Relativa 3: Auto conhecimento

Bem, essa é uma teoria politicamente correta, em que a garota B, junto com o garoto A em outro canto, vão até a montanha e se auto conhecem , ou seja....Deixam de ser A e B, e viram Sora e Shiina, bem, nada a ver também.


----------------------------------------------------------------

Como você pode ver, não tenho nenhuma teoria boa, mas eu tentei e.e. Bem, tente parar de me matar de suspense ok? Continue escrevendo, eu não quero morrer sem saber os finais das suas webs u.u

Até a próxima \oo

____




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arya W. Lewins
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 105
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 19
Localização : Ali, aqui, lá, em todo lugar. Faz alguma diferença?

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Saihate II   Qui 07 Fev 2013, 17:46

AVISO: Apenas para froder com as teorias e o cérebro do Tobby because I like it, embora nem tanto. O próximo vai acabar com os sentimentos do menino, prevejo.
Tocchan, macacos... dafuq?

Ah, um personagem-chave para o meu projeto fará um pequeno papel nesse capítulo, embora apenas o cenário onde ele/ela se encontra seja mencionado brevemente, fiquem atentos.


Em toda a minha vida até agora, eu já havia visto o cenário dançar tão violentamente?
Em cada um dos meus passos, as luzes do sinal pareciam pulavam e os edifícios chacoalhavam violentamente.
Com cada novo suspiro que eu dava, meu corpo era açoitado pelo vento.

O cruzamento estava lotado de pessoas.
Além disso, sem qualquer respeito com as regras de transito ou os significados das luzes dos sinais, uma multidão de carros haviam sido abandonados em uma confusão desordenada nas ruas.

Uma pessoa gritando alguma coisa.
Uma pessoa batendo em alguém.
Passei por um padre que recitava as suas preces.

Todos tinham a mesma cara pálida, lamentando o fim do mundo.
Por uma fração de segundo, eu escutei o choro de um bebê e senti como se estivesse parando.

"Você não pode. Será em 12 minutos, então você não pode parar agora… Vamos, continue. Vire a esquerda no próximo semáforo."

…Em contraste com o mundo que me cercava, a voz nos fones de ouvido era tranquila e continuava a simplesmente me mostrar a rota mais simples.
Fazendo como disse, eu tracei o meu caminho através de uma multidão de pessoas.

Até agora, quantas vezes eu havia corrido com todas as minhas forças?
Desde que eu era jovem, era super-protegida e não era considerada capaz de correr por ai.
Talvez tudo isso era por causa do acidente e da minha 'incapacidade', por causa da qual eu perdia a consciência sem motivo algum em momentos imprevisíveis.
Essa incapacidade não foi algo que aconteceu muitas vezes.
Simplesmente, eu não me lembro do que aconteceu a partir do momento que eu entro em colapso.
A única parte da qual eu conseguia me recordar era o segundo em que eu abria os meus olhos em diante.
Era como se tudo aquilo fosse um grande sonho, com as memórias que eu tinha antes de desmoronar sendo apenas um borrão.

Atravessando multidões de pessoas e ruas estreitas, eu disparei para a avenida.
"Vire aqui! Há apenas um minuto restante……!"
A voz no fone gradualmente começava a ficar impaciente.
Sem me preocupar com a dor nas pernas, no longo momento em que virei a direita com um impulso, eu ouvi algo como uma massa de ferro caindo vigorosamente.
Seguido pelo grito, eu não pude resistir ao impulso de virar.
"…Ande logo! Há alguém que você precisa encontrar, não há?! Então, por isso…"

Aumentando o ar que eu bombeava para o interior de meu corpo e com a sensação que os meus pulmões estavam queimando, minha consciência começou a se turvar.
Eu me perguntava se ia desmaiar de novo.
Agora que eu pensei sobre isso, qual havia sido a última vez onde eu havia perdido a consciência?

……Eu não podia me lembrar de nada.

Eu não conseguia me lembrar nem como as coisas haviam chegado a aquele ponto, ou até mesmo a pessoa que eu iria encontrar….

Apesar daquilo, eu tinha a sensação de que algo muito importante estava por vir.
Com aquele sentimento, eu simplesmente avancei, colocando um pé na frente do outro.

—A distancia, eu podia ver a colina que eu queria alcançar surgindo bem na frente de meus olhos.

____


Long time ago

I had a beautiful long black hair
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://4hana.tumblr.com/
Tobias B. Scherer
Ceifadores de Thanatos
Ceifadores de Thanatos
avatar

Mensagens : 61
Data de inscrição : 08/12/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Vida:
168/183  (168/183)
Energia:
158/183  (158/183)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Saihate | One-shot/short fic (?)   Sex 08 Fev 2013, 19:01

Sim, macacos...Macacos, quando matam, comente um macacocídio ~sabedoria florestal ~

Bem, voltando ao assunto importante não que macacos não sejam vamos ao capítulo.... Bem, realmente, cê não tem nenhuma doença mesmo Arya? Cê não desmaia? Tem derrames e afins? Sério...os detalhes me assustam, parece até que você já viveu isso e.e

Bem, vamos lá \o\ Ela se frodeu...Ela se frodeu... Ela se frodeu rarara /parei.... Que hora pra desmaiar né? Bem... Eu fiquei o tempo todo tentando achar o personagem...

Como eu duvido que algum personagem de importância ficasse gritando e você sequer comentar sobre o que, descarto este. Muito dificilmente vai ser o padre, então sobra o cara que tava socando o outro \o\ Temos um vencedor, acho.

Estou postando bem rápido para que possa postar o resto enton vou parar aqui...

E ainda acho que no topo do morro está a deusa salvadora dos macacos u.u

Até a próxima \o

____




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arya W. Lewins
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 105
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 19
Localização : Ali, aqui, lá, em todo lugar. Faz alguma diferença?

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Saihate III   Sex 08 Fev 2013, 19:04

AVISO: Apenas para froder com as teorias e o cérebro do Tobby because I like it²
Sobre Hana;
Sim, ela existe no projeto, embora com outro nome. Mesmo assim, é IMPOSSÍVEL fazer brincadeiras com o nome atual dela, então pretendo mudar o nome dela se os leitores não me matarem. Seu nome a partir de agora será "Shinimori Hana".


Não havia mais ninguém ao meu redor.
Bloqueado por edifícios, o por-do-sol que já havia se escondido poderia ser visto muito bem dali.
A luz que tingia o mundo de um vermelho carmesim quase me fez pensar que eu estava olhando para um incêndio que consumia tudo.

Correndo pela encosta íngreme, minha respiração falhando, cheguei ao topo da colina.
O dono da voz nos fones de ouvido que havia me conduzido até ali disse alguma coisa, mas por causa do fato que eu estava totalmente concentrada em recuperar o meu fôlego, eu não consegui entender o que havia sido dito.

Aquele foi provavelmente o momento de dizer que tudo estava acabado. Não, talvez já tenha.

No entanto, ao chegar ao topo da colina, não havia nada lá.
Para ser mais precisa, apenas uma parede enorme que refletia um céu enorme.

"....Isso não está certo."

O sentimento que se apossou de mim era de desconforto, como se algo que devesse estar lá tivesse sumido, embora eu não podia me lembrar exatamente o que.

Minha respiração desacelerou e lentamente voltou ao ritmo normal.
Aos poucos, o significado por trás do senso de desconforto ficou claro.

—Não era algo que não estava ali.
"Ele" não estava ali.

"Mesmo quando eu pensei que finalmente seria capaz de dizer para ele……"

Essas palavras escaparam da minha boca inconscientemente.

Minha sombra prolongada se tornou mais fina.
O crepúsculo já havia terminado.

「….Como eu pensei, já era… tarde demais. Mesmo aqui— mesmo esse sendo o único lugar que eu poderia dizer para ele…..!」

Ouvindo aquelas palavras dos fones, mesmo quando eu não podia me lembrar, parecia que eles diziam o que estava dentro do meu coração.

「No fim, está tudo acabado! Tudo…. tudo isso—….!!」

——Apenas desista.
Você não pode mais encontra-lo.
Eu já sei disso.

「Se esse é… esse tipo de mundo, é melhor apenas——!」

Não diga algo como isso.
Apesar de eu não ter feito isso,
no final eu—

——Compreendi os meus próprios sentimentos.

Quando eu me virei, a cidade já vivia os seus momentos finais.
Do além do céu que desmoronava, eu murmurei as minhas últimas palavras para a menina.

“…..Me desculpe…. Hana.”

Olhei os destroços queimados do mundo em minha consciência que desaparecia.
As palavras que saiam dos fones de ouvido eram mais que suficientes para me convidar a voltar a dormir.


____


Long time ago

I had a beautiful long black hair
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://4hana.tumblr.com/
Logan Lee Fletcher
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo
avatar

Mensagens : 49
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 22
Localização : Descubra se puder

Ficha do personagem
Vida:
110/110  (110/110)
Energia:
110/110  (110/110)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Saihate | One-shot/short fic (?)   Sex 08 Fev 2013, 19:25

First Coment!!

Arya capitulo demais... Esse "ele" que ela estava a procura deve ser a pessoa que pode dar um significado a vida dela, mas também pode mata-lá, pois eu conheço muito bem o seu estilo de Fic.

O cenário apocalíptico na cidade enquanto Hana procura "ele"... T.T

____


Logan Lee Fletcher
Embaixador do sol -- 17 anos -- Filho de Apolo -- Jenna S2
Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tobias B. Scherer
Ceifadores de Thanatos
Ceifadores de Thanatos
avatar

Mensagens : 61
Data de inscrição : 08/12/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Vida:
168/183  (168/183)
Energia:
158/183  (158/183)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Saihate | One-shot/short fic (?)   Sex 08 Fev 2013, 19:39

Não to conseguindo tirar a sua imagem com o bigodinho da cabeça Yao ming vou ter pesadelos com isso


Bem, vamos lá....Questão inicial...

POR QUE? T----T

POR QUE ESSE FELADAPULGA NÃO TAVA LÁ? T----T COITADA DA HANA....Ou não XD

Bem bem.... O que deablos uma parede estava fazendo lá? Juro que imaginei uma muralha da China indo de ponta à ponta do cenário, feita de concreto.... Bem.... nada a ver e.e

Bem...a cidade se destruindo em caos para que o mundo nasça novamente para os macacos \o\ Não, não é isso...Você ainda vai me matar por causa disso mas é engraçado \oo\

Hana é um nome legal, mas o sobrenome dela devia ser Montana /pareijuro essa foi ruim e.e

Ok ok... Acho que mudar os nomes das personagens é uma opção sua... Autores mudam nomes toda hora, é um processo natural...

Bem, é só...Longa vida à Nação Independente e Democrática dos Macacos Livres do Mundo \o/ (NIDMLM)

Até a próxima

____




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arya W. Lewins
Filhos de Hades
Filhos de Hades
avatar

Mensagens : 105
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 19
Localização : Ali, aqui, lá, em todo lugar. Faz alguma diferença?

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Saihate IV | Shiina no Tabi | Final   Sex 08 Fev 2013, 19:42

AVISO: Apenas para froder com as teorias e o cérebro do Tobby because I like it³

Macacos? Sério?
Cara, eu odeio... odeio esse professor. Ele é um dos personagens mais malignos que eu criei orz
Sobre Sion e Valshe;
Como Hana, eu irei mudar o nome do Sion que se passará a se chamar Chitanda Sion pelas mesmas razões da Shiina-tan.
Valshe é Sora, o nome simplesmente mudou.


Eu me pergunto se as minhas últimas palavras haviam alcançado alguém.
Embora eu não tivesse como ter certeza, eu sabia que elas haviam chegado ao seu destino final. Eu tinha esse tipo de sentimento.

Era uma sensação estranha.
Como flutuar em água quente, ou voar através do céu....
Sim, foi uma sensação como se eu tivesse acabado de despertar de alguma coisa.
Minha respiração acelerada, a dor em minhas pernas que parecia que elas queriam se destruir e até mesmo a sonolência habitual que me irrita.... Hoje, eu não senti nada.

Eu havia morrido?
Poderia ser aquela escuridão aparentemente interminável a vida após a morte....?
Eu havia imaginado algo com um sentimento mais parecido com os dos contos de fada, mas parecia que até mesmo Deus não estava se importando com aquilo.
No minimo, eu gostaria que Ele fizesse um pouco de luz....

Suspiro.
"De forma alguma eu entendo isso..... Hein? Ah! Ah~! Ah~!…. Eu posso falar. U~hm …. hm~ Meu corpo…. também está aqui."

Dando tapinhas em meu corpo todo, era evidente a partir de minha voz e corpo que eu estava devidamente consciente.

"Então, eu me pergunto o que é este lugar. Não me parece que eu fui presa em algum lugar..... Eu me pergunto se o que eu vi até agora foi só um sonho estranho...."

De repente, a memória da minha horrível experiência voltou.
A cidade de gritos agonizantes.
O céu se desintegrando.

A voz de um outro "eu" que ouvi de repente…..
Só de lembrar, aquilo me deu arrepios.
E de "dar arrepios", eu percebi uma coisa.
Por que eu havia me tornado aquela coisa estranha em primeiro lugar?
Embora eu pudesse falar, não conseguia me sentir respirando.
Embora eu pudesse tocar o meu corpo, não sentia a temperatura.
Se aquilo era estar "morta", eu precisava entrar em um acordo com aquele mundo, mas não importava o que, eu não conseguia entender.

Naquela hora, antes de eu acordar no corredor, o que no mundo havia acontecido com o meu corpo?
Eu havia experimentado aquela sensação várias vezes antes.
A sensação de "acordar depois de adormecer de repente."

Na realidade, as minhas memórias antes de eu acordar naquele corredor haviam desaparecido completamente.
Provavelmente por causa do fato que eu havia desmaiado por causa da minha 'incapacidade' e acordado lá.
Isso era algo que havia me acontecido várias vezes, portanto não foi uma surpresa tão grande.... mas dessa vez, a situação em que eu acordei era diferente.
Até aquele momento, eu nunca tinha sido tragada por esse fenômeno onírico, de forma a ficar vagando na escuridão.

“Nn~!! Eu não entendo isso!! O que é esse lugar!? Alguém!?! Tem alguém ai~!?!”

No momento que eu gritei isso, eu não sei se estava esperando por uma oportunidade ou coisa assim— alguma coisa, de repente, como a superfície de um espelho que refletia uma luz pálida ou a tela quadrada de uma TV surgiu em meio a escuridão.
Nela, havia um número infinito de monitores e cabos que pareciam estar vivos, correndo pelo teto.

“U-uwaah! Isso me assustou… O que é isto?…. TV?”

Quando eu olhei de perto era uma sala escura, como um laboratório.

Cada monitor mostrava algum tipo de parâmetro ou tempo.
A moldura quadrada a partir da qual que espreitava a sala era provavelmente um deles, parando para pensar.

Mas não havia nenhum jeito de confirmar aquilo.

O arredor estava totalmente escuro. Olhando para a sala desse quadrado de luz era a minha única maneira de descobrir alguma coisa.

No entanto, o que era aquele mundo? Na época, eu havia ficado impressionada com o mundo em que eu havia vivido desmoronando como se feito de papel machê.
Mesmo a razão pela qual eu havia ficado desesperada para contar algo a alguém, eu não entendia muito bem.

“Nn~…. Está tão escuro que eu não posso ver muito bem, mas…. Alguém está falando?”

Por causa do quarto estar iluminando apenas pelo brilho das telas, o que eu podia ver era limitado.
No entanto, dessa janela quadrada, eu era capaz de escutar algum som. O que eu ouvia podia me fazer desmaiar.

“….—to 1 é um sucesso por enquanto. Ha ha…. Pensar que tudo daria certo na primeira tentativa. Valeu a pena demorar um ano para se preparar.”

Mantendo os meus ouvidos bem atentos, pude perceber que a voz era de uma pessoa que eu conhecia muito bem.

“….Sensei? Por que ele está nesse tipo de lugar….”

Quando eu pensei que poderia, de alguma maneira, confirmar o dono da voz, a posição da tela quadrada mudou.

Embora apenas um pouco, o volume do som pareceu aumentar e eu fui capaz de ouvir claramente.
A sala escura começou a se tornar mais brilhante, a despeito dos meus olhos que se acostumavam com a rara claridade.
No entanto, o que eu vi lá… bem, era uma cena inacreditável.

No fundo do quarto imerso em escuridão que eu não podia ver muito bem, haviam grandes maquinas de Raio X espalhadas.
Acima da posição da cama, havia um portão branco instalado.
Também havia algo como um monitor de frequência cardíaca com uma agulha imóvel e alguns botões.
Os múltiplos cabos que se estendiam a partir do portão pareciam ligados a cada parte do corpo deitado sobre a cama, como se o conectasse a alguma coisa.

“Essa é….. e -eu…..!?”
A humana era claramente eu. Ela estava vestindo algo como roupas hospitalares brancas e, na cabeça, uma espécie de máquina que parecia fones de ouvido.
“O-o que isso significa!? Mas sou eu, mesmo que eu esteja bem aqui….!”

Só então, eu ofeguei.
Seria possível dizer que eu havia "me tornado um fantasma"?
O fato era que a minha consciência estava aqui, mas meu corpo estava deitado naquela cama.
O que significava….
“Eu realmente morri….? Sério….?”

Eu estava petrificava de terror diante essa visão chocante.
E, apesar de ser inútil, eu percebi que mesmo naquele estado eu poderia ser "petrificava de terror."
Pensando nisso, depois de tudo, eu havia me tornado um dos "fantasmas" que eu havia me recusado a acreditar.
A garota que havia aparecido no festival cultural realmente poderia ser um fantasma, no final das contas.
Não, não. Haku estava com ela. Ele não havia dito algo sobre uma habilidade especial?
Não importava qual fosse, ambos eram fenômenos paranormais que nunca haviam me convencido.


Mas, surpreendentemente, eu retive a presença de minha mente.
Eu havia morrido, mas não havia deixado de existir.
Pensando claramente no assunto, nada mudava o fato que eu existia ali.

“….Mas o que eu devo fazer agora? Mais cedo, eu ouvi a voz do Sensei, então ele deve estar aqui em algum lugar, mas não há nenhuma maneira de chamar a atenção dele e fazê-lo me ajudar…?”

Mais uma vez, eu passei a observar, inquieta, o interior da sala. Eu jurava que o que eu havia escutado mais cedo estava mais para a direita....
Como se para expressar isso, eu pressionava a minha face contra a tela quadrada e olhava para a direita tanto quanto eu podia.
Quando eu fiz isso, no fundo da sala, um lugar onde eu não havia sido capaz de ver antes pois se localizava em um ponto cego, se tornou claro de repente.

Havia um enorme aquário… não, algum tipo de recipiente grande cheio de algo que parecia formol e, de pé na frente dele, estava a figura de Sensei. No entanto, além da figura que eu estava procurando, o que me chocou foi a figura do ser humano dentro desse vidro.

"Si-Sion….!?"

Por um momento, eu jurei que era Sion, mas a aparência era diferente do Sion que eu conhecia.
Como eu que estava deitada na cama, com tubos ligados ao seu corpo, flutuando dentro do liquido sem olhar para cima…. bem, era um jovem de cabelos brancos e olhos coloridos de um rosa pálido.

Aquele era "Valshe", o personagem que eu havia criado para Sion.

"M-mas por que….!?"

Como se uma coisa levasse a outra nessa situação irreal, eu já não conseguia mais pensar de maneira adequada.
Por que eu estava morta?
Por que Valshe estava ali?
E por que Sensei….?

Sem ser capaz de organizar meus pensamentos, mais uma vez, eu fui capaz de ouvir a voz de Sensei da janela quadrada.

"De qualquer forma, eu adquiri a "chave". Com isso, aqueles "dias de miasma" podem ser abertos. Valshe…. você continua…."

Foi tudo o que eu ouvi antes de uma tempestade de areia varrer a tela.
Desejando saber o que havia acontecido e batendo a minha mão contra a tela, a luz pálida que era projetada a partir da silhueta da minha mão me mostrou que, quase como um barulho de interferência, ela começava a desmoronar a partir de suas extremidades.

“Eek— …..! U -uwaaaa!! O-o que é isso!? Meu corpo está….!”

Eu jurei ter escutado uma voz naquele instante. Ela era gentil, como se ela me encorajasse a seguir adiante.
——No entanto, a situação não se alterou em nada.

“Nada aconteceu!!", notei, embora eu risse, puro gozo. "Aaaah, minhas pernas estão desaparecendo….. meu peito tamb…. bem, eu nunca tive um propriamente dito, para começo de conversa….”

Era tudo como um sonho onde todo o meu corpo desaparecia.
Eu não entendia isso de jeito nenhum.
Provavelmente, aquilo significava que eu iria desaparecer. Não havia nenhum erro.
Quando eu abrisse os olhos, eu provavelmente estaria na minha cama, a um passo de estar atrasada.…. não, provavelmente eu não iria.
Apesar de pensar em tal coisa estupida, meu corpo já estava a beira de desaparecer completamente.

Desamparada, eu murmurei, “Deus!” mas no momento logo após esse esforço em vão—

Tudo ficou completamente escuro.

“…. Que pena, garotinha. Você perdeu o seu corpo, qual o significado de sobreviver agora?”
Aah, então eu realmente perdi o meu corpo…. era o que eu pensava.

“Um lugar para voltar, ou até mesmo um lugar para ficar, você não tem nenhum.”
Se esse é o caso, então… eu vou fazer um. Não importa que tipo de lugar é, eu posso fazer dele o meu lugar.

“Você é uma garota bem arrogante, não é? Antes mesmo de pensar nisso, você quer fugir daqui?”
Q-quero, é claro! Se eu ficar aqui, não saberei o que fazer….

“….Se você quer escapar, então abra os seus "olhos"….. garotinha.”
——Eh!?…. De qualquer maneira, quem é você?

O momento que eu pensei em perguntar, meus olhos de repente começaram a ficar quentes, como se estivessem prestes a explodir em chamas.
E, ao mesmo tempo, relâmpagos soaram por todo o mundo obscurecido.

A primeira coisa que capturou o meu olhar, bem acima de mim—— aquela tímida flor que flutuava em meu campo de visão.
A distancia, sinos de vento com seu badalar incansável anunciavam uma tempestade.

Para mim, aquela era a cena mais familiar possível.
Mesmo que não fosse isso ou aquilo, o recomeço já era uma história diferente.

"——Entendo, então é assim. Primeiro…. eu tenho que encontrar um lugar para ficar. Se possível, eu gostaria que não fosse um lugar chato."

Naquele instante, eu já estava sentada observando os arredores.
Era um parque. Mesmo naquele dia que deveria ser uma tarde insuportavelmente quente de verão, as crianças brincavam e riam, ignorando a tempestade iminente.

Um garoto e uma garota pareciam estar brincando de pega-pega ou coisa assim. Eles me pareciam familiares, embora eu não pudesse dizer como.

— Vamos, Hori! — exclamou a garota, balançando algo que tinha nas suas mãos. Aquilo era… um livro, ou coisa assim — Você nunca vai recupera-lo se não conseguir me pegar!

— Maya! — o garoto tentou pegar o objeto da menina. Ela provavelmente estava brincando e enchendo a paciência do outro.

Ambos passaram por mim. Quando tiveram contato com o meu corpo, ele simplesmente se despedaçou em pedaços de luz azul, se reconstruindo quando os dois já estavam longe.

O misterioso fenômeno que me transformou em um ser humano invisível…
Não, o misterioso fenômeno que me transformou em um ser humano inexistente.

A continuação… falaríamos disso depois.
Aquele poderia ser um dia normal, mas alguma coisa definitivamente acabava ali.

——A partir daqui, a minha longa, longa jornada começou.

…end?


Os primeiros 'olhos' se revelaram, nós devemos acabar com isso logo, antes que os segundos olhares sejam vistos…

____


Long time ago

I had a beautiful long black hair
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://4hana.tumblr.com/
Tobias B. Scherer
Ceifadores de Thanatos
Ceifadores de Thanatos
avatar

Mensagens : 61
Data de inscrição : 08/12/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
Vida:
168/183  (168/183)
Energia:
158/183  (158/183)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Saihate | One-shot/short fic (?)   Sab 09 Fev 2013, 10:10

Só um comentário:

DOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORGAS MANOLO

Essas ai são fortes Arya...me passa o fornecedor depois

Bem, ao comentário sério. OHHHHHHHHHHHHHH Impressionante Arya *---* Com algumas adaptações isso daria uma missão como prêmio um item frodelasticamente frodelastico, mas não vamos falar disso.

A garota morreu ou não morreu? Eu acho que ela não morreu... Ou talvez sim, e suas esperanças e desejos, além da sua mente, continuam na terra para realizar alguma coisa até que possam finalmente descansar em paz.

O mundo acabou? Ela foi pra um hospital extraterrestre? Porque seus conhecidos estavam em tubos? Acho que o mundo foi mudado, mas não destruido / Talvez/ Pra matar ela de terror

Bem, acho que na verdade, o fim do mundo foi um evento criado apenas para ela, para mais ninguém, por isso ela foi mandada para algum hospital enquanto estava desmaiada. Bem, quanto aos personagens tubos... Eu imaginei like a tubos alieniginas

Bem, muito bem.... A deusa dos macacos apareceu *00000* ou não

Vamos pular para o final porque eu to sem o que comentar.

Os primeiros olhos? Será que se refere à transformação dela de um humano existente para um humano inexistente, ou a revelação da cor dos olhos do personagem no tubo (o que, segundo o que eu aprendi com você, são coisas muito importantes).

Bem, por hoje é só

Até a próxima \o

____




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lilian Froze
Filhos de Nêmesis
Filhos de Nêmesis
avatar

Mensagens : 120
Data de inscrição : 28/04/2012
Idade : 20
Localização : Longe de tudo.

Ficha do personagem
Vida:
148/158  (148/158)
Energia:
128/158  (128/158)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Saihate | One-shot/short fic (?)   Dom 03 Mar 2013, 11:32

--A sala de chat está vazia--
–Mekakushi entrou no chat–



Mekakushi diz: Bom-dia.

Mekakushi diz: Hoje, dia 3 de março de 2013, a probabilidade de uma garota de cabelos rosados e com dor nas costas ler essa fic por inteiro é de 87%.

Mekakushi diz: O primeiro comentário dela começará às 11:54 AM.

Mekakushi diz: Por favor, tenham cuidado (?).

Mekakushi diz: Bom-dia.


–Mekakushi saiu do chat–
--A sala de chat está vazia--
–Yuno entrou no chat–



Yuno diz: Bom-dia.

Yuno diz: Como você mesma disse, a Garota B é quem vai virar a Shiina, então ela é a Hana. Se ela morre, isso quer dizer que o mundo só acabou para ela, já que a partir do momento que você morre, o seu mundo acaba.

Yuno diz: Com isso, podemos dizer que os fones de ouvido dela são como a lenda da Hana de BoD (eu não lembro o nome)? Já que ela só ouviu a parte que dizia que o mundo iria acabar...

Yuno diz: Também, se formos pensar, os fones podem ter escolhido as palavras para formar essa frase, assim conseguindo passar a informação.

Yuno diz: E se ela morreu, aquela ambulância era para ela.

Yuno diz: E ela ainda morreu sozinha, sendo que ela odeia estar sozinha.

Yuno diz: Como você é má.

Yuno diz: Bom-dia.

–Yuno saiu da sala de chat–
--A sala de chat está vazia--


--A sala de chat está vazia--
–Yuno entrou no chat–



Yuno diz: Boa-tarde.

Yuno diz: Hai, a minha teoria estava errada e-ê' masok, bora botar esse cérebro para funcionar. VAI EMBORA DOR DOS SETE INFERNOS (Game of Thrones feelings)

Yuno diz: Uma teoria minha que continua é que esse fone de ouvido da Hana é igual ao fone de ouvido da Hana do BoD, está MUITO parecido. A única diferença é que esse tem mais personalidade, o que o torna mais interessante.

Yuno diz: Você disse que a localização da personagem iria aparecer, então não podem ser aqueles que você usou para descrever a angústia das pessoas, então ela deve estar na colina/montanha/whatever... Até porque, se a voz do fone (que é a voz da própria Hana, o que torna esse fone ainda mais fodástico! É quase como ele fosse a parte do cérebro dela que guarda as memórias... From hell isso) está tão ansiosa para chegar lá logo, a pessoa é MUITO importante (é o Sion, né?).

Yuno diz: UM MINUTO PARA O FIM DO MUNDO, TODA A SUA VIDA EM 60 SEGUNDOS! UMA VOLTA DO PONTEIRO DO RELÓGIO PARA VIVEEEEEEER ~

Yuno diz: Ta, parei.

Yuno diz: E que lindo momento para um quase desmaio, hein, Hana-chan? Vê se chega nessa colina maledict primeiro!

Yuno diz: Boa-tarde.


–Yuno saiu do chat–
--A sala de chat está vazia--


--A sala de chat está vazia--
–Yuno entrou no chat–



Yuno diz: Boa-tarde.

Yuno diz: ELA CHEGOU *-* ELA CHEGOU *-* ELA CHEGOU *-* E... E...

Yuno diz: E ele não estava lá ¬¬ mas que droga!

Yuno diz: Hana sendo diva enquanto sofre... É tortura isso, Waifu? Acho que é, né? Tem jeito.

Yuno diz: Bom, ela descobriu só no fim do mundo que gostava do Sion, bem típico de fics da Waifu: as personagens vivem mó tempo juntas, mas quando as maledicts descobrem o que sentem, ora elas morrem, ora o mundo acaba... Muito sofrimento, muito sofrimento ç-ç

Yuno diz: Agora, esse "me desculpe, Hana" foi dela para ela mesma? Como se ela se censurasse por não ter dito o que sentia antes? Suponho que sim.

Yuno diz: Cenário apocalíptico ownado *-* assim, muito *-*

Yuno diz: Ah, wait, eu esqueci da parede. O que ela significa? Um bloqueio para que a Hana não consiga alguma coisa?

Yuno diz: Boa-tarde.


–Yuno saiu do chat–
--A sala de chat está vazia--


--A sala de chat está vazia--
–Yuno entrou no chat–



Yuno diz: Boa-tarde.

Yuno diz: VAAAAAAAAALSHE *-*

Yuno diz: Ta, parei.

Yuno diz: Certo, o Sensei é o Mekakushi da vida e foi ele que conversou com a Shiina (sim, ela já mudou de nome u-u') na parte ownada em branco. Sim, a Shiina é uma diva que só fala coisas divas em momentos divos, yeah.

Yuno diz: Ah, essa última parte mostrou que só o Kuroh pode toca-la, né? *-*

Yuno diz: Bom, o mundo acabou e ela foi parar em um a whole new world (entendedores entenderão)?

Yuno diz: Essa TV realmente foi uma incógnita para mim, eu não entendi nada dela, para ser sincera... Na verdade, eu entendi algo, suponho: a Shiina estava observando tudo de um paradoxo onde ela está mergulhada na escuridão total de uma TV que só mostra o que quer na hora que ela (a TV) quer?

Yuno diz: Essa longa, longa jornada é o In a Daze, correto? *3*

Yuno diz: Comentário adicional: a conversa dela com o Sensei me lembrou loucamente o espírito do copo falando com a Hana (BoD). Que ela "não existe", ela "morreu".

Yuno diz: E sim, eu vi referências de Shuuen no Shiori gritantes, adorei *-*

Yuno diz: Você escreve maravilhosamente bem *OOOOOO* consegui sentir tudo, como sempre! Congrats!

Yuno diz: Boa-tarde

–Yuno saiu do chat–
--A sala de chat está vazia--


--A sala de chat está vazia--
–Mekakushi entrou no chat–


Mekakushi diz: Boa-tarde.

Mekakushi diz: A probabilidade da garota dos olhos rosados ler In a Daze ainda hoje é de 96%.

Mekakushi diz: Mantenham-se alertas.

Mekakushi diz: Boa-tarde.

–Mekakushi saiu do chat–
--A sala de chat está vazia--

____


Lilian {Takuto} Froze
Once upon a time :: I've loved someone :: But today... :: I want you all to disappear
Thanks Thay Vengeance@ Cupcake Graphics

...:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Saihate | One-shot/short fic (?)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Saihate | One-shot/short fic (?)
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» One-shot - Lembranças de Natal!
» One-Shot - As Cores do Inverno
» One-Shot
» Master Games - Head Shot - Online (HOST 24 HORAS)
» Winnie - Um breve descanso

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Área Off :: Fan-fics e Fan-arts :: Outras Fan-fics-
Ir para: