InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Atenção deuses! Há um aviso no Staff Loungue para vocês, entrem e leiam.

Important: Seu avatar é registrado? Ainda não?! Evite levantes, corra aqui: [MENINOS | MENINAS].
EM REFORMA, AGUARDEM! Novidades virão, algo que já estava mais do que na hora, não acham?!

Compartilhe | 
 

 Training in the Florest - Missão interna para Blair e Julliet

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Administração SO
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos
avatar

Mensagens : 284
Data de inscrição : 23/04/2012
Idade : 19
Localização : Troninho Sagrado do Olimpo 'o'

Ficha do personagem
Vida:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Training in the Florest - Missão interna para Blair e Julliet   Qua 27 Mar 2013, 20:53



An adventure in the forest




Começava mais uma manhã fria na colina. Os campistas acordaram disposto aquele dia e todos esperavam o café da manhã no refeitório. Porém, duas haviam dado em jeito de escapar da refeição matinal e foram dar uma passeada na floresta, queriam aproveitar a vida da melhor forma possível. Após se encostararem em uma árvore, sentaram no chão e começaram a olhar para o horizonte. Não demoraria muito para encontrar algum perigo no local.




• • • • •



DIRETRIZES DE POSTAGEM:
 


____

The seductive god of forges Cool
Hefesto
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://santuarioolimpiano.forumeiros.com
Blair C. Morgenstern
Ceifadores de Thanatos
Ceifadores de Thanatos
avatar

Mensagens : 117
Data de inscrição : 23/04/2012
Idade : 22
Localização : Procure.

Ficha do personagem
Vida:
100/120  (100/120)
Energia:
135/135  (135/135)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Training in the Florest - Missão interna para Blair e Julliet   Sex 29 Mar 2013, 15:24






Training In The Florest




POST: I
TAGGED: Juliet
WEARING:Aqui
CREDITS: LOONY @ ETVDF

Passe o mouse na foto.


Ruídos me incomodavam. Principalmente quando incomodavam o meu sono. Egoísmo querer descansar? Não e sim. Não porque havia dormido tarde e, sim porque não deveria ter dormido tão tarde. Confuso? Eu não acho. Confuso era Louise procurar seja lá o que for e fazer barulho para me incomodar. Revirei-me para o outro lado, ignorando-a, mas ainda assim ela continuou. Tinha certeza que ela fazia isso para me perturbar e... Ela estava conseguindo. Sentei na cama, olhei fixamente para minha irmã.

– Vai ficar nisso até quando? – Ela se virou para mim, assustada como se acabasse de pegar um susto. Cínica. Revirei os olhos, jogando o lençol bruscamente para o lado e entrei no banheiro, fazendo minha higiene. Alguns minutos depois sai, vestindo meu sobretudo e pegando algumas armas.

Não queria tomar café, não estava com fome então, fui andar pelo acampamento. Passou as horas e, por fim, parei na floresta. Há alguns metros de onde eu estava sentada, havia uma garota que estava distraída olhando para o horizonte. Não iria a incomodar e nem iria puxar assunto, então fiquei quieta, de costa para a árvore, observando o farfalhar das àrvores.

____


☠ Blair Claire Morgenstern 
Daughter of Poseidon Ceifadora 19 anos YourWorst Nightmare


 
:3:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Juliet V. Mikhaylova
Filhos de Hermes
Filhos de Hermes
avatar

Mensagens : 3
Data de inscrição : 13/10/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Training in the Florest - Missão interna para Blair e Julliet   Sab 30 Mar 2013, 15:45






I got streaks in my hair people point at me and stare if they ask me I'll say, "yeah!" I'm a freak and I love the clothes I wear. Where their life goes I don't care it's my price I'm proud to pay I'm a freak. The called me crazy it doesn't faze me. I'm doing fine, they're doing time. They tried to break me never could make me, live like a fire, dancin' with desire, walkin' on the wire, oh yeah. I'm a freak and love what I see. I'm a freak and I love being me

I’m a freak


C
omo uma tempestade que se aproxima calma e lentamente o sonho se passava como um pesadelo gradativo. De início a névoa pálida impedia a visão de qualquer coisa além de um palmo de distância do rosto, tornando qualquer imagem à frente um borrão negro no vazio em que me encontrava. Silhuetas escuras de objetos começavam a se formar à medida que eu caminhava à frente; à medida que me aproximava. Uma cadeira, uma mesa, um telefone, uma escada, paredes, teto. A névoa se dissipava deixando para trás a imagem de uma casa bonita com móveis antigos e caros espalhados por ela. Retrados expostos na parede mostrava uma família sorridente que parecia se amar. Um lustre pendia no teto tão brilhoso que a mínima luz que emanava de uma lâmpada dele parecia iluminar toda a sala.

Meus passos continuaram à frente enquanto me aproximava de uma porta entre aberta. Empurrei-a com as pontas dos dedos e esta rangeu levemente enquanto abria-se. O som era incomodo e parecia não ter fim, parou somente quando a porta já estava totalmente escancarada. Lá dentro uma respiração demorada e cansada podia ser ouvida. A eu do sonho se dirigiu à tal som esquadrilhando o ambiente até encontrar de quem ele provinha. Era o homem do retrado feliz. Ele estava jogado no chão. Papéis estavam espalhados à sua volta, uma estante de livros estava jogada ao chão e arranhada como se um animal tivesse a destruído. O homem, que não parecia tão feliz agora como na foto, tinha cortes por todo o corpo, incluindo um em seu pescoço que fazia com que sua carne ficasse exposta e uma grande quantidade de sangue derramasse. À medida que ele tentava pronunciar algo corte parecia rasgar-se mais enquanto suas palavras não saiam e ele se engasgava com seu próprio sangue que teimava em sair de seus lábios. O osso joelho de sua perna esquerda estava exposto enquanto sua perna direita virava-se num ângulo anormal. O homem estendeu a mão direita em minha direção e então simplesmente parou estático, antes de por fim o som de sua respiração forçada e úmida cessar.

Morte, sangue, frio
O suspiro de uma alma
Um olhar pro infinito

Meus passos eram pesados e arrastados. Eu não sabia exatamente para onde ia, sabia apenas que ficar na presença de falsos irmãos num ambiente tão familiar era algo para mim desprezível. Nada contra ninguém naquele acampamento estranho, porém também nada neles me agradava ao ponto de me fazer ficar perto deles. Em suma, eu preferir ficar no meio da floresta e tentar esquecer aqueles pesadelos hediondos do que ficar sentada em um banco de madeira cercada por acéfalos ladrões filhos do mesmo pai que eu.

Antes de sair calcei meus tênis alados, bastante úteis apesar da aparência, e peguei minha bolsa marsupial, onde ali coloquei meu diário. Minhas adagas transformaram-se em um broche e logo o prendi na blusa que vestia. Pode parecer estranho ir “passear” carregando armas, no entanto a floresta era um ambiente bastante hostil apesar de ficar no glorioso e pacífico acampamento dos amados bastardos.

Sentei-me no chão coberto por folhas e apoiei minhas costas numa árvore enquanto fitava além. Perdida em meus próprios pensamentos e temores; perdidas em lembranças tão antigas que a mera imagem delas me dava raiva. Todo aquele lugar parecia me dar raiva. Era apenas mais uma lembrança de tudo o que eu passara. Meu pai? Ele ligava tanto para gente quanto um açougueiro liga pra uma vaca. Para qualquer Deus os humanos não passavam de seus defensores e aliados quando eles estavam fracos demais ou preguiçosos de mais para enfrentar suas próprias batalhas. Eu não tenho raiva deles; na verdade, os admiro bastante por conta disso, o grande problema é que admiração e amor nem sempre caminham juntos.

Fiapos de memórias
Um estranho som
Um olhar para o futuro

Um som atrás de mim atraiu minha atenção, desprendendo-me de minhas filosofias internas e fazendo com que eu fitasse a pessoa que se postara ali perto, escorada em uma árvore também. Não sabia quem era. Era difícil eu encontrar alguém do acampamento e saber realmente quem era. Não era boa com nomes que não me interessassem, e nem mesmo me interessava em saber sobre qualquer um dali. Voltei meu olhar para o horizonte em seguida. Eu não era uma pessoa mal-educada, tive uma boa educação, porém, minha educação nada dizia sobre a obrigatoriedade de se comunicar com alguém que se aproxima. Apenas deixei-a quieta, assim como ela fizera comigo, afinal, a garota não me incomodava e eu não parecia incomodá-la. Talvez uma companhia silenciosa era melhor do que a companhia de meus demônios pessoais...

Armas e equipamentos levados:
 


Este post tem o número UM e contém não sei quantas palavras. A pessoa citada ao decorrer da ação é Blair e ela se passa em FLORESTA DO ACAMPAMENTO. Juliet está vestido esta roupa: (ISSO). eu gostaria de acrescentar que esse post ficou um lixo.




____

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thanatos
Deuses Menores
Deuses Menores
avatar

Mensagens : 403
Data de inscrição : 03/05/2012

Ficha do personagem
Vida:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal Arsenal:

MensagemAssunto: Re: Training in the Florest - Missão interna para Blair e Julliet   Sab 12 Out 2013, 17:08


.: Missão Cancelada :.


Atualizado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Training in the Florest - Missão interna para Blair e Julliet   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Training in the Florest - Missão interna para Blair e Julliet
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Missão Interna] O invasor misterioso. - Dylan Thomas Sprouse.
» Novos Mistérios | Missão OP para Joe McDean
» Em busca de vingança | Missão narrada para Diane Cristyne
» Missão Interna Ammy Adams & Charles Beckendorf
» Missão teste para Campeão. // Enzo.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Tártaro :: Missões Canceladas/Concluídas-
Ir para: