InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Atenção deuses! Há um aviso no Staff Loungue para vocês, entrem e leiam.

Important: Seu avatar é registrado? Ainda não?! Evite levantes, corra aqui: [MENINOS | MENINAS].
EM REFORMA, AGUARDEM! Novidades virão, algo que já estava mais do que na hora, não acham?!

Compartilhe | 
 

 Energia eólica - missão narrada para Linus Schneider

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mnemósine
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 384
Data de inscrição : 23/04/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Energia eólica - missão narrada para Linus Schneider   Sab 02 Mar 2013, 21:05

Uma pane afetou o sistema de energia do acampamento. Claro, existia eletrecidade ali, mas também haviam formas alternativas. Com tantos deuses e poderes, não era difícil... Das marés, solar... E eólica - justamente aquela que sofreu uma pane. O problema era que as hélices de captação ficavam um pouco distantes, para não afetar o ambiente próximo. Algo precisava ser feito. Eles já haviam mandado um filho de Hefesto para consertar, mas não tiveram notícias, e o problema persistia. Agora, precisariam não só descosbrir o que afetava o funcionamento da torre, mas também o paradeiro do forjador. Optaram por chamar Linus - afinal, ele era filho do deus dos ventos. Talvez tivessem sorte, visto o elemento associado.

Código:
- Narre seu dia até o início da missão, o chamado para ela e sua recepção
- Prepare-se, com os itens que desejar
- As torres de energia ficam distante - meio dia de caminhada ao menos, seguindo uma trilha na floresta. Tenha isso em mente, na preparação.
- Na floresta, voltarei a retomar a narração.
- Itens e afins em spoiler
- 3 dias para postagem

Início: manhã, 8h15min
Tempo ameno

____

A.k.a.:
 


“Um povo sem memória é um povo sem história. E um povo sem história está fadado a cometer, no presente e no futuro, os mesmos erros do passado”.
(Emília Viotti da Costa, historiadora)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Linus Schneider
Filhos de Éolo
Filhos de Éolo
avatar

Mensagens : 25
Data de inscrição : 11/05/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Vida:
125/125  (125/125)
Energia:
125/125  (125/125)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Energia eólica - missão narrada para Linus Schneider   Seg 04 Mar 2013, 11:51

Finalmente havia retornado ao acampamento após o longo verão que estive com minha mãe no Texas. Por incrível que pareça, não houve a interferência de nenhum monstro enquanto estava do lado de foras das barreiras mágicas do único lugar seguro para Nós. Ao chegar, cumprimentei meus velhos amigos, conheci muitos campistas novos e tive a impressão de estar ficando para "trás". A Arena vivia lotada, os treinos com arco-e-flecha cada vez mais disputado... Meu estado de batalha era realmente lamentável, fazia meses que não participava de uma boa luta.
Mais tarde, fui ver como estava a situação do mini-chalé de Éolo e... nada bom. Não havia ninguém lá! Camas bem conservadas, chão empoeirado, algumas teias de aranha pelos móveis... O vento até parecia mais fraco. Rapidamente guardei minhas coisas e marquei um horário com as Harpias para que dessem uma boa faxina ali.

Durante a noite, aproveitei a noite da Fogueira para que pudesse fazer uma oração para meu pai e para minha líder Mnemósine! Afinal, participar de grupos específicos também exige respeito entre os membros. Dei boa noite a todos e fui dormir. Estava exausto da viagem até o acampamento e necessitava de um descanso o mais rápido possível.

Logo pela manhã, acordei disposto e bem humorado apesar de não ver ninguém dentro do chalé. Com o quarto já limpo, - Harpias trabalhavam de noite?! - organizei minhas coisas, vesti minha calça e a camiseta laranja. Equipamentos? Depois de terem ficado um bom tempo sem ser manuseados, era o melhor dia para pô-los em movimento. Antes que sair do chalé, faço um sinal com a mão como um gesto de agradecimento a Éolo e corro para a Arena.

No caminho, não vi quase ninguém. Deveria ser umas 7:00 quando sai e cheguei a Arena. Apenas alguns filhos de Apolo e de Deméter manuseavam suas armas com perfeita harmonia.
Acomodei-me em um cantinho insignificante da Arena e retirei meu Arco de Ouro Branco para me aquecer. Antes de iniciar, procuro uma tomada na arquibancada para colocar meu Celular (Diário do Futuro) para carregar. Feito isso, começo a treinar.

Depois de longos minutos, minha camiseta estava molhada de suor, acho que nunca havia suado tanto naquele verão. Fui descansar um pouco na arquibancada e foi ai que percebi que a bateria do meu celular havia parado de carregar. Achei estranho, pois a energia do acampamento raramente acabava.

Retirei meu aparelho e guardei na mochila junto com meu arco e sai da Arena para tomar café antes que as benditas Harpias recolhessem tudo! Não queria ficar com fome até o almoço! Quando estava andando até o Refeitório, ouvi uma voz grave e "imperial" chamando pelo meu nome.
Percebi que Quíron me chamava na Casa Grande. Comer ou atender a Quíron? Dúvida cruel!!! Mas não queria ser achatado por ferraduras de centauro, então, corri para lá.

Quando entrei na sala, Quíron em sua forma humana me encarava e tomava seu café da manhã. Estava louco para comer um pãozinho de mel que estava sobre uma bandeja. Antes que pudesse perceber, o diretor já oferecia a comida, logo aceitei.

- Linus, nossas torres de energia eólica sofreram uma pani no sistema. Deve ter notado alguma parcial falta de energia no acampamento! - Sim, eu havia percebido! Meu celular nem havia carregado direito. - Continuando... Já mandei um filho de Hefesto para resolver o problemas, mas há algo estranho. Ele ainda não voltou!
- Mas... filhos de Hefesto são especialistas nessas máquinas. Porque ele ainda não voltou?
- Isso que queremos saber. Já que são torres de energia proveniente do Ar, nada melhor que um filho de Éolo para averiguar isso! Essa será sua missão! Saber o que aconteceu com o filho de Hefesto e concertar as devidas torres.
- Mas... mas... - Não podia negar, era minha primeira missão desde que voltei ao camp. Estava animado para aquilo! - Sim, aceitarei a missão e partirei agora mesmo!

Fiz uma breve reverência a Quíron que havia me entregado um panfleto com as devidas informações sobre o local das torres e como lidar com elas. Corri ao meu chalé, catei meu equipamentos restantes e novamente orei para Éolo. As torres ficavam localizadas pela floresta, então, corri para a entrada na mesma.

Segui as orientações do mapa e adentrei a floresta. Estava na expectativa de encontrar a tal trilha que levava a primeira torre. Para tentar um sucesso melhor na busca, utilizo minhas passivas de Éolo como Visibilidade Aérea e Sentidos dos Dragões para me guiar até a trilha ou até as torres.


Equipamento Levados:
Spoiler:
 

____

Passivas a Considerar Sempre:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mnemósine
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 384
Data de inscrição : 23/04/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Energia eólica - missão narrada para Linus Schneider   Qui 07 Mar 2013, 19:10

Não foi difícil achar a trilha que levava à torre. Por outro lado, algo um pouco desagradável o aguardava: no trajeto, pedaços de pano e rastros que indicavam uma luta. Uma espécie de apito soava próximo - se encontrasse o local exato, talvez achasse mais pistas. O problema, era que o som vinha de dentro das árvores, forçando-o a se desviar do caminho. Ele também podia simplesmente continuar - os rastros ainda estavam ali, então, talvez houvesse algo mais. De qualquer forma, enquanto caminhava, Linus foi surpreendido pelo bote - a cobra enroscou-se em seus pés, mas seu calçado impediu um dano maior. Era um susto e um incômodo, mas nada grave.

Código:
- Se tentar achar o que provoca o barulho, encontrará uma espécie de controle remoto, a cerca de 10m fora da trilha original. Se essa for sua opção, pare a narração ao investigar o controle.
- Caso resolva seguir adiante, encontrará mais tecido, e algumas ferramentas perdidas. Pare ao investigá-las.

- Em qualquer dos casos, a mata atrapalha a movimentação, e a trilha não é tão fácil de se seguir. Tenha isso em mente ao narrar.
- A cobra é uma serpente. Ela é venenosa e agressiva, mas comum - se tomar um dano relevante pode ser afugentada ou morta. Narre sua reação.

- 3 dias para postagem

____

A.k.a.:
 


“Um povo sem memória é um povo sem história. E um povo sem história está fadado a cometer, no presente e no futuro, os mesmos erros do passado”.
(Emília Viotti da Costa, historiadora)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Linus Schneider
Filhos de Éolo
Filhos de Éolo
avatar

Mensagens : 25
Data de inscrição : 11/05/2012
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
Vida:
125/125  (125/125)
Energia:
125/125  (125/125)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Energia eólica - missão narrada para Linus Schneider   Dom 10 Mar 2013, 20:43

Quase não havia encontrado a trilha. Ela era estreita e camuflada com várias plantas e galhos vizinhos. Por sorte, estava conseguindo me esgueirar decepando alguns galhos com minha espada e amontoando eles pelas laterais com os pés. Estava difícil caminhar com toda aquela vegetação cobrindo a mini-estradinha.
A temperatura densa e abafada começara a me afetar. Infelizmente, florestas fechadas possuíam essa desvantagem. Por ser filho de Éolo, eu poderia ter alguma chance de ficar bem mas meu nível ainda era "baixo" para grandes feitos.

Seguindo a trilha, ouvi um som agudo e alto parecendo um tipo de alarme... ou melhor, um apito! Desses de guarda de trânsito! Eu poderia ir em direção ao som procurando saber o que era ou então continuar a seguir o caminho. Para meu defeito, eu tinha esse sentimento que sempre me metia em encrencas: a tal da Curiosidade! E lá fui eu, parti alguns pés de mato com a espada e "abri" uma ramificação da trilha pela lateral. Isso até facilitaria o meu retorno caso a coisa ficasse feia pro meu lado.

Caminho, caminho, corto, corto... Parecia não ter fim e o som ia tornando-se cada vez mais alto e notável. Tombei para trás logo quando ouvi: SHHHHHHHHHH! e um corpo longo e áspero enroscava em meus pés. Uma cobra avia me dado um bote. Para minha sorte, meu tênis evitou que seus dentes penetrassem em minha pele injetando o veneno, mas agora um passeio turístico pela floresta, tornou-se um bote mortal. Se aquela cobra me mordesse poderia correr sérios riscos.

Para evitar danos possíveis, com cuidado e sem movimentos bruscos ativo minha opala no centro do meu cinto, assim revestindo todo meu corpo com a Armadura Temporal. Em seguida, para não por a armadura a testes de picada de cobra, utilizo minha habilidade Garras e corto o corpo da serpente antes mesmo dela dar-me um bote. Tento ser o mais rápido possível como uma corrente de ar atravessando o oceano.

Quando conseguir me livrar da cobra, agora com mais cuidado ainda, encontro algo no chão. Um objeto pequeno... Um controle. Um controle remoto estava escondido na mata a aproximadamente 10 metros da trilha. Mantenho o olho no caminho que fiz com os cortes da espada para evitar que me perca.


Ativa usada!:
 

____

Passivas a Considerar Sempre:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mnemósine
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 384
Data de inscrição : 23/04/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Energia eólica - missão narrada para Linus Schneider   Qui 14 Mar 2013, 23:38

O controle tem vários botões, a maioria sem indicação ou com apenas símbolos gregos. Uma parte está levemente danificada, com o metal riscado e fios soltos, mas uma das luzes está acesa, e o bip é contante, assim como um leve chiado. Ao apertar um botão de forma descuidada, o som começa a sair, baixo, mas audível - parece que uma das funções do aparelho é também a de um gravador.

- As armadilhas estão em ordem. Seja o que for que provocou danos, não seguiu o caminho da trilha.. A última inspeção foi a um mês atrás, então, ainda é algo recente. Apesar disso, há alguns rastros, mas nada alarmante, a maior parte do caminho está coberta de mato. Espere... A árvore da bifurcação... Ela está quebrada... Não sei se foi o vento, ou se algo a atingiu, preciso verificar mais de perto...

Esse foi o último registro, mas antes que pudesse prosseguir, enquanto retomava a trilha, um botão apertado por engano acionou o mecanismo: a rede subiu sem aviso, deixando Linus completamente preso, como um peixe na rede de um pescador. Ele teria que se soltar, e prosseguir. A bifurcação não estava longe - era um marco no caminho, e indicava que estaria próximo do seu destino.

Código:
- Você foi preso: era uma armadilha de um filho de Hefesto: não é uma rede comum, sendo mais resistente que as normais, mas não é indestrutível. Se solte  - ou destrua o mecanismo de alguma forma, e prossiga;
- Seguindo a trilha achará as roupas mencionadas no code anterior - parece que realmente algo o atacou na bifurcação ou próximo a ela;
- A árvore está caída e com grandes danos, mas não parecem naturais - e sim grandes garras;
- Ao investigar, será atacado por um cão infernal - ele pula em suas costas, tentando pegá-lo desprevenido.  Não é muito grande, como um cão de grande porte - quase um filhote para os padrões. Não parece possível para um filhote tamanho estrago, mas se há um filhote, a mãe esta próxima. Ele tem 75hp/ 75 mp - sinta-se livre para narrar a batalha/ desfecho desse encontro e prosseguir.

- 5 dias para postagem

____

A.k.a.:
 


“Um povo sem memória é um povo sem história. E um povo sem história está fadado a cometer, no presente e no futuro, os mesmos erros do passado”.
(Emília Viotti da Costa, historiadora)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thanatos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 403
Data de inscrição : 03/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Energia eólica - missão narrada para Linus Schneider   Sab 12 Out 2013, 17:08


.: Missão Cancelada :.


Atualizado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Energia eólica - missão narrada para Linus Schneider   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Energia eólica - missão narrada para Linus Schneider
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Em busca de vingança | Missão narrada para Diane Cristyne
» ~ Sem fogueira ~ Missão narrada por player interna e fácil para Jhonn Stark
» {Missão Narrada} A fúria dos mares
» Novos Mistérios | Missão OP para Joe McDean
» {Missão Narrada Normal} Howl At The Moon

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Tártaro :: Missões Canceladas/Concluídas-
Ir para: